Raphael Nishimura faz história e é o primeiro brasileiro a chegar a uma final de campeonato mundial de escalada

O paulista Raphael Nishimura é o primeiro brasileiro na história da escalada brasileira a chegar a se classificar a uma final do campeonato mundial de escalada.

Nunca na história da escalada brasileira um escalador tinha chegado às finais do campeonato mundial.

O escalador melhor colocado até então era César Grosso.

Além do feito que já está na história da escalada brasileira, Raphael é também um exemplo de superação.

Raphael é atleta da modalidade  “paraescalada” e vinha se destacando  nos últimos anos.

Este destaque rendeu ao atleta muitas entrevistas e reportagens especiais aos mais variados sites e revistas de todos os segmentos.

O escalador treina regularmente, e disciplinadamente, na academia 90 graus ,na cidade de São Paulo.

Academia esta que o apóia integralmente.

Vale salientar também que devido à sua capacidade de superação , sem dúvida nenhuma tem passagem livre por todas as outras academias.

Raphael participou na categoria ‘paraclimbing’, que é voltada para deficientes físicos.

Nishumura é escalador desde 2007, e é portador de distonia muscular desde os 8 anos de idade.

Distonia é uma doença que causa o congelamento dos movimentos durante uma ação, devido a contrações musculares involuntárias, lentas e repetitivas. É uma paragem brusca de movimento que pode conduzir a posições anormais e movimentos de torção de todo o corpo ou de algumas partes.

Raphael mantém também um blog: http://escalango.com/

Formado em Engenharia Civil e Ciências da Computação, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

There is one comment

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.