Empresa desenvolve módulo de treinamento de escalada integrado a smartphone

Desde que a escalada foi alçada à esporte de exibição na olimpíada de Tóquio 2020 (sim, não é exporte olímpico ainda!), vêm crescendo o interesse de empresários em desenvolver academias e produtos voltados para o treinamento de novos talentos.

Com o crescimento da popularidade da escalada como esporte, mais escaladores estão buscando novos locais para treinamento. Entretanto, o crescimento do interesse é muito maior que a da demanda das academias. Há a possibilidade de realizar uma montagem de um muro de escalada em casa (ou mesmo no condomínio), mas a presença de um orientador para os exercícios é fundamental para a evolução efetiva de força e técnica.

A empresa norueguesa tindeq procurou inovar e lançar um produto que é integrado a um smartphone e monitorar o treinamento e evolução do usuário. O produto, batizado de Progressor and V-Rings é uma espécie de agarras de escaladas estilizadas, mas integradas a um aplicativo de celular. O equipamento vem com um sensor wireless, com um chip interno (Nordic nRF5283) que em termos gerais é um processador de baixo consumo que utiliza bluetooth.

A empresa afirma que o equipamento é capaz de avaliar a resistência, força máxima e o grau de desenvolvimento do escalador. Tudo pode ser acompanhado no smartphone por números e gráficos. Os dados de sua evolução ficam guardados no aparelho.

Para viabilizar o equipamento a empresa criou um projeto em uma plataforma de financiamento coletivo para a arrecadação de fundos. Te parece pouco interessante? Não foi a resposta que a tindeq teve: 339 pessoas, até o momento, já fizeram a empresa arrecadar U$ 44.000 dos US$ 25.232 pretendidos inicialmente.

Somente por esta resposta, é possível supor que o crescimento do interesse do público pelo esporte, assim como de escaladores por métodos mais inovadores, que distancie o treinamento do empirismo de técnicos obsoletos, é real.

Para saber mais detalhes: https://www.kickstarter.com ou https://tindeq.com/

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.