Saiba quais são os 10 maiores preconceitos de escaladores em relação ao CrossFit

Toda novidade, qualquer que ela seja, é cercada de um frisson por quem se sentiu agradado, mas também por um preconceito e ceticismo por parte de quem tem aversão a coisas novas.

Este tipo de atitude é característico da personalidade de cada pessoa, e cabe a cada um realizar estudos mais avançados, obviamente fortemente embasados em fatos, para que seu pensamento mude.

O CrossFit é uma modalidade esportiva relativamente nova, e como descrito acima, foi recebido com euforia por parte da comunidade de atletas amadores que experimentaram o treinamento mas também foi criticado por algumas outras pessoas.

O fato é que ainda não há estudos científicos, com forte embasamento em estudos acadêmicos, que comprovem de fato os benefícios, ou malefícios, do CrossFit.

O que de real existe é que: quem experimentou gosta, quem não conhece na prática ainda continua cético de sua prática e resultados.

Com ênfase em treinar várias habilidades atléticas, além de variar a rotina de treinos com a possibilidade de direcionamento para alguma modalidade de esporte, o CrossFit é uma excelente opção para escaladores e praticantes de atividades outdoor.

CrossFit-escalada-CrossFit-Capixaba

Foto: http://www.crossfitcapixaba.com.br/

Mesmo sendo o CrossFit uma excelente opção para escaladores  não quer dizer que outras opções de treinamento também não o seja, e cabe a cada um verificar qual se encaixa melhor na sua preferência pessoal.

Portanto gostar, ou não, de CrossFit não torna pior, ou melhor, qualquer outra modalidade esportiva para preparação física de atletas.

Ainda assim alguns atletas amadores, e até mesmo profissionais, possuem certo tipo de resistência (e até mesmo preconceito) com a modalidade que poderia contribuir bastante com a evolução física dentro da modalidade.

Alguns atletas que fazem parte da elite de escaladores como Alex Puccio, Mina Leslie-Wujastyk, entre outros, utilizam vários exercícios de CrossFit em sua preparação.

Por isso, abaixo estão descritos os maiores preconceitos (ou melhor pré-conceitos) que muitos praticantes de escalada guardam com relação à modalidade.

CrossFit é perigoso

O maior preconceito a respeito do CrossFit é que seguramente quem pratica ficará lesionado. Porém este é um tipo de boato que se espalhou e que a todo momento todo treinador tem de explicar em toda reportagem.

Uma coisa é importante esclarecer: toda e qualquer pessoa que deseja ser proprietário de um Box de CrossFit (nome pelo qual são chamados os ginásios) devem passar por um treinamento rígido por parte da central do esporte. Portanto passam por vários treinamentos teóricos, em vários níveis, para que estejam conscientes da intensidade e tipos de treinamento para diferentes clientes.

CrossFit-escalada_crossfitFranklin

Foto: http://aesthetics-academy.com/

Obviamente há alguns treinadores que exigem mais de seus alunos que outros, e por isso este tipo de risco tomado por alguns pode, eventualmente e de maneira aleatória, causar lesões.

Porém se analisarmos em termos de estatística, a percentagem de praticantes que se lesionam seriamente na prática do CrossFit é menor do que praticantes de outros esportes como, por exemplo, futebol, basquete, vôlei e tênis. Não há estatística disponível para comparar o esporte com escalada, outro esporte que aparentemente há bastante lesões em praticantes, porém observando o dia-a-dia dos praticantes de ambas modalidades verifica-se a mesma incidência, e quase que pelo mesmo motivo: imprudência do praticante com os próprios limites do corpo.

Faz parte do CrossFit um conjunto de exercícios que são ajustados gradualmente com a evolução, ou involução, do praticante, e este tipo de prática é exatamente para que se evite lesões sérias em praticantes, assim como em atletas de elite. Por isso quando alguém está no nível inicial é designado a ela séries e intensidades menos exigentes do que outra com mais tempo, exatamente como na escalada que a graduação das vias são indicadas para cada nível de escalador.

Para praticar é necessário ser, ou ter sido, atleta

Foto: http://www.nerdfitness.com/

Foto: http://www.nerdfitness.com/

Como descrito acima, muitas pessoas que sempre praticaram esportes durante a vida, indubitavelmente possuem uma melhor aptidão para evoluírem mais rapidamente que outras. Mas este tipo de característica é normal em qualquer modalidade esportiva.

Este tipo de “facilidade” em nada a faz melhor que outra para praticar CrossFit. O objetivo da modalidade é fazer com que a pessoa entre em forma, dentro da suas limitações e possibilidades.

A frase “encontrar a melhor versão de si mesmo” é bem adequada para a filosofia do que o esporte busca.

Deve-se estar em forma para iniciar

Como dito acima, o Crossfit é exatamente ficar em forma, não importando o estado físico do iniciante.

Conversando com o treinador de CrossFit de onde irá realizar treinos, e pedi-lo que faça treinos específicos para a modalidade que pratica, para reforçar seus pontos portes e fortificar os fracos é possível, e pode fazer toda a diferença.

crossfit-escalada4

Foto: http://sergiorosa.com.br/

Porém para quem nunca praticou exercício físico, o treinador irá preparar uma carga menos intensa para trabalhar outros aspectos do corpo, para assim evoluir gradativamente para chegar ao melhor estado sem exigir que o praticante “veja a cara da morte” para isso.

Grande parte do sucesso do CrossFit está nesta adaptabilidade do conjunto de exercícios ao estado físico de quem o pratica. O propósito dos exercícios do treinamento é que a pessoa esteja a cada dia 1% melhor fisicamente que o dia anterior.

Não é indicado para mais de mais de 40 anos, ou muito jovens

Apesar de sempre haver fotos com pessoas jovens praticando CrossFit em grande parte das homepages de academias, a própria administradora do esporte faz questão de divulgar vários atletas, e pessoas comuns, com mais de 45 anos praticando, cada um à sua maneira, em diversos box do mundo.

CrossFit

Foto: http://www.silverbacknation.net/

Como os exercícios, e suas intensidade de cargas, são adaptáveis e escalonáveis, várias pessoas com mais de 40 anos pratica a atividade, até mesmo em alta intensidade a partir de algum tempo.

Por conta do alto número de pessoas acima desta faixa etária os campeonatos de CrossFit criaram categorias espefíficas para elas devido à sua popularidade. Nas competições de CrossFit há categorias batizada de Masters para as seguintes faixas etárias: 40-44, 45-49, 50-54, 55-59, 60+, (homens e mulheres)

Para praticantes jovens também foram abertas modalidades de competições para 14-15, 16-16 (homens e mulheres).

Treinar no Crossfit irá atrapalhar o treino de escalada

Existe uma grande diferença entre dedicar-se a um esporte e somente ao CrossFit. Um número expressivo de praticantes da modalidade também se dedicam a outros esportes, até de maneira profissional.

Competidores da copa do mundo de escalada utilizam o CrossFit como atividade complementar de seu treinamento, para fortalecimento de habilidades físicas específicas, além de procurar melhorar o condicionamento físico.

crossfit-escalada1

Foto: http://www.epictv.com/

Obviamente quem se dedica exclusivamente ao CrossFit se dedica somente ao esporte, pois o seu objetivo é competir dentro da modalidade, e para isso se dedica exclusivamente a isso. Este tipo de escolha é comum a quem deseja ser um atleta de uma modalidade.

Cabe ao atleta que escolher CrossFit como modalidade complementar ajustar os horários de treinos da modalidade junto dos de seu esporte favorito. Por conta da adaptabilidade de intensidade de cada conjunto de exercícios, é possível direcionar para qual modalidade pratica, conseguindo ser um ótimo complemento de treinamento.

Todos Box de CrossFit são iguais

Como citado acima os ginásios de CrossFit são chamados comumente entre os praticantes de BOX. Apesar do esporte ter uma administração central, cada box não é supervisionado como uma franquia, até porque nem é uma. Assim cada local possui administração própria com variações de regras, horários e professores diferentes.

crossfit-escalada4

O que é padronizado em um box de CrossFit são os equipamentos usados, porém a sua disposição, assim como a sua disponibilidade, fica à critério dos administradores. Assim como fica a seu critério qual será o direcionamento das cargas diárias de exercícios, e que tipo de variação erá implementada.

O que existe de diferenciado entre cada Box de CrossFit é a sua receptividade com praticantes de outras localidades para um treinamento, assim como a preocupação com a apresentação e integração aos atletas locais.

Este ambiente mais familiar e fraternal ajuda na identificação com o praticante com o esporte e com a comunidade de praticantes.

Treinamentos de CrossFit são sempre a mesma coisa

Como resultado d popularização do CrossFit foi organizado um campeonato para que atletas da modalidade pudessem saber quem estava em melhor forma. Como toda imagem de uma competição de atletas de alto rendimento, as imagens impressionam quem não pratica o esporte.

Assim como na escalada, que atletas de alto rendimento e que escalam vias e altíssimo grau representam 1% dos praticantes, no CrossFit é a mesma coisa. No dia a dia da academia, especialmente para quem não é um atleta de alto rendimento, a realidade é bem diferente.

Embora alguns exercícios, e a quantidade de repetições, sejam os mesmos a carga é diferente, assim como as condições para a execução deles.

A cada dia não somente os exercícios, como também a intensidade e números de repetições, variam diariamente, para que sempre seja treinado um tipo de habilidade física.

O CrossFit te deixará “bombado”

O maior receio de um escalador é que seu peso aumente, e consequentemente ele perca rendimento, durante seu período de preparação. Este é um assunto que muitos nutricionistas e educadores físicos discutem ferozmente com quem acredita que somente pessoas extremamente magras devem escalar em alto nível.

Basta olhar o físico de escaladores como Chris Sharma, Dani AndradaRamón Julián, Alex PuccioSasha DiGiulian para perceber que esta lógica não é necessariamente correta. Uma pessoa para escalar bem deve, antes de tudo, estar em forma.

Crossfit-1

Foto: http://crossfitcordylus.com.br/

O que o Crossfit faz é fortalecer os músculos, assim como melhorar as habilidades físicas, de cada praticante. Ficar “bombado” depende muito do tipo de intensidade de treinamento realiza aliado, claro, à uma alimentação prepara para este fim.

O receio de ganhar, ou não, massa magra durante a prática de qualquer modalidade esportiva etá ligado diretamente à alimentação. Consultar um nutricionista para que ele prepare uma alimentação que faça com que o atleta queime somente a camada de gordura, e não necessariamente aumente a massa muscular, é uma boa maneira de “acalmar” o medo de ficar com os músculos volumosos.

Dentre as garotas há um medo natural de que não querem também ficar “bombadas”, poi há o conhecido preconceito de que uma mulher musculosa é “masculinizada”. Basta que a atleta que não deseja este tipo de modificação física aconteça com ela focar mais nos grupos de exercícios aeróbicos e, como dito acima, alimentar-se corretamente.

O que o CrossFit faz com o corpo de qualquer pessoa é deixa-lo em forma, cabe ao praticante, junto de seu técnico com ou sem auxílio de uma nutricionista, definir quais as intensidades irá realizar.

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.