Guia Prático de como estabelecer objetivos na escalada e alcançar o máximo do potencial

Um dos  elementos chaves e fundamentais para estruturar um treinamento esportivo é estabelecer objetivo e metas .

Antes do pontapé inicial, é necessário diferenciar o que é um “objetivo” e “meta”.

Aparentemente são duas coisas iguais, mas não são:

  • Objetivo : é a descrição daquilo que se pretende alcançar
  • Meta : é a definição em termos quantitativos, e com um prazo determinado.

Por exemplo, o objetivo de uma determinada pessoa é escalar 8º grau (francês ou brasileiro).

A meta, por sua vez, terá de vir acompanhada de dois dados: a quantidade de vias que ela pretende encadenar e em quanto tempo.

metas-na-escalada-1

Esta mesma mensuração pode ser aplicada a qualquer tipo de esporte de montanha.

O pontapé inicial é estabelecermos nosso “termo de compromisso”.

Apesar de parecer muito fácil, estabelecer objetivos não é tarefa para pessoas novatas, é um conceito que aprendemos desde a escola, e a partir de então algo que continuamente escutamos em nossa vida.

Encontramos este conceito em várias áreas que desenvolvemos: negócios, capacitação, formação de pessoas, investigação, jogos e, naturalmente, no esporte.

Uma das primeiras coisas que se realizam em um processo de treinamento mental é que se devem estabelecer objetivo e metas: o que queremos e até onde queremos chegar.

Para começar, estes objetivos devem ser motivantes e, além de tudo, atrativo além de ter um significado.

Junto com isso, e de modo íntimo e pessoal, devemos estabelecer metas relacionadas com nosso rendimento, muito além do resultado. Ao falar de “rendimento” refiro-me a trabalhar e alcançar o máximo de nosso potencial, que é um compromisso pessoal mais transcendental.

Não é escalar um grau, nem ganhar um torneio, e sim determinar um desenvolvimento integral de nossas capacidades físicas e mentais.

Foto: https://spotsettingblog.wordpress.com/

Foto: https://spotsettingblog.wordpress.com/

Exemplificando: “Ganhar um torneio” é um resultado, mas “melhorar minha escalada em aspectos técnicos” mostra o rendimento.

O rendimento pode até mesmo englobar o resultado, pois “melhorando como escalador posso ganhar um ou muitos torneios”.

Um elemento chave, ao menos para pesquisa e em projetos, é estabelecer objetivos gerais e específicos nos quais o segundo será algo como pequenas metas que de uma forma gradual nos irá colocar perto de cumprir nosso grande desafio.

Por conta deste tipo de detalhes é que muitos atletas tido como “grandes revelações” acabam por serem jovens atletas já aposentados.

Se quer escalar melhor antes deverá:

  1. Comprar equipamentos de escalada
  2. Fazer um curso, e aprender conteúdos.
  3. Treinar.

Necessitamos seguir uma ordem, uma estrutura lógica. Porém lembre-se de ter um profissional capacitado que ajude você em cada etapa desta estrutura lógica.

Nunca confie em pessoas que procuram vender consultoria de personal que não sejam profissionais de educação física.

[otw_shortcode_divider margin_top_bottom=”10″ text_position=”otw-text-left”][/otw_shortcode_divider]

Princípios de formação de Objetivos

[otw_shortcode_divider margin_top_bottom=”10″ text_position=”otw-text-left”][/otw_shortcode_divider]

1 – Tenha objetivos específicos e mensuráveis

treinamento_de_escalada

Procure ter sempre elementos ou variáveis quantificáveis e mensuráveis. Ser um “melhor escalador” necessita de gerar uma força nas extremidades (pés e mãos principalmente) e dentro disso podemos estabelecer que: fazer 25 flexões de braços com 10 kg de lastro.

Portanto algo medível e quantificável ou, em outras palavras, concreto.

Propor-se a correr é muito vago, deve-se comprometer a sair para corridas de três a quatro vezes por semana, sendo seis quilômetros em cada oportunidade. Como dito anteriormente, algo mensurável e concreto.

2 -Identificar claramente as limitações temporais

Treinamento-escaladores4

É necessário ser consciente e realista com o que planejamos com o tempo. O clima nos complica para treinar na rocha com chuva, e devemos levar isso em consideração.

Se estou aproveitando o tempo para escalar, demore um tempo mais para começar a assimilar as técnicas, assim como fisiologicamente deve modificar aspectos de seu corpo.

Por modificar entenda baixar o peso, fortalecer e desenvolver músculos e tendões, entre outras coisas.

Todo estes aspectos demandam tempo, que devemos considerar no planejamento, pois um atleta não pode ganhar medalhas olímpicas a cada dois anos, já que este tipo de competição é a cada quatro anos.

Um escalador brasileiro não pode se propor a ganhar uma etapa de campeonato de escalada por mês porque não há tantos campeonatos disponíveis no Brasil.

3 – Utilizar objetivos com dificuldade moderada

treino-planificado-1

Este tipo de abordagem podem ser os mais fáceis ou difíceis: devemos estar motivados para ir crescendo, desenvolvendo e sair da zona de conforto.

Se me proponho algo muito fácil, não é desafiante e logo consigo atingir rapidamente e com facilidade, e logo acabo abandonando.

Procurar algo intermediário que me faça desenvolver meu potencial, que demande esforço, seja um processo considerável, mas também razoável.

4 – Escrever os objetivos e controlar o progresso regularmente

treinamento_escalada_mulher

Atos como planejar, estabelecer e escrever os objetivos é ótimo. As pesquisas esportivas nos demonstram que este trabalho traz como resultados

  • a) A melhora dos treinamentos
  • b) Aumento do rendimento e resultados.

As razões são múltiplas e deve ser estruturado. É possível voltar a revisar os objetivos e perceber que está indo para um lado ou outro do planejamento original.

Pode passar, por exemplo, que comecemos a correr para abaixar o peso e fazer musculação para fortalecer costas e braços, e nos transformemos em corredores ou até mesmo ganhar peso com a massa muscular, por isso devemos voltar ao nosso plano escrito e retomar o caminho.

5 – Utilizar vários objetivos que apontem para o rendimento

treinamento-campus-board-1

Rendimento é a chavem, e ele ajuda a explorar todo o potencial que temos dentro de nós. “Conhecer nossos limites” e superá-los deve ser o conceito.

Atletas de alto rendimento concentram-se em seu rendimento e em fazer bem cada exercício, tratando de deixar de lado a importância de medalhas ou títulos.

Orientar-se pelos resultados é uma carga muito pesada, estressante e complexa, porém com algo que seja mais mensurável, e concreto, é importante para que nada nos tire do “sonho”.

6 – Utilizar objetivos a curte e médio prazo

Estabelecer prazos é uma escalada e deve-se subir cada degrau.

Não podemos saltar nenhum , sendo tudo planejado, ordenado e organizado passo a passo e a cada etapa.

7 – Internalizar os objetivos

Foto: Rafael Alchieri

Foto: Rafael Alchieri

Tenha em mente que que são SEUS objetivos, e DEVEM ser respeitados para motiva-lo.

Estes objetivos não são de seus amigos, de sua equipe ou da sua namorada.

Pode-se estabelecer metas e objetivos em conjunto, mas não pode-se seguir o de outra pessoa. Devemos nos apaixonar e realizar os nossos.

No livro Sport Psychology: Concepts and Applications de Richard Cox, são estabelecidos cinco acrônimos, batizados de SMART.

S Specific Objetivos específicos
M Measurable Objetivos mensuráveis
A Action- oriented Objetivos orientados à ação
R Realistic Objetivos realistas
T Timely Objetivos oportunos

Trabalhar e nos dar tempo de estabelecer objetivos é a chave para o êxito.

Estabelecer a consciência e seguindo estes pontos nos assegura um bom começo e um excelente final, conseguindo como consequência o que buscamos.

Claro que existem milhares de fatores, variáveis e situações que aparecerão no caminho, mas isso não deveria nos desviar.

Abrindo o nosso diário de treinamento, vislumbramos os objetivos e retomamos o rumo.

Tradução autorizada de: http://soloboulder.com/

SoloboulderBanner2

Comente agora direto conosco

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.