Regras essenciais para fazer um vídeo Outdoor

Foto: Namuss Films

Foto: Namuss Films

Está pensando em realizar um vídeo outdoor?

Antes de sair por aí filmando a esmo saiba quais são as regras essenciais para realização de produção de qualidade.

Informação prévia

Antes de tudo você deve tratar de conhecer o lugar e informar-se o máximo possível sobre como é o local onde irá filmar.

Foto: Namuss Films

Foto: Namuss Films

Olhar fotografias, relatos, artigos e até comentários em revistas e internet.

Pesquise se há algum vídeo gravado no lugar para ver como realizaram para visualizar o cenário que encontrará.

Se vai gravar um atleta ou grupo de esportistas que já conhecem o lugar de gravação, é boa ideia também perguntar suas impressões, onde acreditam que possa obter bonitas tomadas de imagens e que partes gostam mais do lugar onde vão filmar (topografia, vegetação, pessoas, antecedentes, etc…)

Proteção do Equipamento

Obviamente não deveria dizer isso mas…Para videos outdoor você irá à montanha, deserto ou a uma pico nevado com centenas de quilômetros quadrados.

Suas câmeras e equipamentos podem molhar, encher de poeira, já ouvi ainda que algumas câmeras tendem a parar de funcionar quando tem um minimo grão.

Importante dizer que:

  • Ponto 1: Proteja verdadeiramente seus equipamentos contra intempéries do clima (sacolas anti-poeira, fitas e ancoragens para câmeras e etc).
  • Ponto 2: Nunca, mas nunca mesmo, vá gravar um vídeo outdoor sem perguntar ao meteorologista como sera a sua aventura.
Foto: Namuss Films

Foto: Namuss Films

Um trabalho de 24 horas

A realização de um vídeo outdoor requer uma intensidade de trabalho especial, que normalmente é inversamente proporcional ao tempo reservado para nossas aventuras.

Trate de aproveitar as primeiras e as últimas horas do dia para fazer bonitas tomadas.

Nestas horas a luz é mais suave, o que favorece  a fotografia de paisagem e permite que nossas câmeras abracar uma quantidade maior de matizes de cores.

Foto: Namuss Films

Foto: Namuss Films

Durante  dia, se o céu está nublado terá uma luz uniforme o que te facilitará muito o trabalho, a não ser, claro,  que comece a chover.

Nos dias ensolarados trate de minimizar os plano para que não haja muitos contrastes de luz.

Portanto grave os planos nos lugares em que o sol ilumine completamente ou à sombra, já que é muito difícil obter bons resultados em planos em que haja grandes diferenças de exposição.

Por último, quando o sol já se foi, que fará? Guarde a câmera em seu case, e espere até o dia seguinte ou aproveite a noite para fazer alguns timelapses noturnos (isso já é escolha tua).

Tipos de tomadas

Você necessitara planos gerais que mostrem a magnitude e beleza do lugar que se encontra e também planos gerais que situem os personagens neste lugar e suas proporções a ele.

Grave também planos da proporção do esportista, seu equipamento, sua alimentação, os momentos de relax ou concentração antes do desafio que o espera, a aproximação do lugar…

Todos estes elementos que permitirão transmitir o momento psicológico que se encontra o esportista, e facilitará simpatizar e colocar-se em seu lugar.

Foto: Namuss Films

Foto: Namuss Films

Pense que o espectador se colocará na pele do esportista quando o ver fazer coisas que também pode fazer.

Isso ajuda a se colocar no mesmo “ponto de partida” e valorizar com mais perspectiva a magnitude do que vamos gravar.

Além do mais estes tipos de planos podem servir de introdução ou conectores entre diferentes partes do vídeo.

Grave também uma entrevista onde o esportista comente a atividade que vá realizar, suas impressões, o desafio que enfrentara, como lida internamente, sua psicologia, suas motivações, etc.

Também tente que o atleta comente para a câmera seus sentimentos enquanto esta realizando a ação, pois isso ajudara também ao espectador simpatizar com ele.

Foto: Namuss Films

Foto: Namuss Films

Por outro lado, também necessitará planos detalhes da ação como, por exemplo, da cara do esportista.

Desta maneira podemos ver como gerencia o desafio a nível psicológico: quando esta tranquilo, sua cara de concentração ao enfrentar o ponto chave, a intensidade do esforço refletida em seus gestos, etc.

Também podemos fazer planos detalhes de certos movimentos plásticos, agarras se o assunto é de escalada, de um jarro de barro com uma bicicleta passando se é de downhill, etc.

Procure tomar também planos detalhes do entorno: vegetação, pedras, água, etc.

Este tipo de planos também serão muito úteis como ligação na hora de editar o vídeo (ou não depende do vídeo que queira editar), além de oferecer uma visão mais completa do lugar, transmitem sensações e facilitam que o espectador tenha uma ideia mais real do lugar que mostramos.

Foto: Namuss Films

Foto: Namuss Films

Conselho Final

Por último um conselho final que, obviamente não deixa de ser importante, é pensar que tipo de vídeo quer fazer.

Será um vídeo retrato, um vídeo fanático que faça suar as mãos de qualquer pessoa que o veja, um vídeo descritivo que faça nossas mães se sintam orgulhosas da atividade saudavel que praticamos, etc…

Ainda que pareça uma obviedade, ter uma ideia clara e um pequeno roteiro do vídeo que vá realizar ajudara a otimizar seu trabalho, e dizer que tipo de planos gravará, sobretudo para que depois na hora de editar não falte nada.

Namuss Films é uma produtora audiovisual com sede em Barcelona e que desde 2011 produz textos, fotografias e vídeos seus próprios projetos. A produtora é administrada por Jon Herranz e Gerard

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.