Início da temporada de montanhismo do Everest: Os números e orçamentos oficiais de 2018

Nesta semana, começa oficialmente a temporada de primavera de escaladas ao Monte Everest (8.848 m). Até início de abril, 275 montanhistas fizeram o pedido para o permis (licença para subir o Everest outorgado pelo governo do Nepal).

Deste montante, todos pertencem a 29 expedições diferentes. Os dados foram divulgados pelo governo do Nepal e divulgados pelo jornal The Kathmandu Post.

Foto: http://en.wikipedia.org

Segundo as novas regras, todas as pessoas devem contratar o mesmo número de guias de montanha. O número de aspirantes a escalar o Monte Everest deve ser idêntico ao do ano de 2017. Desta maneira o teto do mundo se consolida cada vez mais procurado por pessoas não ligadas ao montanhismo.

No ano de 2017, 366 montanhistas obtiveram o permiss, mas curiosamente chegaram ao cume do Monte Everest 455 pessoas. A taxa de montanhistas não nepaleses que chegaram ao cume foi de 50%. Deste número:

  • 190 montanhistas não nepaleses
  • 32 montanhistas nepaleses
  • 233 sherpas

Os sherpas são isentos de pagarem pelo permiss. Para este ano, os valores cobrados aos montanhistas são:

  • US$ 11.000 para montanhistas não nepaleses
  • US$ 720 para montanhistas nepaleses

O orçamento destinado aos guias sherpas está estimado entre US$ 12.000 (sherpas experientes) a US$ 7.500 (sherpas inexperientes). Já para carregadores, o valor é de aproximadamente US$ 4.000.

Para quem irá escalar e quer usar as rotas equipadas pelos Ice Doctors na Cascata de Gelo, deve pagar um pedágio de US$ 600. Lembrando que muitos dos que tentam ir ao Monte Everest são pessoas não ligadas ao montanhismo, muitas delas trabalhando na área de entretenimento, sempre se opta por utilizar esta passagem.

Estes números são referentes somente ao lado nepalês da montanha. No ano passado, o jornalista Alan Arnette divulgou que, dentro das pessoas entrevistadas por ele, havia “gente demais” no Monte Everest.

Muito destes no teto do mundo, sem qualquer experiência em montanhismo. Grande parte destes em busca de fama para impulsionar carreiras. Com a exploração do lado tibetano do Everest, aumentou consideravelmente pessoas ambicionando ostentar o título de subir o Monte Everest por ambos os lados.

Destaques Everest 2018

Kami Rita Sherpa

Os montanhistas locais Kami Rita e Lhakpa se preparam para bater os recordes de ascensões ao Monte Everest. Kami Rita, com 48 anos, poderá ser a primeira pessoa da história a chegar 22 vezes ao cume.

Lhakpa Sherpa, com 45 anos de idade, que é a mulher com maior número de cumes do Everest (oito), quer aumentar este número. O montanhista bi-amputado chinês Xi Boyu, tentará chegar ao cume do Monte Everest em sua quinta tentativa.

Lhakpa Sherpa

Ilustrando a “importância” de chegar ao cume do Mont Everest, estará uma equipe inglesa tentando nao somente chegar ao topo da montanha, mas tirar a foto em cena de etiqueta mais alta da história. O objetivo com isso é figurar no Livro Guiness dos Recordes.

Não somente fazer gracinha, o objetivo é arrecadar com a ação, fundos para a caridade. Até o momento a equipe arrecadou £ 100.000 (US$ 142.000) para o Community Action Nepal (CAN).

Horia Colibasanu e Peter Hamor | Foto: Peter Hamor

O maior destaque fica por conta de Horia Colibasanu e Peter Hamor pretendem abrir uma nova rota ao Monte Everest. Esta rota nunca foi tentada e está sendo encarada como o grande momento do Everet de 2018, já que a montanha atualmente é utilizada para turismo de montanhismo.

A dupla irá realizar esta nova rota sem o uso de oxigênio suplementar ou mesmo sherpas. Além disso a dupla planeja repetir a travessia Everest-Llotse.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.