Que venha 2013!!

BreakE mais um Ano se inicia e com esta chegada todos se enchem de novos planos, novos projetos e metas a serem cumpridas.

A comemoração se baseia na mudança de um calendario, mas a palavra “Réveillon” que designa a festa celebrada entre o último dia de dezembro e o primeiro de janeiro é derivada do francês “réveiller”, que em português, significa “despertar”.

Seria o despertar de novas energias com sete ondas a serem puladas, uvas a serem comidas, sementes a serem guardadas na carteira.10430532-blonde-girl-climbing-on-the-rock-on-background[1]

Independente de sua tradição o fato é que a esperança de um “despertar” de um ano maravilhoso é plantada, e os projetos e sonhos que fazemos e trazemos nesta data ganham força e nos da coragem.

Em todas as culturas, raças e religiões, a chegada de um novo ano é celebrada como se, com a mudança da data, as perspectivas de melhorias e a realização de sonhos, se renovassem com mais veemência do que nos demais dias do ano.

Então surgem os discursos dos astrólogos, suas previsões e palpites, os destinos de cada signo, o horóscopo chinês, as runas, as cartas e tantos outros a serem conferidos.

Como diz a psicóloga Jacqueline Meireles, seria maravilhoso se junto com a virada do ano as pessoas pudessem esquecer todas as experiências desagradaveis que lhe ocorreram no passado, mudar as paginas da vida, reescrever sua história.

girls_and_rock_climbing_equals_good_time_640_10[1]Mas o fim de cada ano da ao ser humano a possibilidade de um novo recomeço, de imaginar as tantas possibilidades de mudança, transformação, criação, planejamento e reflexão.

Na verdade Somos seres prospectivos, ou seja, voltados para o futuro, e como diz a psicóloga Olga Inês Tessari, todo final de ano as pessoas param para refletir o que fizeram e o que desejam para o próximo ano.

Abrir os olhos para o ano que vem é um desejo intrínseco de que os vindouros 365 dias sejam melhores do que aqueles recentemente encerrados com a mudança do ano.

De acordo com o psicólogo Rodrigo Costa, as manifestações de esperança renovada e maiores expectativas nesta época do ano, são questões culturais que se atrelam ao lado psicológico de cada ser humano. “Este período de transição estabelece o que seria novo.

Por isso, a expectativa aumenta, as pessoas costumam tentar apagar o que ficou de ruim no passado e procuram fazer diferente no futuro”.

Ele explica, ainda, que a questão da cultura da renovação de desejos e planos a cada início de novo ano é mais forte na cultura ocidental do que na oriental.

Independente das simpatias, de quantas uvas foram comidas e quantos caroços guardados na carteira, da cor da roupa utilizada, de quantas ondas puladas, do início ou continuidade de um ciclo, há um fato que não pode ser negado.

Dois mil e treze está apenas começando.

E você, o que espera de 2013?

Banner_do_artigo

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.