Escalada fará parte do ANOC World Beach Games 2019 – Saiba porque não há brasileiros participando no boulder

Os ANOC World Beach Games 2019 é um evento poliesportivo, organizado pela Associação dos Comitês Olímpicos Nacionais (Association of National Olympic Committees – ANOUC) e serão sediados em Doha, no Qatar, de 12 a 16 de Outubro de 2019. A ANOUC é uma organização internacional que reúne os 206 Comitês Olímpicos Nacionais reconhecidos pelo Comitê Olímpico Internacional.

Originalmente agendados para 29 de setembro de 2017 a 9 de outubro de 2017, por problemas com patrocínios para a realização dos jogos, a cidade de San Diego, nos EUA, abdicou da realização dos Jogos e foi substituída pela cidade de Doha, no Qatar.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por ANOC World Beach Games (@awbg2019) em

Ao todo, no evento, haverá 17 modalidades, sendo dessas 6 de praia, 6 de água e 5 esportes considerados “de ação”. A escalada, representada apenas pela disciplina de boulder, estará presente. O Brasil, que levará 77 atletas para os Jogos Mundiais de Praia, não terá representante para a escalada. Jogos Mundiais de Praia reunirão mais de 1.200 atletas de 97 países.

Em Doha, o país terá representantes em 9 das 14 modalidades: basquete 3×3, futebol de praia, handebol de praia, maratonas aquáticas, tênis de praia, vela (classe Kitefoil), vôlei de praia, wakeboard e wrestling de praia.

A escalada nos jogos

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Alejandra Contreras (@_alejandracontreras) em

Para participar da escalda, o formato adotado é muito parecido com o que será usado nos Jogos Olímpicos da Juventude e na Olimpíada de Tóquio.

Com total de 40 atletas (20 para cada gênero), somente tendo dois atletas por país, as vagas foram distribuídas da seguinte maneira:

  • Argentina: Valentina Aguado
  • Austrália: Oceania Mackenzie e Campbell Harrison
  • Áustria: Johanna Faerber e Florian Klinger
  • Canadá: Alannah Yip, Allison Vest, Sean McColl e Lucas Uchida
  • Chile: Alejandra Contreras
  • França: Jackie Hily, John Mawen e Aurelien Ternant
  • Alemanha: Lilli Kiesgen, Hannah Meul e Philipp Martin
  • Inglaterra: Emily Phillips, Peter Phillips e William Ridal
  • Irã: Elnaz Rekalbi e Gholamali Barat
  • Israel: Nimrod Marcus e Alex Khazonov
  • Itália: Camilla Moroni
  • Japão: Miho Nonaka, Kai Harada, Keita Watabe
  • Holanda: Vera Zijlstra
  • Rússia: Tatiana Shemukinkina, Vadim Timonov, Sergei Skorodumov
  • Eslovênia: Urska Repusic, Jernej Kruder e Gregor Vezonik
  • Suíça: Petra Klinger
  • Taiwan: Hung Ying Lee
  • Ucrânia: Marharyta Zakharova e Serhii Topishko
  • EUA: Samuel McQueen

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por NONAKA MIHO / 野中 生萌 (@nonaka_miho) em

Portanto, somente as atletas sul-americanas Valentina Aguado, da Argentina, e Alejandra Contreras, do Chile, irão participar do evento. Nenhum atleta sul-americano masculino foi selecionado.

Mas e o Brasil? Por não terem atingido o índice mínimo exigido pela organização do evento, o Brasil não terá atletas participando dos ANOC World Beach Games 2019 em escalada. O Catar abdicou de incluir um atleta na escalada, sobrando mais uma vaga, a qual foi preenchida por outro país. Curiosamente o número de atletas do Irã chamou a atenção. O baixo número de atletas do Japão e Eslovênia também.

Todo o evento pode ser assistido via streaming gratuitamente (sem a necessidade de aquisição de pacote premium em canal a cabo): https://www.lausanne2020.sport

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por EsQalar (@esqalarsports) em

Comente agora direto conosco

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.