Saiba quais são os 10 mandamentos do trekking

Uma das “regras” mais famosas da civilização ocidental para ditar os comportamentos e estabelecer um bom convívio social são os 10 mandamentos. O decálogo mais famoso do cristianismo serve de guia prático de respeito e orientação. As “leis de Deus” tinha como objetivo guiar quem quer que as seguisse para um caminho de uma vida livre de escravidão que os “pecados” provocam.

Como o autor deste texto não tem vocação religiosa, muito menos ambição de ser um novo Moisés dos esportes de montanha, já alerta que os 10 mandamentos do trekking abaixo são apenas sugestões de uma check list responsável para o praticante. Mesmo se você não o seguir, não significa que “queimará no fogo dos infernos” automaticamente, mas segui-las fará com que não passe nenhum apuro por onde quer que pratique a sua atividade.

Mandamento 1 : Estudarás o caminho

Sair de casa somente com o nome da trilha anotada em um post-it é um sinal de muita imprudência, além de ser um prenúncio de perrengue.

Por isso procure saber sempre qual tipo de equipamento necessita para realizar uma determinada atividade, que tipo de subidas/descidas há no percurso, tempo de caminhada e, claro, que tipo de comida por levar.

Mandamento 2 – Planejarás

Foto : http://feveredmutterings.com

Não deixe para ir descobrindo o que precisa fazer durante a sua caminhada. Por isso, seja pró-ativo e planeje o que irá fazer, beber, comer e, como irá dormir. Procure ocupar-se com o que seja sobre você primeiramente, depois com as pessoas que irão com você.

Seja realista com seu preparo físico, necessidades alimentares, higiene pessoal, saúde e resistência mental a intempéries. Procure perguntar a quem já fez a mesma atividade que você e que tipos de dicas, avisos e conselhos ela tem a dar-lhe. Faça a lição de casa e pesquise por relatos de viagem e guias essenciais sobre o lugar e o clima.

Mandamento 3 – Consultarás sempre a meteorologia

Foto : http://www.absolutesrilankansafari.com

Se antes de sair para qualquer atividade outdoor, seja ela no parque na esquina da sua casa ou em uma montanha a 4 horas de viagem, preocupe-se sempre em consultar a meteorologia. Muito provavelmente você está lendo este texto pela internet, por isso procure ter em seus favoritos os principais e mais precisos sites de meteorologia.

Desta maneira saberá que tipo de casaco deve levar, a temperatura de seu saco de dormir e, claro, a qualidade da barraca que necessitará. Saiba de antemão que não é qualquer barraca que serve para acampar no quintal de casa e para a montanha e assim por diante. Passar necessidade na montanha não faz parte de nenhuma atividade, mas sim caracteriza um montanhista ruim e irresponsável.

Mandamento 4 – Sempre usarás equipamento adequado

Foto : https://www.ordnancesurvey.co.uk

Se você está planejando sair para uma atividade de montanha baseado no estilo que você viu em alguma telenovela, programa de sobrevivência ou filme hollywoodiano já começou errado. Estas são as piores fontes de informações possíveis para qualquer atividade outdoor. Em nome da “liberdade artística” (termo usado para criar situações irreais em nome do entretenimento) alguns equipamentos são mostrados de maneira ilustrativa e contribuem para uma imensa desinformação.

Por isso equipamentos adequados, fabricados para aquela atividade, como mochilas, meias, camisetas, barracas, jaquetas, garrafas, etc, devem ser usados nas atividades outdoor. Lembrar-se sempre que ir à montanha para qualquer atividade é uma atividade muito diferente do que um ambiente controlado como camping em região urbana, caminhadas em parques municipais e compras no shopping centers.

Mandamento 5 – Sempre aquecerás

Foto : https://www.flickr.com/Lisa Cyr

Antes de começar qualquer atividade outdoor, especialmente se for um trekking em uma trilha ingrime, procure realizar um aquecimento antes. Pode parecer bobagem, mas o aquecimento evita lesões. Concentre-se nos membros inferiores, braços e costas.

Não deixe também de alongar bastante para avisar ao seu corpo que ele será exigido fortemente.

Mandamento 6 – Evitarás o excesso

Foto : http://lowepro.com

Para realizar qualquer atividade outdoor é preciso ter em mente o bom senso. Tudo o que for excessivo é ruim e, obviamente, tudo o que for escasso também. Por isso é que um praticante inteligente deve focar-se no essencial. Especialmente quando a atividade começar.

Alguns instrutores recomendam caminhar com o mínimo de roupa possível (não confundir com pouca roupa). Somente ir utilizando casacos e jaquetas mais pesados quando a temperatura começar a cair e causar desconforto. Evitar a sudorese excessiva, que elimina sais minerais, é fundamental para que suprimentos como comida e água acabar em um tempo menor do que o planejado.

Mandamento 7 – Terás e respeitarás um ritmo

Foto : http://halfwayhike.com

Toda pessoa tem um ritmo de caminhada que é próprio. Este mesmo ritmo é pessoal e diferente de todos os demais. Por isso deve-se respeitá-lo quando for à montanha. Por isso respeite seu próprio ritmo, procure focar no seu objetivo e desfrutar do passeio. Não fique querendo imitar ninguém, muito menos competir com outra pessoa. Praticar um trekking é uma atividade contemplativa. Para questões competitivas e baseadas em tempo ou regularidade existem as corridas de montanha, que é bem diferente do trekking.

Controle a sua ansiedade desde o início e distribua uniformemente o seu esforço para que não sofra durante a sua atividade. Praticar trekking não é sinônimo de sofrimento. Se estiver sofrendo é porque está realizando de maneira errada.

Mandamento 8 – Descansarás

Foto : http://www.sierralara.com

Para atividades de curta distância descansar pode parecer uma heresia. Mas para alguns trekkings que exige do praticante longas horas de caminhada, o descanso é quase mandatório. Nos descansos procure comer, contemplar a natureza ao seu redor e, claro, saber como as pessoas de seu grupo estão.

Por mais forte e resistente que pense que esteja para uma atividade outdoor, não significa que descansar seja para quem está fraco. Serve para que a atividade seja menos sofrida e mais prazerosa.

Mandamento 9 – Escolherás a técnica adequada

Para praticar um trekking é necessário saber vários conteúdos técnicos como, por exemplo, montar a barraca, subir pedras, descer de barrancos, fazer fogueiras, cozinhar, etc. Portanto para cada atividade escolha a técnica correta.

Onde não pode ascender fogueira, não acenda. Onde deve armar a barraca, procure fazer corretamente. Locais que deve levar água, não carregue uma garrafa na mão (use a mochila !), ao escolher a barraca procure por qualidade, etc.

Mandamento 10 – Respeitarás a natureza

Nada pior do que um praticante de trekking que não respeite a natureza. É praticamente inconcebível, além de ser inaceitável, sair de casa para sujar um parque, montanha, trilha, etc. Para que estiver fazendo isso e você testemunhar, procure chamar a atenção.

Todas as vezes que alguém se cala diante de um absurdo, os infratores se sentem motivados a fazer algo pior. Portanto procure conservar a natureza e deixa-la limpa sempre.

Sobre o Autor

Luciano Fernandes

Luciano Fernandes

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

There are 2 comments

  1. Rubens Filho

    Boa tarde. Muito bacana este artigo. Serve de Alerta também, para aqueles com o mínimo de bom senso, incluindo “guias” de finais de semana e a aqueles convidados do mesmo. Já me deparei e ouvi histórias de quase acidentes e mal súbito, transformando o momento de lazer e satisfação numa tortura e pânico.
    Lembro que alguns filmes de trekking/hiking, quase sempre há o protagonista querendo provar algo para si, para alguém, riscar como objetivo cumprido ou superar um drama pessoal incentivando de modo inadvertidamente pseudoaventureiros ou de primeira viagem despreparados e desinformados a fazerem o mesmo, pondendo sofrer lesões ou pondo em risco sua vida muitas das vezes. Como casos de desaparecidos em trilhas, por exemplo.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.