Treinamento mental para escalada: Como era a rotina de Bruce Lee para fortalecer o espírito

Não importa a sua idade, ou de qual geração faça parte, você já escutou falar de Bruce Lee alguma vez em sua vida. Só para lembrar: Bruce Lee é amplamente considerado por muitos comentadores, críticos, pela mídia e por outros praticantes de artes marciais, como um dos mais influentes lutador de artes marciais de todos os tempos e um ícone da cultura pop do séc. XX.

Como filósofo e pensador revolucionário de artes marcais decidiu difundir em todo o mundo, que anteriormente era considerado patrimônio oriental, foi seguido e admirado por muitas pessoas. Lee morreu repentinamente no ano de 1972, em circunstâncias não muito claras (as quais geraram as mais bizarras teorias da conspiração) quanto ainda era bem jovem: 32 anos. Mesmo assim foi tempo suficiente para que até hoje seja lembrado e admirado por todo o mundo.

bruce-lee-4

Bruce Lee sempre carregava um caderno de anotações no qual escrevia pensamentos e registrava o que considerava mais importante. Estas anotações foram recuperadas recentemente e, como não poderia deixar de ser, chegou a ser divulgado à mídia.

Nestas anotações uma das coisas mais interessantes que foram encontradas foram as descrições das rotinas de exercícios mentais que Bruce Lee realizava para fortalecer seu espirito e corpo.

bruce-lee-3

Força de vontade

Reconhecer que a força de vontade é a corte suprema (STJ aqui no Brasil) de todos os pensamentos da mente.

É o que exercitarei todos os dias, quanto tiver uma ação urgente como propósito, e a tornarei um hábito para converter o poder da minha vontade em ação pelo menos uma vez ao dia.

Emoção

Reconhecer minhas emoções positivas e negativas e tornar o hábito diário de promover o desenvolvimento das minhas emoções positivas, e comprometer-me a converter as negativas em alguma coisa positiva.

Razão

Reconhecer que minhas emoções positivas e negativas poderiam ser perigosas se não foram controladas e direcionadas para o fim desejado.

Vou colocar todos meus desejos, objetivos e propósitos abaixo da razão e assim serei guiado por ela para expressar tudo isso.

bruce-lee-2

Imaginação

Reconhecer a necessidade de dizer meus planos e idéias para obter meus desejos.

Desenvolverei minha imaginação apelando a ela para que me ajude na formação de meus planos.

Memoria

Reconhecer o valor de uma memória alerta e, para isso, propiciar que a minha esteja sempre alerta, preocupando por expressar claramente todos os pensamentos e desejos associados a estes pensamentos com os objetivos relacionados, os quais trarei à minha mente com frequência.

Subconsciente

Reconhecer o poder de meu subconsciente sobre a minha vontade, devo apresentar uma imagem definitiva de um propósito principal para a vida.

Para todos os propósitos menores que conduzem a um maior, devo manter esta imagem constantemente diante de meu subconsciente e repetir diariamente.

bruce-lee-3

Consciência

Reconhecer que minhas emoções frequentemente podem errar devido ao entusiasmo excessivo, e a minha razão, que as vezes carecem de sentimentos suficientes, para combinar a justiça com a piedade na hora de julgar.

Peço à minha consciência para me guiar no que é certo e errado, mas nunca ignorarei o seu veredito, sem importar o custo de telo assumido

Conclusão

Estas reflexões profundas e complexas, e ao mesmo tempo fáceis de entender, refletem o esforço que Bruce Lee fez para traduzir os ensinamentos milenares das disciplinas orientais para que sejam adaptadas à vida ocidental.

Então, por que não escolher uma delas e começar a implementá-las no dias a dia e na sua escalada?

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.