Quando a prática não é a prática

arno-ilgner

Foto : http://warriorsway.com/

Um dos primeiros livros que livros que eu li foi O caminho menos percorrido, de M. Scott Peck. O parágrafo de abertura é bem poderoso:

“A vida é difícil.Isto é uma grande verdade, uma das maiores verdades. É uma grande verdade porque uma vez que vemos essa verdade- uma vez que a entendemos e aceitamos- então a vida não é mais difícil.Porque uma vez que se aceita, o fato de que a vida é difícil não importa mais.”

A vida ser difícil significa que há trabalho a ser feito.

O trabalho, claro, é estressante e desconfortável. Nós tendemos a resisti-lo. Se aceitarmos a vida como sendo feita de trabalho, então esse fato não importa mais.

Pelo contrário, nós relaxamos no trabalho e o aproveitamos. A aceitação desloca nossa atenção da resistência ao trabalho para prestar atenção nele.

Eu tenho feito Tai Chi por alguns anos. Sun Lutang, o criador do estilo Sun de Tai Chi, enfatiza a importância da prática. Ele diz: “A pessoa deve viajar longe para melhorar.”

Ele está enfatizando a importância da prática para dominar o Tai Chi.

A prática é essencialmente trabalho. Nós tendemos a relacionar a prática como algo que devemos fazer. Nós a vemos como algo separado do que preferimos fazer em nossas vidas. É uma inconveniência.

A motivação intrínseca nos ajuda a praticar. Ela nos permite ver nosso próprio processo porque foca nossa atenção no momento. A motivação intrínseca nos alinha com o processo de aprendizagem naturalmente. Nós nos comprometemos de bom grado com o trabalho e a prática. Esta não é vista como algo separado e inconveniente.

sete-lagoas

Foto : Olivier Bongard

Quando a prática constitui a essência de nossas vidas, ela não é mais a prática. Não importa mais que nossas vidas sejam feitas de prática. A prática é simplesmente o que fazemos para viver os momentos de nossas vidas.

Da mesma forma que a motivação intrínseca nos mostrou, precisamos estar com vontade de trabalhar. Precisamos ter vontade de viver os momentos de nossas vidas. Precisamos desenvolver a habilidade de aceitar e permitir que o estresse, os problemas e os desafios passem através de nós, em certo sentido.

A prática é como processamos o estresse; ela se torna o fervor e a vivacidade para a maestria e o domínio da vida.

Dominar qualquer coisa requer prática constante e diária. Para dominar a vida precisamos fazer da prática algo importante.

Como usamos nossos corpos e mentes determinará quão bem dominaremos nossas vidas. Este “quão” aponta para o processo e para a qualidade.

Nossas vidas são feitas de processos e por meio da prática constante nós desenvolvemos qualidade. Essa qualidade vem de ter nossa atenção focada no momento.

Não importa mais que tenhamos que trabalhar para fazer cada dia de nossas vidas. Nós aceitamos que o trabalho constitui a essência de nossas vidas e então relaxamos nisso e o aproveitamos.

Nós vamos viajar para longe em nossas vidas, então podemos muito bem fazer da prática uma parte integral de cada dia.

Dica prática: Prática diária

Eu notei que eu me apresso no estresse, seja ele escalando ou vivendo minha vida. Eu preciso relaxar no estresse e aproveitar cada dia. Você pode estar fazendo a mesma coisa.

milos

Foto : Luciano Fernandes

Eu comecei a praticar diminuir de velocidade. Ir mais devagar desloca a atenção para as nuanças sutis que ocorrem no corpo e na mente. Use esta prática diária simples para relaxar no estresse da vida.

  • Fazendo com o corpo: Fazer café ou chá de manhã é um processo de fazer, e não de pensar. Um processo de fazer requer que nossa atenção esteja focada em nossos corpos através de nossos sentidos. Quando estiver preparando seu café da manhã, não pense. De preferência, foque sua atenção em respirar, relaxar e manter contato visual com o que estiver fazendo. Sinta o aroma do café ou do chá.
  • Pensando com a mente: planejar nosso dia é um processo de pensar, o que significa que sua atenção está focada em sua mente. Quando estiver planejando seu dia, não faça nada mais. De preferência, foque sua atenção em identificar as tarefas que você precisa fazer e suas priorizações

1-WarriorsWaylogo_

O livro “The Rock Warrior Way – Mental Training for Climbing” está à venda traduzido para a língua portuguesa no Brasil em : http://www.companhiadaescalada.com.br/

Tradução do original em inglês : Gabriel Veloso

Sobre o Autor

Arno Ilgner

Arno Ilgner

Arno Ilgner distinguiu-se como um escalador pioneiro nos anos 1970 e 80, quando as principais ascenções foram as primeiras fortes e perigosas. Essas façanhas pessoais são a base para Ilgner desenvolver o programa de treinamento físico e mental – Rock Warrior Way ®. Em 1995, após uma pesquisa aprofundada da literatura e prática de treinamento mental e as grandes tradições guerreiras, Ilgner formalizado seus métodos, fundou o Instituto Desiderata, e começou a ensinar seu programa de tempo integral. Desde então, ele tem ajudado centenas de estudantes aguçar a sua consciência, o foco de atenção, e entender seus desafios de atletismo (e de vida) dentro de uma filosofia coerente, baseada em aprendizado de tomada de risco inteligente. Ilgner considera a alegria e satisfação no esforço – a “viagem” – intimamente ligada à realização bem sucedida das metas.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.