Produtora gaúcha realiza filme com temática de escalada

Foto: M. Schmiedt Produções

Foto: M. Schmiedt Produções

Nós escaladores sabemos o quanto a divulgação do nosso esporte é importante e o quanto essa aposta nas mídias corretas pode trazer benefícios a nossa causa.

Contudo é importante frisar que para que o efeito seja o esperado, ou seja, traga bons frutos, toda exposição que envolva o tema deve ser tratado com muita seriedade, segurança e respeito à natureza.

E por tudo isso em que acredito e sigo tentando multiplicar é que me senti imensamente honrada por ter a oportunidade de fazer parte da produção do filme “Mãos de Cavalo”, baseado no livro homônimo de Daniel Galera, que é um projeto para o cinema, com realização da empresa gaúcha M. SCHMIEDT Produções, distribuição da EUROPA Filmes, co-produção do TELECINE e direção de Roberto Gervitz.

Foto: M. Schmiedt Produções

Foto: M. Schmiedt Produções

A obra conta a história de Hermano, médico bem sucedido, que prepara uma escalada de alto risco na Terra do Fogo, quando se vê às voltas com a gravidez de Adri, com quem vive há 7 anos.

Mesmo com a perspectiva de ser pai, Hermano decide seguir com a escalada.

Esta é a prova de coragem que Hermano deve a si mesmo. Ele carrega a culpa de nada ter feito para evitar o brutal espancamento de Bonobo, seu melhor amigo de adolescência e autor do apelido “Mãos de Cavalo”.

Hermano se cobra um gesto reparador, um ato heróico – o enfrentamento de um risco mortal. É isso o que se impõe na escalada – reparação e, quem sabe, coragem e castigo.

Hermano parte e, no mesmo dia, Adri entra prematuramente em trabalho de parto; ela e a criança estão entre a vida e a morte.

Em Mãos de Cavalo duas questões se combinam: O que é ser livre, afinal – navegar ao sabor de nossos desejos ou escolher os nossos compromissos? Para responder, é preciso coragem.

Esta obra, além de contar com uma história de vida muito bacana estará cumprindo um papel social de incentivo aos esportes, e esporte é cultura, além de fazer bem para alma e pro corpo.

E o que mais nos alegra, é que a equipe de Produção está muito voltada para a questão ética que envolve a escalada. Quando entrei no projeto por convite do amigo Elton Fagundes escalador “da antiga” foi para atuar como dublê da personagem de Mariana Ximenes, contudo após uma reunião com a produtora Monica Schmiedt que também é escaladora, surgiu o convite para auxiliar em toda a produção do filme no que tange aos assuntos que envolvem a escalada…

Foto: M. Schmiedt Produções

Foto: M. Schmiedt Produções

O que me deixou muito feliz, pois me pareceu uma excelente oportunidade de contribuir na promoção do nosso esporte, porque precisamos que o grande público entenda um pouco mais sobre escalada, e toda nossa filosofia de vida.

E esse passo que o longa está dando, poderá servir para a indústria cinematográfica brasileira estar atenta para incentivar os esportes outdoor, porque vivemos em um país com uma natureza rica e exuberante e isso precisa ser evidenciado na “telona”.

Nós que costumamos viajar pra fora do Brasil em busca de picos diferentes de escalada, sabemos o quanto o Brasil, seu povo, hospitalidade e principalmente suas belezas naturais são admirados, assim, ter um filme que demonstrará isso, num dos cartões postais do Rio Grande do Sul que é o Salto Ventoso é impagável!

Sou muito otimista e penso que à medida que um maior número de pessoas tiver informações sobre a escalada nossas limitações de acessar áreas particulares por exemplo diminui.

O filme está sendo concebido levando em consideração todos os princípios que norteiam a escalada, ou seja, a responsabilidade com o esporte vem sendo motivo de diversas reuniões e ajustes ao longo do trabalho.

O convite que me foi feito para participar desta produção foi apenas mais um dos presentes que escalada me deu, ao mesmo tempo que é motivo de orgulho, confesso aos parceiros de escalada que o “frio na barriga” é diário, pois a responsabilidade é muito grande.

Esse ano está sendo muito especial pra mim, pois estou em meu ano Sabático e por isso prometi a mim mesma que só colocaria em minha vida aquilo que pudesse me trazer reflexões, prazer e aprendizado.

Foto: M. Schmiedt Produções

Foto: M. Schmiedt Produções

Como acredito que nada acontece por acaso, e que tudo tem uma razão de ser estou abraçando esse projeto como se fosse um filho, tenho dedicado tempo e amor a isso, quero ao final poder saber que contribui de alguma forma para uma história linda que será transmitida através desta ficção em que os personagens principais da trama terão que fazer escolhas muito difíceis, entre o que amam fazer e as surpresas que a vida reservou a eles, ou seja, a arte só imita a vida.

Na condução tanto da preparação, quanto das cenas iniciais que estão sendo ensaiadas no Salto Ventoso já se pode perceber a seriedade e responsabilidade da produção para com o esporte, pois o trabalho que vem sendo feito leva em consideração todo impacto ambiental que pode ser causado, sempre tentando minimizar os danos a natureza.

A oportunidade que a Revista Blog de Escalada está nos dando é impagável, pois estabelecer esse link com a grande família da escalada é fundamental, por isso registro aqui em nome de toda a equipe de MÃOS DE CAVALO nossos sinceros agradecimentos!

Lílian Ponte e Silva, é formada em Segurança do Trabalho e Direito. Seu trabalho é voltado para o desenvolvimento humano e autoconhecimento, tratando de assuntos como escolhas conscientes, física quântica aplicada ao cotidiano e saúde, comunicação afetiva e efetiva, o poder da gratidão e desenvolvimento de potencialidades.
Ministra workshops, palestras e facilita vivências, bem como faz atendimentos individuais e familiares, juntamente com seu sócio que é terapeuta.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.