Tratamento e fases de reabilitações de lesões de tendões lesionados

Além do risco de machucar-se com as quedas, todo escalador pode sofrer com lesões resultantes do esforço excessivo aplicado a partes do corpo enquanto escala.

Na escalada lesões de tendões, mai particularmente por esforço, de forma generalizada são comuns à parte superior do corpo.

A menos que sejam tratadas nos estágios iniciais, as lesões ao tecido conectivo da mão, antebraço e ombro podem assombrar um escalador pelo resto de sua vida.

Que fique claro que estas linhas abaixo são apenas dicas genéricas e que apenas um terapeuta esportivo profissional devidamente habilitado pode recomendar o tipo certo de tratamento.

Tratamento de tendões lesionados não é exatamente uma receita de bolo, pois depende de vários fatores e somente um profissional capacitado após minucioso exame pode determinar o tratamento.

Se possível procure um especialista em lesões de tendão, pois ele saberá os pormenores deste tipo de lesões na escalada.

lesoes-escalada-2

Foto: http://jhuppi.dpmblogs.com/

Tratamento de Lesões

Se descoberta nas fases iniciais, as lesões por esforço excessivo respondem bem aos tratamentos e o atleta volta a escalar sem dor muito antes do que voltaria se a lesão for ignorada.

Casos severos de tendinite, dedos estralando ou lesões agudas de deslocamento ou ruptura dos tendões lesionados podem requerer injeções de corticoide ou cirurgia.

A coisa mais importante a fazer em suspeita de lesão é PARAR DE ESCALAR.

Testar se aguenta a lesão, ou continuar escalando enquanto lesionado apenas tornará as coisas piores ou encurtará sua carreira na escalada.

Algumas pessoas menos estudadas, e sem conhecimento científico nenhum, optam ainda por ingerir substâncias que “regeneram tendões”, algumas até de uso veterinário, para acelerar o processo de cura.

Além de colocar a saúde em risco, pode ter algum tipo de intoxicação que coloque em risco muito além do que a prática da escalada e sim a própria vida.

Se alguém receitar este tipo de solução não aceite, e de preferência denuncie-a às autoridades sanitárias.

Fases de reabilitação

Fase 1

Descanso, Gelo, Compressão e Elevação e medicação anti-inflamatória como Ibuprofeno irá acelerar a recuperação e diminuir o inchaço.

Tempo médio: De 3 dias a 2 semanas.

Fase 2

Amplitude dos exercícios de movimento: Trabalhar a articulação através de sua amplitude ao longo das semanas vai manter a recuperação da flexibilidade e gradualmente fortalecer músculos e tendões.

Tempo médio: De 3 dias a 6 semanas.

Fase 3

Exercícios de resistência progressivos: exercícios de baixa intensidade com um uma borracha, progressivamente aumenta a força, preparando para um retorno as atividades normais.

Tempo médio: Uma a seis semanas.

Fase 4

Reintegrando a parte lesionada: mesmo que a lesão não doa mais, você deve ir devagar ao voltar a escalar, subindo vias fáceis, de baixa intensidade. Não fique relapso nesta fase crítica

Tempo médio: indeterminado.

Esparadrapo ajuda a prevenir lesões ou segura tendões lesionados?

Fotio: Devaan Ingraham | http://thechronicleherald.ca/

Fotio: Devaan Ingraham | http://thechronicleherald.ca/

Os especialistas ainda possuem certa resistência ao assunto e ainda condenam esta prática.

Embora vários escaladores passem esparadrapo nos dedos para escalar, o único benefício provado é de que o esparadrapo protege a pele dos dedos contra abrasão na rocha, mas não necessariamente os tendões.

Além do mais, confiar na fita de esparadrapo para sustentar a polia dos tendões pode impedir as polias de fortalecerem-se, porque seu organismo tende a confiar no esparadrapo ao invés de fazer o tendão ficar forte.

A lenda de que o esparadrapo fortalece os tendões de escaladores surgiu no início do esporte, e ainda existem pessoas que defendem a prática até hoje.

A recomendação médica é de usar o esparadrapo apenas na “fase 4” do tratamento sugerido e retirá-lo gradualmente até não precisar mais de esparadrapo.

Perguntas que todo escalador deve fazer

  • Como o estilo de escalada afeta seu risco de lesões agudas ou crônicas?
  • Você escala pode reduzir ou aumentar drasticamente as chances de sofrer lesões?
  • Aquece e alonga adequadamente antes de escalar?
  • Você descansa entre uma entrada e outra nas vias?

Saiba que músculos e tendões aquecidos são mais elásticos e menos sujeitos a ruptura, portanto aquecer antes da prática do esporte é fundamental.

Considere distribuir o estresse variando o repertório de movimentos.

Caso acredite que é bobagem o aquecimento na escalada, refaça seus conceitos, pois se não o faz procure fazê-lo.

Dar ao seu corpo tempo para curar pequenos rasgos nas fibras musculares e dos tendões, diminui as chances de desenvolver tendinite.

Quais são os movimentos ou posições corporais de alto risco?

lesoes-escalada-3Movimentos e posições corporais de alto risco abrem possibilidades de lesões concentrando o esforço em um ponto só, ou colocando as juntas em uma posição instável, onde um pequeno erro pode forçar a junta a sair do seu encaixe(deslocamento).

Por exemplo, buracos de mono-dedos ou bi-dedos põem muito estresse nos tendões flexores daqueles dedos, potencialmente causando a ruptura dos tendões e/ou levando à tendinite.

A ruptura da polia anular é geralmente causada por um esforço excessivo aplicado enquanto pega em pequeninos regletes.

Tempo de recuperação total: de 3 semanas a 5 meses (dependendo da gravidade da lesão).

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.