Dois indianos morrem e um chileno está desaparecido no Kanchenjunga

Dois montanhistas indianos morreram no Acampamento IV do Monte Kanchenjunga (8.586 m), enquanto desciam após fazer cume. O Kanchenjunga é a terceira montanha mais alta do mundo. O anúncio foi feito pelo organizador da expedição. Os montanhistas indianos foram identificados como Biplab Baidya, de 48 anos, e Kuntal Karar de 46 anos de idade, não puderam continuar sua descida perto do topo devido a problemas de altitude, hipotermia e daltonismo, informou a Peak Promotion Pvt Ltd.

A informação foi divulgada pelo jornal The Himalayan Times e confirmada pela Revista Blog de Escalada.

De acordo com colegas da expedição, o incidente ocorreu quando a dupla foi levada para o Acampamento IV de uma altitude de 8.400 m por uma operação de resgate difícil realizada pelo líder da equipe Nirmal ‘Nims’ Purja, juntamente com outros membros.

Enquanto isso, desde a noite passada, um montanhista do Chile desapareceu do Acampamento IV do Monte Kanchenjunga. Rodrigo Vivanco, do Chile, desapareceu na descida, depois de ter chegado ao cume no final da noite de ontem, informou Pasang Sherpa, diretor da Peak Promotion Pvt Ltd. O diretor também acrescentou que uma equipe já saiu para para realizar buscas e recuperar os corpos.

Comente agora direto conosco

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.