Quais habilidades físicas um escalador tem de treinar?

O corpo humano possui uma inteligência orgânica muito refinada que responde de forma imediata a cada estímulo ao qual é submetido.

A maior parte do tempo não estamos atentos às funções desempenhadas pelo nosso organismo para nos manter em atividade, como por exemplo o estímulo involuntário das batidas do coração, a regulagem da temperatura corpórea ou a manutenção dos níveis hormonais, mas é graças a esse mecanismo de funcionamento “automático” que podemos levar nossas vidas diárias despreocupadamente, sem ficar pensando se estou bombeando sangue suficiente para o meu fígado ou se meu cérebro está com o suprimento de oxigênio adequado.

A maneira como o corpo humano se adapta aos diferentes estímulos fisiológicos aos quais é submetido varia muito entre os indivíduos (ver princípio da supercompensação: http://blogdescalada.com/importancia-da-preparacao-fisica-para-a-escalada/) e dentro desse intrincado mecanismo de funcionamento cada modalidade esportiva demanda diferentes características para sua execução.

Foto: www.dogonews.com

Foto: www.dogonews.com

No esporte de alto rendimento por exemplo, um atleta de tiro com arco (arco e flecha) demanda uma capacidade cardiorrespiratória diferente de um maratonista, pois seus batimentos cardíacos trabalham num nível muito baixo para poder ter a maior estabilidade e precisão possível no momento de lançar a flecha, ao passo que um maratonista não necessita da mesma capacidade de produção de força de um atleta de levantamento de peso.

Dentro de uma miríade de possibilidades, cada esporte exige dos atletas uma preparação muito específica focada em todas as variantes que envolvem a modalidade, contando com técnicos, preparadores físicos, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos, etc.

Portanto é muito importante diferenciar a preparação física de um atleta de alto rendimento e a preparação física de um praticante assíduo que não atua em nível competitivo, pois elas são completamente diferentes entre si.

Foto: www.tacomastrength.com

Foto: www.tacomastrength.com

Enquanto atletas de alto rendimento treinam exaustivamente para aperfeiçoar os detalhes, pois cada milésimo conta e qualquer deslize pode ser fatal, entusiastas treinam (ou deveriam treinar) para ter melhor qualidade de vida e superação de metas pessoais, ainda que por muitas vezes essa gana termine com afastamento por lesões e/ou supertreinamento.

A preparação física dos atletas de alta montanha não é a mesma dos atletas de bolder, que por sua vez também é diferente da dos atletas de escalada esportiva, mas quais os treinos fundamentais para os entusiastas da escalada não competitiva e quais aspectos serão comuns independente da modalidade?

Para facilitar a sua vida e seus treinos de forma que você ganhe ainda mais qualidade na sua preparação aqui vão algumas dicas:

Um escalador precisa de flexibilidade

É difícil imaginar uma pessoa escalando qualquer altura que seja com amplitudes de movimento muito reduzidas, sem os braços e pernas esticados com movimentação constante em diversos ângulos e direções.

Foto: ellanceperfecto.blogspot.com

Foto: ellanceperfecto.blogspot.com

Portanto se você pretende subir o seu nível de escalada dedique pelo menos um dia da semana em sessões que priorizem a manutenção e/ou ganho das suas amplitudes articulares.

Se você fica entediado fazendo alongamentos estáticos ou não gosta das aulas de alongamento, aulas de yoga e circo são uma excelente opção, pois além da flexibilidade elas também trabalham concentração e o foco, dois pontos também cruciais para a escalada.

Um escalador precisa de equilíbrio

Mesmo quando de está preso a um top rope é imprescindível ter o mínimo de equilíbrio para realizar os movimentos de ascensão com qualidade.

Foto: minimoajuste.blogspot.com

Foto: minimoajuste.blogspot.com

Encontrar seu centro de gravidade e entender como ele funciona irá ajudar bastante seu trabalho, economizando energia e permitindo deslocamentos mais estáveis e precisos.

Pode-se treinar equilíbrio inclusive em situações cotidianas, como caminhar na guia, subir e caminhar naqueles ferros redondos delimitadores de estacionamentos de estabelecimentos comerciais, ficar apoiado num pé só de olhos fechados, andar de metrô/trem sem segurar nas barras etc.

Para os mais avançados que buscam se aprimorar ainda mais, o slackline é uma opção bem desafiadora e muito eficiente.

Dedique também pelo menos uma sessão de treino semanal para trabalhar o equilíbrio, ela pode inclusive ser feita no mesmo dia de um treino de flexibilidade para ganhar tempo.

Um escalador precisa de força

Independente do seu grau de escalada ou sua experiência é fato que para ascender seu corpo em superfícies irregulares, escorregadias e pedregosas é preciso além de técnica, ter uma boa produção de força.

Foto: steelcitycrossfit.com

Foto: steelcitycrossfit.com

Existem 3 diferentes tipos de força – força máxima (ou pura), força rápida (ou explosiva) e força de resistência.

É preciso deixar claro que essas forças não acontecem separadamente, são apenas características de resposta das fibras musculares de acordo com o tipo de trabalho realizado pelo músculo. Ou seja, todos os seres humanos podem realizar esses diferentes trabalhos de força, dependendo exclusivamente do objetivo do treino.

Para a grande maioria dos escaladores é muito importante ter uma boa capacidade de força de resistência, para que as fibras musculares possam suportar as cargas por longos períodos de tempo resistindo ao cansaço, prolongando o período de trabalho até chegar à exaustão.

Se você quer garantir uma boa resistência de força existem muitas possibilidades de treino disponíveis, portanto opte por aqueles que te trazem mais prazer e bem-estar.

Foto: www.protectivity.com

Foto: www.protectivity.com

Os tradicionais treinos de musculação com pouca carga e maior número de repetições funcionam bem.

Treinos em circuito e funcionais também são uma opção excelente para quem acha os treinos de musculação um pouco monótonos.

Se você está num nível de treino mais avançado o Crossfit pode ser uma boa opção, porém seja cauteloso com relação ao local de treino e busque bons profissionais, pois a prática envolve movimentos que demandam uma boa consciência corporal para serem executados com segurança.

Fazendo os treinos de resistência de 2 a 3 vezes na semana além da prática da escalada você certamente sentirá os efeitos positivos no seu desempenho.

There is one comment

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.