História das marcas: Arc’teryx

Continuando com a nossa série mensal de biografias das marcas mais famosas do mercado. Nacionais e internacionais, e da mesma maneira que faz com os principais ídolos, o objetivo é disponibilizar a história do esporte para quem quer saber mais sobre ela. Hoje, a marca é a canadense Arc’teryx. O objetivo é, além de trazer um pouco da história de empreendedorismo, traçar um paralelo com a história da humanidade e do esporte.

Embora ainda seja pouco conhecida (e respeitada) por grande parte do público outdoor sul-americano, a marca canadense Arc’teryx é sinônimo de inovação, qualidade e em equipamentos com tecnologia de ponta. A empresa Arc’teryx está localizada na cidade Vancouver, no estado canadense de British Columbia, à sombra da Coast Mountain Range (parte mais ocidental da Cordilheira do Pacífico). Vale a observação de que apesar de não ser vendida no Brasil, Peru, Colômbia e Argentina, a marca anuncia em seu site que é distribuído globalmente.

Os funcionários que trabalham na Dead Bird (como os fãs e os funcionários a chamam carinhosamente) vivem a vida que seus produtos vendem. A empresa possui em seu quadro de funcionários escaladores, esquiadores e atletas de alto desempenho. A Arc’teryx é uma empresa absolutamente amada pelas pessoas que a usam e seu nome é sinônimo de qualidade (obsessão esta que reflete também no seu preço final ao consumidor).

Enquanto outras empresas no mercado outdoor estão tentando fazer cada vez menos e obter mais lucro com terceirizações, a Arc’teryx, por outro lado, está assumindo cada vez mais a propriedade de seu design e da fabricação de seus produtos. O objetivo desta centralização é para que possam “olhar nos olhos” dos entusiastas de esportes outdoor e dizer honestamente: “isso é o melhor que podemos oferecer”.

O começo de tudo

Tudo começou em 1989, quando um escalador de Vancouver chamado Dave Lane decidiu que poderia fazer um produto de escalada melhor dos que eram vendidos no mercado. Ao contrário de somente ‘cornetar’ as marcas, Lane pôs a mão na massa e procurou levar sua ideia à frente. Infeliz com o que estava sendo disponibilizado no mercado, começou um negócio sua casa chamado Rock Solid Manufacturing, fabricando cadeirinhas de escalada, mochilas e sacos de magnésio para escaladores.

Quando consolidou certa fama entre os escaladores de seu país, se associou ao também escalador Jeremy Guard, e ambos aplicaram suas experiências de escalada em seus produtos. Até então a empresa Rock Solid Manufacturing ia crescendo de maneira sustentável e continuamente. O horizonte começou a mudar quando ambos resolveram mudar o nome da empresa para Arc’teryx em 1991.

O nome refere-se à primeira ave cientificamente conhecida pelo ser humano, a Archaeopteryx Lithographica que é uma espécie fóssil de dinossauro terópode emplumado (parecia ser parte pássaro e parte dinossauro). Archaeopteryx significa “asa antiga”. O primeiro espécime completo encontrado de Archaeopteryx foi anunciado em 1861, apenas dois anos após Charles Darwin publicar “A Origem das Espécies”.

O fóssil se tornou uma peça chave no debate sobre a evolução. Por enquanto, o Archaeopteryx é creditado como sendo o mais antigo pássaro conhecido.

A mudança de nome e logotipo (que representa graficamente o fóssil encontrado) para Arc’teryx foi para refletir a visão da empresa de criar inovações “evolucionárias” e diruptivas dentro da indústria de produtos outdoor. Em outras palavras a Arc’teryx focaria em equipamento de escalada de qualidade premium para “escaladores de verdade”.

Esta qualidade acabou sendo a referência para qualquer produto da empresa. Para penetrar mais no mercado, acabou criando em 2003 a Arc’teryx LEAF, uma divisão separada e que faz equipamentos militares para soldados, bombeiros e policiais. Sim, policiais e soldados canadenses, ingleses e norte-americanos usam produtos da empresa em missões de combate e policiamento do dia a dia.

Dave Lane fundador da Arc’teryx

O valor de qualidade e sustentabilidade da Arc’teryx está alinhado com o comprador urbano de alto padrão (isso pode ser visto pelo preço de seus produtos). Sua ambição de criar equipamentos que permitissem se concentrar na tarefa em mãos está alinhada com o mercado militar.

Para se ter uma ideia de sua qualidade o Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA escolheu a Tango para sua nova mochila. Além disso os uniformes de ataque Arc’teryx foram fabricados sob encomenda para para oficiais da Counter Terrorist Specialist Firearms Officer (Oficiais de Armas de Fogo Especialistas em Combate ao Terrorismo) da Inglaterra.

Produtos de vanguarda

Ao contrário do que acontece frequentemente, quando uma marca começa a crescer e abandonar a identidade inicial (como pode ser visto com marcas outdoor investindo em roupas urbanas), a Arc’teryx manteve seus valores acima de seus negócios. A marca resistiu às tendências do setor que, à primeira vista, seriam boas para seus resultados, mas ruins para seus clientes. Seus valores ainda são autênticos ao do início da empresa e isso faz toda a diferença, pois, para a marca, valores autênticos atraem clientes.

As matérias-primas utilizadas pela Arc’teryx não são apenas de alta qualidade, mas também Bluesign® Certified, que é um padrão que é feito apenas por tecidos e materiais livres de substâncias químicas nocivas ao corpo humano e ao meio ambiente. A Arc’teryx, em termos práticos, prefere vender uma jaqueta que dure mais de uma década, que tenha volume de vendas de três jaquetas no mesmo período de tempo, do que vender muitas e vê-las preencher aterros sanitários.

Você já ouviu o termo “obsolescência planejada”? Arc’teryx acredita no oposto disso.

Mais tarde, em 2006, a Arc’teryx abriu sua primeira loja própria em Montreal, no Canadá. Logo a empresa cresceu para seis locais no Canadá e outras lojas nos Estados Unidos, Suíça, França, Reino Unido, Japão e China. Seus produtos que são referência no mercado são a cadeirinha Vapor e a mochila Bora. Ambos os produtos foram feitos usando tecnologia de termolaminação.

Suas lojas são projetadas para ser um ponto de encontro da comunidade outdoor e também um local de negócios. Eles também facilitam para os clientes exercer suas garantias nos locais físicos, novamente, alinhados com seu valor de sustentabilidade.

Chama a atenção da indústria que com apenas 12 funcionários, a Arc’teryx foi colocada no centro das atenções do universo outdoor, recebendo elogios da indústria por sua nova tecnologia de termolaminação. Após a cadeirinha Vapor, em 1994, a mochila Bora foi introduzida e, em 1997, a cadeirinha Targa consolidou a reputação que Arc’teryx ostenta até os dias de hoje.

A fabricação e a sustentabilidade ética são outros dois assuntos importantes que esta marca leva muito a sério. A Arc’teryx faz questão de garantir que as condições de trabalho em todas as suas instalações, estão de acordo com o padrão mundial de ética e excelência e seus trabalhadores são tratados de forma justa. Além disso, cada um de seus produtos também é rastreável e fabricado de forma sustentável, a fim de minimizar o impacto ambiental.

Outra característica da Arc’teryx é a durabilidade de seus produtos, que são feitos para durar por muitos anos. Este não é apenas um grande ponto de venda, mas também diminui o dano ambiental de ter que refazer os produtos.

Desde então, licenciaram a Gore-tex em seus produtos, inventaram o zíper WaterTight (ziper invertido para evitar perda de calor) e construíram uma linha de roupas para atividades outdoor. A empresa foi quem inventou o softshell, um novo produto de venda e que revolucionou o mercado na época. Aplicando seus investimentos mais em tecnologia do que marketing (ao contrário das empresas rivais norte-americanas) acabaram por se conectar com os clientes por meio do boca a boca, parceiros de varejo. Foram eles, inclusive que investiram mais pesado em mídia social, vídeos originais e microsites nos últimos anos.

“Na Arc’teryx, o objetivo é criar equipamentos que permitam que uma pessoa esteja imersa no momento de fazer, independentemente das condições externas”, afirma a marca em seu site oficial. A ideia é que, se alguém está escalando, a única coisa que deve pensar é escalada e não deveria pensar que está com frio, molhado, ou o zíper da sua jaqueta foi desfeito, rasgou uma costura, etc. A Arc’teryx tem como objetivo “criar uma experiência outdoor e atemporal”.

Suas páginas do YouTube e Facebook estão cheias de vídeos que conectam a marca à comunidade de entusiastas aos esportes outdoor. Um curta-metragem (assista abaixo) que produziram chamado WKND dá aos leigos uma apreciação do estilo de vida e dos valores dos entusiastas de esportes outdoor.

Arc’teryx foi comprada pelo Grupo Salomon, de propriedade da Adidas, em 2001. Mas em maio de 2005, a Amer Sports (empresa finlandesa de artigos esportivos) comprou o Salomon Group da Adidas.

Embora cadeirinhas, mochilas e muitos outros equipamentos sejam feitos em sua própria fábrica em New Westminster, Canadá. sua linha de roupas se expandiu, e a empresa precisou terceirizar as fábricas para China, Filipinas, Vietnã, Bangladesh, El Salvador, Laos e Grécia.

There are 2 comments

  1. Thiago Lima

    Parabéns pelo texto!
    Porém na observação de que a marca não é vendida no Chile, está equivocada.
    A Arc’teryx tem representante comercial no Chile que é a ZOLKAN e o atleta patrocinado pela marca que faz a divulgação da mesma é o chileno guia/instrutor UIAGM Nicolas Palma Meyer.
    Forte Abraço!

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.