Gigante de mercado outdoor implementa programa de venda de equipamentos recuperados

A empresa americana The North Face, especializada em indumentária outdoor (camisas, jaquetas e fleeces, etc), anunciou no dia de ontem um programa de venda de equipamentos recuperados. A prática, conhecida nos EUA como “refurbished”, é quando é um produto de mostruário que é retornado ao fabricante, ou um produto fora de linha, que não consegue mais ser vendido pelo preço padrão. Há ainda uma terceira probabilidade de que o produto apresentou defeitos, ainda antes de sair da fábrica e, mesmo sendo consertado, não pode ser vendido como novo.

Alguns no Brasil podem apontar que um produto “refurbished” é de ponta de estoque. Na verdade esta afirmação é equivocada, pois um produto “ponta de estoque” (também conhecido por outlet), é quando um grande varejista vende seus produtos diretamente ao público, sem distribuí-lo a alguma outra loja. Estes produtos também podem ser de coleções descontinuadas e, raras as vezes, com pequenos defeitos.

Foto: https://www.themanual.com/

A iniciativa da The North Face é uma tentativa de buscar uma maior fidelização do público a seus produtos. A sua concorrente Patagonia já possui um programa semelhante chamado de “Worn Wear”, assim como a cadeia de lojas outdoor REI (Used Gear Program). Nestes programas as roupas usadas que apresentam pequenos desgastes e necessidade de manutenção básica, são utilizados como parte do pagamento de novos produtos. A lavagem apropriada das roupas também é oferecida.

Caso seja doado, o produto é recuperado pela empresa e colocado novamente à venda com um preço muito mais barato. O ser recolocado à venda é devidamente identificado. Esta iniciativa de recuperação de equipamentos outdoor, visa a fidelização do cliente de maneira simples e eficiente.

A iniciativa, que teve como pioneira a marca Patagonia, foi fundamental para que parte do público outdoor em geral tivesse contato com os produtos, além de garantir longevidade a quem já os possuía. O programa worn wear funciona desde 2013, com postos itinerantes em uma espécie de motorhome de consertos/doação. Caso o usuário não queira doar o equipamento, a marca apenas faz a manutenção de maneira gratuita, garantindo maior longevidade ao produto.

Foto: https://www.designweek.co.uk

O novo programa de recuperação de equipamentos usados chama-se “The North Face Renewed” acontecerá nos próximos meses nos EUA, como um teste piloto, se estendendo até setembro. À medida que os equipamentos, como jaquetas, calças, fleeces, entre outros, forem sendo recuperados, novos ajustes no programa serão implementados.

O desejo da empresa é conseguir ampliar o programa para criar um conceito de “modelo industrial circular” que, em outras palavras, significa incentivar as pessoas a utilizarem os produtos até que eles literalmente acabem e possibilitem uma maior sustentabilidade da indústria outdoor.

A ideia principal é que menos produtos sejam descartados pelo público, impactando cada vez menos o meio ambiente. O programa, entretanto, não tem previsão para ser implementado fora dos EUA. A marca, que no Brasil possui poucas iniciativas (para não dizer nenhuma) com o público outdoor não deve aderir ao programa.

Qual a vantagem?

À primeira vista, ao menos para a empresa, parece pouco vantajoso realizar uma ação destas. Porém a empresa Patagonia provou que a iniciativa, além de render publicidade, também possibilita que clientes conheçam os produtos da marca. Além disso, um cliente satisfeito e ostentando produtos recuperados com a marca estampada com orgulho, vale muito mais que qualquer tipo de propaganda ou campanha de marketing.

O objetivo disso é transformar simples clientes em uma espécie de fã da marca, para cada vez mais fidelizá-lo. Fidelizar clientes é tão importante quanto (ou até mais) conquistar novos clientes e é fundamental para qualquer empresa que deseja se tornar referência e, consequentemente, continuar por muito tempo no mercado. Desta maneira, fidelizando o cliente, ele não precisa mais ser “convencida” (com propaganda e campanhas de marketing), pois já comprovou a qualidade dos produtos e adquiriu confiança na marca. Desta maneira, “cliente fiel” não recomenda seu produto favorito pensando em receber algo em troca, ele o faz isso simplesmente com um hábito.

Para saber mais sobre o programa de recuperação de Equipamentos da The North Face: https://www.thenorthfacerenewed.com

Argentina de nascimento e brasileira de coração, é apaixonada pela Patagônia e Serra da Mantiqueira.
Entusiasta de escalada, trekking e camping.
Tem como formação e profissão designer de produto e desenvolve produtos para esportes de natureza.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.