“Leve Leve”: A via tradicional de escalada considerada “impossível” na África

Os irmãos Iker e Eneko Pou são uma referência na escalada mundial. Por serem escaladores fortes e ousados, sempre estão garantindo patrocínios de marcas interessadas em toda a divulgação que a dupla recebe por suas conquistas. Ambos, diferentemente de outros escaladores, conseguem unir como poucos conquistas na escalada, marketing, divulgação e redes sociais. Ficar escondendo conquistas, para posteriormente ser carregado nos braços do povo é uma utopia inexistente no mundo real, mas ainda um sonho constante em escaladores de baixo horizonte.

A prova disso, de que é necessário estar aparecendo na mídia (preferencialmente especializada) para todo e qualquer escalador foi mais uma vez mostrada pelos irmãos Pou nesta semana. Contra todos as previsões, por motivos da chuva constante de dois dias em toda a expedição, Iker e Eneko, junto de Manu Ponce, foram até a ilha africana de São Tomé e Príncipe para chegar ao cume do Pico Cão Grande (663 m). O Pico Cão Grande é uma elevação de origem vulcânica com uma forma pronunciadamente aguda, parecendo um picolé

Na aventura havia dois objetivos bastante distintos. O primeiro era abrir uma nova via de uma escalada, em estilo livre, com enfiadas de dificuldades que chegam a 8b+ francês (10b brasileiro) totalizando 450 metros de extensão. A via foi batizada como “leve leve”. Ao todo foram 14 hora de atividade ininterrupta, para finalizar a conquista da via.

Alguns dias depois, os três escaladores fizeram um novo esforço, que era o segundo objetivo da viagem, escalar em livre pela primeira vez a via inglesa “Nubivagant”, com 450 metros de extensão e gradada em 8b francês (10b brasileiro). O projeto, de abertura de quatro vias icônicas, faz parte de uma campanha de marketing de seu patrocinador. A campanha tem como principal atrativo enaltecer os quatro elementos: terra, ar, fogo e água. No ano passado, a dupla foi á Patagônia argentina e para a Amazônia peruana, onde abriram duas vias que representariam o ar e água, respectivamente. Em São Tomé e Príncipe, ex-colônia portuguesa, a via aberta representa o fogo.

O elemento terra, dentre a campanha de marketing de seu patrocinador, será conquistado também no Pico do Cão.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.