Treinamento mental : Expectativas de Resultado Final

Foto :  Harrison Shull

Foto : Harrison Shull

Frequentemente eu tenho me perguntado por que a mente tem a tendência de focar a atenção no futuro e em resultados finais, em vez de no presente nos processos. Olhar para as tendências limitadoras da mente pode nos dar algumas pistas.

 • Pensamento de Tudo/Nada : A mente avalia o resultado final para determinar se ela pode fazê-lo. Se achar que pode, ela empenhará tudo; se achar que não pode, ela empenhará nada.

Evitar o estresse : A mente não gosta de estresse, que ocorre no presente (o processo). Ela gosta de conforto, que ocorre no futuro (o resultado final).

Rotular : A mente vai rotular um resultado como “bom” se o resultado final for alcançado, e como “ruim” se o resultado final não for alcançado.

 Na escalada em rocha, resultados finais são pontos de parada ou de descanso com proteção. Quando estamos em tais lugares estamos mais confortáveis porque estamos descansando e temos proteção.

Foto : http://warriorsway.com

Foto : http://warriorsway.com

Entre esses resultados finais (esses lugares) se encontra o estresse.

As tendências limitantes se manifestam como expectativas. Primeiro, um pensamento de tudo/nada determina se or esultado final pode ou não ser alcançado.

Nós sequer começaremos uma escalada se não esperamos atingir o resultado final. Segundo, evitar o estresse se manifesta como truques para contornar o estresse.

Truques, como imaginar que estamos escalando em top rope quando estamos guiando, indicam que esperamos atingir o resultado final evitando o estresse.

Finalmente, nós desvalorizamos nosso esforço ao rotular quedas como resultados ruins e atingir o resultado final como um resultado bom.

Nós esperamos o fracasso se caímos e sucesso se não.

Por causa dessas expectativas, a mente foca inconscientemente nossa atenção no futuro, no resultado final. Tudo ocorre no momento presente.

Quando nós vivenciamos o estresse, nós o sentimos no momento presente, não no futuro. Isto pode parecer óbvio, mas eu acredito que é uma percepção importante para esta discussão.

Qualquer foco de atenção no futuro, enquanto se está ocupado com a escalada, é limitante.

Essa divisão do que a mente espera do futuro e o que está de fato acontecendo no presente causa uma batalha sobre aonde a atenção estará focada. Se somos inconscientes, a mente vence essa batalha.

Um objetivo base do treinamento do Guerreiro da Rocha é mudar a consciência dos alunos sobre o estresse e deslocar sua atenção dos resultados finais aos processos.

Esta mudança torna os alunos conscientes e lhes permite começar a flagrar a mente quando ela manifestar essas tendências.

Atingir resultados finais é uma afirmação de nossos esforços, mas não podemos agir neles diretamente. Se permanecemos inconscientes, nossa atenção será distraída para o futuro, diminuindo nossa habilidade de processar o estresse no presente. Nós simplesmente devemos nos tornar conscientes.

A consciência nos ajudará a manter nossa atenção no presente estressante e diminuir a distração de futuros resultados finais confortáveis.

1-WarriorsWaylogo_

O livro “The Rock Warrior Way – Mental Training for Climbing” está à venda traduzido para a língua portuguesa no Brasil em : http://www.companhiadaescalada.com.br/pt/livros-de-montanhismo-escalada/o-caminho-do-guerreiro-da-rocha/

Tradução do original em inglês : Gabriel Veloso

Sobre o Autor

Arno Ilgner

Arno Ilgner

Arno Ilgner distinguiu-se como um escalador pioneiro nos anos 1970 e 80, quando as principais ascenções foram as primeiras fortes e perigosas. Essas façanhas pessoais são a base para Ilgner desenvolver o programa de treinamento físico e mental – Rock Warrior Way ®. Em 1995, após uma pesquisa aprofundada da literatura e prática de treinamento mental e as grandes tradições guerreiras, Ilgner formalizado seus métodos, fundou o Instituto Desiderata, e começou a ensinar seu programa de tempo integral. Desde então, ele tem ajudado centenas de estudantes aguçar a sua consciência, o foco de atenção, e entender seus desafios de atletismo (e de vida) dentro de uma filosofia coerente, baseada em aprendizado de tomada de risco inteligente. Ilgner considera a alegria e satisfação no esforço – a “viagem” – intimamente ligada à realização bem sucedida das metas.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.