Saiba quais são os procedimentos a tomar diante de uma lesão

Qualquer pessoa que pratique qualquer tipo de esporte está sujeito a ter uma lesão. Quanto mais intenso o treino, mais próximo de uma lesão a pessoa está.

Iniciando um artigo que aborda sobre lesões, muitos dirão: “mas que visão pessimista”. Pode até ser verdade que sim, mas a probabilidade é muito mais alta que pessoas que saem ilesas de lesões durante a sua “carreira” de esportista. Mas para quem não tem a sorte de nunca ter se lesionado, sabe que é fundamental estar preparado para enfrenta-la.

Foto: http://www.stack.com/

Portanto abaixo estão apenas algumas sugestões de comportamento para quem se lesionar. Para isso neste artigo foram consultados manuais de medicina, médicos da área de ortopedia, enfermeiros e fisioterapeutas.

Obviamente que cada pessoa faz a escolha que achar mais conveniente.

Identificar uma lesão

Muitas vezes quem sobre uma lesão demora muito tempo em parar para tratá-la. Há uma série de medidas paliativas, como usar esparadrapos, pomadas e até mesmo automedicar-se. Mas muitos atletas mais teimosos demoram a escutar o corpo e insistem em continuar escalando. Uma decisão equivocada.

No momento que sentimos que algo não está bem, um incômodo ou mesmo um formigamento, é o momento de parar. Neste momento o corpo está avisando que está no limite. Portanto, se alguma coisa não esta bem em nosso corpo, o mais sensato é dar a si mesmo um descanso. Este repouso é para que o corpo descanse. Se mesmo após este período a dor persistir, é imprescindível procurar um especialista.

Caso o problema seja muscular, procure um reumatologista e/ou ortopedista. Caso seja alguma moleza no corpo, procure um hematologista. Não deixe de a nenhum destes. Evite perguntar a alguém que sequer possua um diploma de medicina. Nunca se trate apoiado em cultura popular ou mesmo procuras no Google.

Procurando um especialista

Foto: http://eveningsends.com

Algumas pessoas têm medo de enfrentar a verdade. Para distorcer a realidade, procuram vários médicos até que um diga o que quer escutar. Claro que procurar uma segunda opinião é importante, mas procurar quatro ou cinco médicos para uma simples lesão é exagero. Uma longa busca para escutar o que você quer sobre sua lesão, diferente do que todos os outros disseram, apenas vai agradar seu plano de saúde.

Após identificada uma lesão, procure fazer o tratamento da mesma maneira disciplinada que você treina. Se não é disciplinado para treinar, enfrentar uma lesão é uma excelente oportunidade para aprender a ter. O especialista no seu tratamento, como um fisioterapeuta ou um acupunturista, irá cuidar de você da melhor maneira possível. Aproveite nas sessões para fazer tudo o que pedirem, além de perguntar o que pode fazer em sua residência para acelerar o processo.

Uma boa prática também é procurar a sua nutricionista para preparar a alimentação neste período que estiver em repouso forçado. Isso porque muitas pessoas acabam ficando debilitadas mentalmente e procuram na comida um refúgio e um resquício de felicidade. Por isso mesmo se prepare para não ganhar nenhum peso extra e, se possível, aproveite para também se desintoxicar. Quando voltar estará não somente curado, mas também leve e saudável.

Repouso após lesão

Uma rotina adequada, para uma recuperação rápida é muito importante. Aproveite durante o período parado para ler um livro, aprender alguma técnica de escalada ou mesmo um procedimento de segurança. Busque assistir filmes novos de escalada (esqueça de ficar vendo os antigos), desta maneira manterá a sua motivação.

Evite ficar em casa todo o tempo, deprimindo-se e sentindo-se infeliz. Aproveite para ir planejando alguma viagem que marque sua volta às suas atividades. Se possível procure descobrir novas comidas que o beneficie na recuperação e sejam úteis para quando voltar ás atividades.

Voltar à atividade

É muito importante que quando voltar à atividade, deixar o corpo se acostumar à ela. Ninguém fica parado algum tempo e volta com a mesma força, resistência e agilidade de antes. Portanto é importante começar de maneira leve e gradativa. Esqueça reunir com seus amigos para fazer as mesmas coisas, ao menos nas primeiras semanas.

À medida que for sentindo-se mais confiante para movimentar-se e sentir (não somente querer) que está com a mesma força, aproveite para fazer exercícios preventivos. Mais importante que estar forte novamente, é também prevenir que não se lesione novamente (ao menos não a mesma lesão). Para isso consulte seu fisioterapeuta e seu treinador para saber o que pode fazer para prevenir outra lesão.

Tenha consciência de si mesmo

Estar forte na modalidade que pratica é um sonho de muitas pessoas. Não importa a modalidade, quanto mais fizer melhor que antes, mais você se anima. Porém com o tempo, mesmo após uma lesão, é importante também adquirir maturidade. Repare que experiência, algo que parece importante, nem sempre significa maturidade.

Por definição maturidade é condição de plenitude em arte, saber ou habilidade adquirida e possuir uma capacidade de julgamento, prudência ou sensatez. Algo que, como muita gente já deve ter percebido, não é sinônimo de experiência. Por isso mesmo no momento de praticar esportes:

  • Saiba escutar o corpo, sabendo o momento de parar
  • Procurar profissionais de treinamento, saúde e tratamento
  • Acreditar na medicina e não em práticas holísticas ou empirismo
  • Faça repouso ativo
  • realize outras atividades
  • Retorne sempre progressivamente às atividades
  • Realize sempre exercícios preventivos

Argentina de nascimento e brasileira de coração, é apaixonada pela Patagônia e Serra da Mantiqueira.
Entusiasta de escalada, trekking e camping.
Tem como formação e profissão designer de produto e desenvolve produtos para esportes de natureza.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.