Saiba como a linguagem corporal impacta na performance de um atleta – A técnica da “pose de poder”

Vivemos na era da exposição máxima de nossas vidas. Para qualquer lado que olhamos há câmeras e smartphones todo o tempo capturando nossos gestos e ações. Por conta deste tipo de exposição muitas pessoas mudam o comportamento para serem captadas de maneira diferente e, caso estejam escalando, correndo ou competindo, acabam perdendo totalmente a concentração. O comportamento pode ser visto em atletas amadores quando têm a oportunidade de aparecerem em alguma transmissão televisiva.

Muitos atletas (amadores, semi-profissionais e profissionais) acreditam que a habilidade física, controle da técnica e preparação muscular são fatores determinantes na performance em uma competição do que, por exemplo, a linguagem corporal. Este tipo de raciocínio pode até ser verdade, mas não significa que a linguagem corporal não seja importante, pois pelo corpo é que “carregamos nós mesmos”. Esta embalagem é que irá nos revelar bastante sobre nosso estado físico e mental.

Foto: Forest Woodward | http://www.womensmovement.com/

Foto: Forest Woodward | http://www.womensmovement.com/

Atletas que estão confiantes em suas habilidades demonstram este estado de espírito: peito empinado, cabeça erguida e expressão de determinação. Basta reparar no rosto dos principais atletas que venceram nas olimpíadas que terminaram recentemente na cidade do Rio de Janeiro. No Campeonato Mundial de Escalada também foi possível reparar este aspecto em cada um dos competidores. Havia nitidamente, em ambas as competições, atletas concentrados e confiantes de que fariam o seu melhor e outros, por um motivo qualquer, deslumbrados por estarem em uma competição que não sabiam se realmente mereciam estar ali. Atletas de elite, em geral, possuem um estado de confiança que, ao menos fisicamente, transmitem (por linguagem corporal) que sabem que são os melhores e acreditam que irão vencer. Podem até mesmo não ser, mas está ali estampado no rosto de cada um que irão morrer tentando.

Por isso você não vê muito frequentemente atletas de elite (não importa o esporte) gesticulando em excesso para a torcida (se houver uma) ou para o técnico ou, em alguns casos, para a família filmando.

Mas fazendo o caminho contrário: Como eu poderia fazer o meu corpo transmitir a mensagem de sucesso para que a confiança que necessita para competir em alto nível?

Poses de Poder

Várias pesquisas em psicologia foram feitas para entender a linguagem corporal e a comunicação não verbal e seu impacto no esporte e nos atletas. Tanto para homens, quanto para mulheres, a testosterona é um dos hormônios mais importantes existentes no corpo para a construção de massa muscular, aumento de energia e estamina, perda de gordura e aumento da confiança. Em compensação altos níveis de cortisol podem causar ansiedade e prejudicar o funcionamento muscular, ósseo e tecido conectivo (o que não é nada bom). Obviamente atletas que possuem alto nível de testosterona e baixo de cortisol tendem a ficarem mais confiantes.

Estudos feitos na Universidade de Harvard, dirigidos pela professora Amy Cuddy (como você poder ver na palestra no topo do artigo), buscaram responder à pergunta: “Poderia nosso corpo modificar nossas mentes?”. Para descobrir realizou testes envolvendo dois grupos de pessoas:

  • Em um primeiro grupo ela pediu que fizessem “pose de poder” por dois minutos.
  • No segundo grupo fizesse “pose de derrotado” pelo menos tempo.

Após as pessoas executarem o que foi pedido, a professora concluiu que:

As pessoas que fizeram “poses de poder” tiveram um aumento de testosterona de 20% e diminuição de 25% de cortisona.

Foto: Andy Mann | http://climbingnarc.com

Foto: Andy Mann | http://climbingnarc.com

As pessoas que fizeram de “poses de derrotado” tiveram uma diminuição de testosterona de 10% e aumento de cortisona de também 10%. Com base nestas conclusões a professora recomenda que sejam adotadas “poses de poder” em ambiente privado (como um banheiro, ou camarim) por dois minutos antes de algum grande teste ou avaliação. Situações como estas podem ser:

  • Prova em algum campeonato
  • Entrevista de emprego
  • Discurso em público

Este procedimento pode fazer com que a pessoa sinta menos ansiedade e mais confiança. Por isso, inegavelmente, este tipo de procedimento é uma excelente ferramenta para aumentar a auto-estima. A professora conclui em suas palestras sobre seus estudos que “nosso corpo pode modificar nossas mentes, e nossas mentes o nosso comportamento. Mudando o comportamento podemos modificar as coisas ao nosso redor”.

Poses de vencedores para escalada

Ok, você é uma pessoa inibida e acha “feio” exalar autoconfiança antes de começar a enfrentar algum desafio. Lembre-se de que estar confiante é muito diferente (isso para não dizer completamente) do que pensar que “já ganhou”. Utilizando uma frase já bastante batida: acredite em você e na sua capacidade. Por isso pense no tipo de “pose de poder” que pode fazer antes de iniciar um desafio. Não fique pensando em aparecer para ninguém, este não é o motivo da “pose de poder”.

Um dos segredos para descobrir a sua “pose de poder” é utilizar as memórias de conquistas passadas, especialmente quando está enfrentando um desafio. Recordando suas vitórias passadas estará cheio de confiança para superar-se o suficiente e atingir seu objetivo. Este tipo de recurso mental irá liberar mais testosterona e irá turbinar sua determinação no momento certo.

Lembre-se: a “pose de poder” não é gesticular para câmera ou alguém, ela é para você, na intimidade, superar-se.

Formado em Engenharia Civil e Ciências da Computação, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.