Nepal anuncia novas regras para temporada do Everest – Montanhistas serão censurados nas notícias publicadas

O Departamento de Turismo do Governo do Nepal anunciou oficialmente as novas medidas que deverão ser acatadas pelas expedições de turismo montanhista no país. Especialmente para quem tenta subir o Monte Everest (8.848 m). O responsável pela autarquia nepalesa Dinesh Bhattarai, declarou ao jornal Himalayan Times que “na temporada passada aprendemos muitas lições. Não queremos repetir os mesmos erros.”

Tradicionalmente todos os anos o governo nepalês anuncia novas medidas, sempre com alguns pontos polêmicos. Especialmente para quem explora o turismo de montanhismo para apresentadores(as) de TV e outros tipos de pessoas que ambicionam subir ao Monte Everest para projetos pessoais e de promoção.

As autoridades locais justificam as medidas alegando maior segurança, mesmo que, à primeira vista, pareçam cercear a liberdade do estilo de cada montanhista. De toda maneira a exploração maciça da montanha mais alta do mundo, que possui mais de 1.200 realização de cumes ao ano, é a grande culpada de toda esta “tradição” de novas regas.

Como parte das consequências destas novas regras, grande parte dos “alpinistas de ocasião” estão migrando para o Tibet, controlado pelo governo da China. O grande número de pessoas no topo do Everest, que subiram por cabo de aço e ajuda de sherpas, pelo lado norte da montanha é um indicador disso. Sites e agências, que patrocinam e apoiam este tipo de exploração, seguem com suas “coberturas online” incentivando a prática.

Novas regras

Foto: Frank Kehren | https://www.smithsonianmag.com

O departamento de turismo do Nepal irá verificar de forma mais rigorosa a saúde dos escaladores. A localização dos oficiais de saúde que irã fazer a verificação será otimizada e disponibilizada de maneira generalizada. Desta maneira esta verificação será feita a todo momento. De acordo com as novas normas, todos estão obrigados a permanecer no campo base do Everest até que acabe a expedição. Assim os agentes do governo nepalês agirão como reguladores de qualquer controvérsia que apareça na montanha.

Foi estabelecido que os líderes de cada equipe, assim como escaladores, guias de montanha, oficiais e agências, sigam as normas de maneira exemplar. O que significa que controlem duas das medidas mais polêmicas do “pacote”. Cada montanhista deve levar um mínimo de cinco tanques de oxigênio e está proibido enviar mensagens, assim como publicar informações controversas, sem ter tido aprovação prévia.

O governo Nepalês não anunciou de maneira detalhada como irá controlar este tipo de censura prévia. Agentes do governo alegaram que muitas “notícias falsas” a respeito do país afetou a imagem internacional do país.

Mais informações a respeito das novas regras: https://thehimalayantimes.com/

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.