Empresa de tecnologia alemã recria experiência de escalada com realidade virtual

Ainda sendo relativamente nova, a realidade virtual ainda causa muita confusão. Poucos sabem sequer definir o que seja e para que serve, apesar de que vários veículos de comunicação constantemente acabem a exaltando. Para quem não sabe, ou mesmo não está familiarizado (a) com o termo, a realidade virtual é uma tecnologia de interface avançada entre um usuário e um sistema operacional.

O objetivo dessa tecnologia é recriar a sensação de realidade para o indivíduo. Nesta recriação da sensação, é possível adotar essa interação como uma de suas realidades temporais. Para isso, essa interação é realizada em tempo real, com o uso de técnicas e de equipamentos de tecnologia que ajudem na ampliação do sentimento de presença do usuário.

Em termos práticos, algo que use realidade virtual é simplesmente a aplicação de tecnologia para para convencer o usuário de que ele se encontra em outra realidade, provocando o seu envolvimento por completo na experiência. Foi exatamente isso que a empresa alemã InnovationsHub, junto da Hochschule Dusseldorf’s University of Applied Sciences, procuraram fazer com uma parede de escalada que recria a experiência de escalar. O equipamento foi exibido na Digility AR/VR Expo na cidade alemã de Colônia (Köln).

A parede de escalada usa duas câmeras de alta resolução e exige dos escaladores o uso de cadeirinha, um par de luvas especiais (que estão em protótipo nesta fase, permitindo que a equipe para rastrear a curvatura de seus dedos), um fone de ouvido e sensores nas costas de suas mãos, pés e nádegas. As agarras de escalada são apresentados de maneira real, permitindo ao usuário visualizar pés e mãos que possa segurar e escalar em uma ambiente de realidade virtual completo.

O projeto, que ainda não está completo, tem a ambição de ser evoluído a uma esteira de escalada, para que os escaladores possam escalar até uma certa altura de uma parede estática. Segundo os pesquisadores a sensação de altura na parede é “real”.

Mas para quem planeja adquirir o equipamento uma má notícia: não será barato. Muito provavelmente somente em ginásios de escalada, dos mais bem equipados e com bom fluxo de caixa, é que irão adquirir o equipamento.

Argentina de nascimento e brasileira de coração, é apaixonada pela Patagônia e Serra da Mantiqueira.
Entusiasta de escalada, trekking e camping.
Tem como formação e profissão designer de produto e desenvolve produtos para esportes de natureza.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.