Saiba onde se pode escalar no estado do Paraná

mapa-estado-parana[1]Paraná, terra das Cataratas do Iguaçu e de outras tantas belezas naturais…

O estado possui um grande número de parques nacionais e estaduais e abrange a maior área remanescente de mata atlântica preservada (apesar de não ser a maior em área total).

Carin - Caiobá - Boulder Mas não é só isso v9

Foto : Acervo Pessoal

O relevo do Paraná é basicamente formado por cinco unidades geomorfológicas que se seguem do litoral para o interior, sendo cada uma delas bem distinta uma da outra, o que faz com que o estado apresente uma variedade enorme de formações rochosas e tipos diferentes de rocha, proporcionando assim todo tipo de escalada.

Essa matéria tem o intuito de apresentar os principais setores de escalada esportiva do Paraná – que não são poucos – porém é difícil falar das escaladas daqui sem citar locais como o Conjunto Marumbi, que é um dos lugares mais fascinantes do montanhismo brasileiro, com suas lindas escaladas nas montanhas que fazem parte desse conjunto

Até mesmo de Caiobá, setor famoso pelas suas lindas e duras linhas de boulders.

Para facilitar, vou citar os principais “picos” por ordem de unidade geomorfológica, porém vou me deter mais nos setores da escalada esportiva.

 Baixada Litorânea

carin - lha do mel, via porcos com asas

Foto : Acervo Pessoal

Predominam as rochas graníticas e gnaisses.

As escaladas nessa região são predominantemente boulders e poucas vias.

Destacam-se a Ilha do Mel com boulders e algumas vias esportivas e também Caiobá que possui destaque nacional pela qualidade de boulders existentes.

Serra do Mar

Constituídas predominantemente por gnaisses e granitos.

10_1159194416[1]

Foto : Canal Bus

Local das maiores altitudes do sul do Brasil, com maciços bem escarpados e que proporcionam paisagens de encher os olhos.

Nessa região localiza-se o Pico do Paraná com seus 1.877m e também o Marumbi que possui diversas escaladas de grandes paredes.

Primeiro Planalto ou Planalto Cristalino

Constituído por terrenos cristalinos predominando o granito, porém apresentando algumas porções de rochas sedimentares como o calcário.

É nessa região que está localizado o Morro do Anhangava – Quatro Barras – PR, portal de entrada da Serra do Mar e com uma altitude de 1.425m.

É um dos setores de escalada esportiva mais antigo do Paraná, atualmente com mais de 120 vias catalogadas que variam do 4º grau à 9b, com possíveis projetos acima desse grau.

carin - morro do anhangava  via decima sinfonia

Foto : Acervo Pessoal

Possui uma infinidade de boulders no entorno, desde sua base até o cume, variando de V0 a V11.

Vias como “Nostradamus – 9b”, “Dragão Refogado – 8c”, “Sétimo Dia – 6sup” e tantas outras clássicas, garantem escaladas de altíssima qualidade.

Segundo Planalto ou Planalto Paleozóico

Constituído por rochas sedimentares, principalmente as formações areníticas.

As maiores quantidades de setores de escalada esportiva se encontram nessa região, apresentando ainda um potencial enorme para crescer e se desenvolver.

Começamos pelos setores de São Luis do Purunã, pertencente ao município de Balsa Nova – PR.

Como são cinco setores, vou me deter a apenas dois mais frequentados, o Setor 1 e o Curucaca.

São Luiz do Purunã - setor 1 via pink floyd 6 sup - Foto de Pedro Hauk

Foto : Pedro Hauck

No Setor 1 de São Luis do Purunã, a rocha é um arenito compacto, com agarras de boa textura e “macias”, com paredes levemente negativas.

O setor conta com aproximadamente 35 vias que variam do 5º ao 10a, sendo algumas mistas com proteção móvel.

A via “Movimentos sob pressão – 10a”, por muito tempo foi a via esportiva mais difícil do Paraná.

O setor é de fácil acesso sem precisar caminhar muito.

O setor Curucaca é para aqueles que buscam grande concentração de vias de alta dificuldade.

O setor também é formado por um arenito muito bom, com negativos pesados e tetos. Muitos lances dinâmicos, botes e vias acima do 9º grau caracterizam o setor.

Não deixe de experimentar as vias “Caça ao Tesouro – 9a” e a “Fervo – 9b/c”, clássicas do setor.

Os demais setores predominam escaladas com equipamento móvel, destacando o setor 3 de São Luis pela quantidade e qualidade de suas escaladas.

guiaUm pouco mais ao norte, seguindo a “face” do segundo planalto paranaense, chegamos ao setor “Ferradura”, uma extensa parede de arenito que já apresenta diversas vias, porém o potencial do lugar é gigantesco e promete ser um dos setores mais promissores do estado do PR.

Ainda no segundo planalto, na cidade de Ponta Grossa, região que possui diversos afloramentos rochosos de formação arenítica, proporcionando escaladas de todos os tipos e gostos.

O setor Macarrão é o mais frequentado, próximo ao “Buraco do Padre” que é um dos maiores atrativos naturais da região, possui aproximadamente 40 vias esportivas e é dividido em dois setores.

No setor da frente as vias são mais curtas e muitas são negativas, porém sempre em agarras boas e macias. O setor de trás prevalecem as vias mais difíceis e longas.

Ponta grossa - setor salto são jorge via castilho sem mancha escaladora Ana Carolina Baggio

Foto : Acervo Pessoal

Algumas vias chegam a ter 25m de extensão.

Vias incríveis com regletes bons e agarrões incríveis são a principal característica desses setores que são muito procurados o ano todo.

O acesso é tranquilo, a base das vias é ótima e diversão é garantida. Difícil é recomendar uma via específica, tendo em vista que é uma melhor que a outra, porém as mais frequentadas são, “As lacas também voam – 7a”, “Burlando a Lei – 8b/c” e “Borboletas – 7b”.

Piraí do Sul

piraí do sul foto de daniele borges

Foto : Daniele Borges

Cidade próxima a de Ponta Grossa, possui uma falésia de arenito de excelente qualidade, com muitas fendas perfeitas e muitas escaladas com equipamento móvel.

Muitas vias esportivas que variam de 6° grau a projetos acima de 10° grau.

Apresenta ainda muito potencial para desenvolver e conta com inúmeros blocos em sua base, o que poderá a se tornar um bom setor de boulder.

Terceiro Planalto ou Planalto Basáltico

É a mais extensa unidade geomorfológica do Paraná e é constituído por rochas ígneas eruptivas, principalmente o basalto.

Danele Borges - Londrina setor Perau vermelho

Foto : Acervo Pessoal

Região ainda pouco explorada, porém com grande potencial também a ser explorado.

  • Londrina

Região norte do Paraná, O estilo predominante na região de Londrina é a escalada esportiva.

As falésias formadas de arenito, estão situadas na serra do Cadeado, região entre Ortigueira e Mauá da Serra.

É um setor bem tradicional do Paraná que já recebe há alguns anos o encontro de escaladores da região. Vias de todos os graus e para todos os gostos.

  •  Parque das Cataratas do Iguaçu

Também existem algumas vias esportivas, porém é necessário autorização e estar acompanhado de pessoal autorizado.

Colaborou para este artigo : ISRAEL MENEGON (LECO)

Autor: Carin Marchiorato

Carin é Geografa e começou a escalar no morro do Anhangava. É boulderista apaixonada e de enorme garra e talento. Foi a primeira rasileira a encadenar um V10. é atleta apoiada por AltoEstilo (http://www.altoestilo.com/) e Academia Caverna Escalada(https://www.facebook.com/#!/caverna.escalada)

Comente agora

Comentários

Submit your comment

Please enter your name

Your name is required

Please enter a valid email address

An email address is required

Please enter your message

Categories

Revista Blog de Escalada © 2014 All Rights Reserved

Revista Blog de Escalada - A maior revista on-line de escalada e montanhismo da Lingua Portuguesa

Designed by WPSHOWER

Powered by WordPress