Trilha Chico Mendes: O trekking de 90 km em reserva extrativista do Acre

Atualmente no Brasil há diversas tentativas de criação de rota de trekking que atravesse vários lugares, tendo como principal característica a extensão. Uma tentativa (válida, diga-se) de criar rotas de trekking longas como a Pacific Crest Trail (PCT) nos EUA e a Greater Patagonian Trail no Chile.

Trekking extensos já existem no Brasil. Por isso há várias outras trilhas, que esperam os praticantes mais interessados em conhecer ambientes naturais do Brasil, o  qual possui dimensões continentais. Uma destas opções que, sem dúvida nenhuma contará muitos pontos no currículo de qualquer praticante de trekking, é a recém criada Trilha Chico Mendes. A trilha é um verdadeiro desafio para quem se considera roots e se considera expert em trekking e camping.

A Trilha Chico Mendes

O percurso, que está localizado na Reserva Extrativista Chico Mendes, é administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e localizado na porção sul do Acre, próximo à fronteira do Brasil com Peru e Bolívia.

A Reserva Extrativista Chico Mendes foi criada em 1990 com 970.570 hectares (9.705,7 km²), e  é uma área utilizada por populações tradicionais, cuja sobrevivência baseia-se no extrativismo e agricultura de subsistência.

Trilha Chico Mendes

A Reserva Extrativista Chico Mendes abrange os municípios de Rio Branco-AC, Capixaba-AC, Assis Brasil-AC, Brasileia-AC, Epitaciolândia-AC, Xapuri-AC e Sena Madureira-AC.

Neste ano de 2017 o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) lançou o projeto “10 picos, 10 travessias” em comemoração aos 10 anos do instituto. Durante em evento comemorativo do projeto, houve a inauguração oficial do novo atrativo da Reserva: a Trilha Chico Mendes, que possui de 90 km e atravessa a Floresta Amazônica e mostra a realidade de quem vive dentro da reserva extrativista que é considerada modelo de sustentabilidade.

Quem foi Chico Mendes?

O nome da reserva é uma homenagem a ao ambientalista, ativista e seringueiro sindicalista Chico Mendes, que lutou politicamente a favor dos trabalhadores seringueiros da Bacia Amazônica. Defensor da floresta e dos direitos dos seringueiros, ele organizou os trabalhadores para protegerem o ambiente, suas casas e famílias contra a violência e a destruição dos fazendeiros.

Por sua atuação despertou a ira dos fazendeiros locais, que o assassinaram em 1988. Chico Mendes foi assassinado com tiros de escopeta por Darci Alves a mando do pai, o fazendeiro Darli Alves e o irmão Alvarino Alves da Silva (a participação deste último nunca foi comprovada). Darli e Darci foram condenados em 1990 a 19 anos de detenção. No ano de 1999, Darli saiu do presídio para cumprir o restante da pena em prisão domiciliar, alegando problemas de saúde. Darci, autor dos disparos, no mesmo ano ganhou o direito de cumprir o restante da pena em regime semi-aberto. Darly e Darcy cumpriram, ao todo, menos de dez anos da pena de dezenove a qual foram condenados.

Trilha Chico Mendes

Foto: http://memorialchicomendes.org/

A morte de Chico Mendes trouxe apoio mundial à causa dos seringueiros.

Chico Mendes não foi o único a ser morto porque defendia a Amazônia, mas se tornou o símbolo da luta social e da defesa ecológica. Sua morte trouxe apoio mundial à causa dos seringueiros. Devido, em parte, à cobertura do assassinato pela mídia internacional, a Reserva Extrativista Chico Mendes foi criada na área onde ele morava.

Atrativos

A Trilha Chico Mendes pode proporcionar uma imersão única para quem deseja conhecer mais sobre a fauna e flora da Amazônia.

Por estar próxima da fronteira com o Peru e com a Bolívia, é possível ver espécies que usualmente somente são conhecidas em livros escolares como o porquinho do mato, o veado campeiro, o macaco prego, a queixada e a anta.

Trilha Chico Mendes

Foto: http://raimari9.blogspot.com.br

Todos estes são caçados pela população local e utilizados para elaboração de pratos típicos. Grande parte destes animais são pelas populações tradicionais da floresta.

Dentro da reserva há uma diversidade singular de aves, anfíbios e um refúgio de borboletas e aves.

Reserva Extrativista Chico Mendes situa-se na região zoogeográfica para primatas e peixes, sendo considerada como centro de endemismo para aves e anfíbios, além de refúgio para borboletas e aves.

Entre a diversidade da fauna destacam-se como fontes de proteína animal o porquinho do mato, o veado campeiro, o macaco prego, a queixada e a anta, considerados os principais produtos de caça consumidos pelas populações tradicionais da floresta.

Percurso

A trilha Chico Mendes incia na cidade acreana de Xapuri. A escolha não foi ao acaso, pois esta cidade histórica, além de ser considerada o berço da Revolução Acreana e cidade natal de Chico Mendes e corta nove seringais e várias colocações de seringueiros.

O município fica a 183 quilômetros da capital.

Trilha Chico Mendes

Foto: http://www.diariodocentrodomundo.com.br

A trilha não possui muitas subidas e descidas, como as populares Serra Fina ou Marins Itaguaré.

Porém, por causa do clima quente e úmido, além de caminhadas constantes em mata fechada, não é um passeio indicado a iniciantes. Apensar de relativamente estruturado em alguns trechos

  • Etapa 1 – Xapuri – Fonte de Água – Local para reabastecer recipientes de água potável.
  • Etapa 2 – Fonte de água – Colocação “os quatro” – Abrigo para camping estruturado na casa de Sebastião e Luziane
  • Etapa 3 – Colocação “os quatro” – Seringal Filipinas – Local para descanso, abrigo e pernoite
  • Etapa 4 – Seringal Filipinas – Igarapé – Local de natureza preservada com água cristalina e camping selvagem
  • Etapa 5  – Igarapé – Escola Chico mendes e barracão – Abrigo para camping estruturado
  • Etapa 6  – Escola Chico mendes e barracão – Comunidade 5 de agosto – Abrigo para camping estruturado, único com energia elétrica
  • Etapa 7  – Comunidade 5 de agosto – Seu jerônimo – Abrigo para camping estruturado na casa de seu Jerônimo e Dona Rosa
  • Etapa 8 – Seu jerônimo – Polo Wilson Pinheiro / Janiral – Final da trilha. Há duas opções: a primeira em Polo Wilson Pinheiro em Brasiléia e a outra, mais exigente, pelo ramal de Janiral
Trilha Chico Mendes

Foto: http://www.wikiparques.org – Duda Menegassi

Sinalização

Por ser muito fácil se perder em uma trilha a qual possui mata fechada, o ICMBio não mediu esforços para disponibilizar uma sinalização eficiente para, desta maneira, minimizar casos de praticantes de trekking perdidos.

Por isso, durante o mês de agosto, uma força tarefa formada por técnicos, praticantes de trekking e guias locais, implementaram sinalização padronizada.

Trilha Chico Mendes

Foto: http://www.wikiparques.org – Duda Menegassi

A sinalização, que lembra bastante a simbologia utilizada na Trilha Transcarioca, é representada por uma pegada de um solado de bota de trekking na cor amarela com o corte típico feito na seringueira para coleta da borracha.

Mesmo sinalizada a travessia, ao menos inicialmente, será realizada obrigatoriamente com a companhia de guias locais devidamente credenciados pelo ICMBio.

Para maiores informações: [email protected] 

Formado em Engenharia Civil e Ciências da Computação, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

There is one comment

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.