Por que 9 em cada 10 escaladores se lesiona? Uma análise científica dos treinamentos errados

Após verificar uma pesquisa com escaladores é nítido que a incidência de lesões na escalada é catastroficamente constante e indica algo inevitável a todos: Se decidiu escalar por escalar, você possui 90% de probabilidade de se lesionar.

A escalada como esporte, independentemente do incrível que possa ser, é o mais antifisiológico que existe, especialmente para suas mãos e dedos.

Mas vamos à realidade de uma pesquisa que realizei sobre as lesões mais frequentes na escalada. A partir dela tentei fazer uma análise sobre estes 10% de escaladores que nunca se lesionaram para tentar aumentar este número.

Na pesquisa realizada o espaço amostrar era de 195 escaladores (um número significativo) que responderam um questionário com mais de uma alternativa que poderia escolher mais de uma lesão. Os resultados foram os seguintes:

Análise dos dados

Apenas observando os números percebemos que as duas primeiras categorias evidencia a lesão nas mãos como as principais. O motivo é óbvio, pois decididamente são as mãos que faz o trabalho mais duro e, consequentemente, anti-natural.

Um defeito da pesquisa, admito, é não poder saber com exatidão qual foi a lesão mais frequente relacionando-a com outra. Obviamente que pelos valores, há mais escaladores que se lesionaram mais com o decorrer do tempo.

Também sabe-se pouco de quantas vezes o escalador(a) sofreu determinada lesão, porque lesionar a mão e cotovelo uma vez na vida pode ser menos pior do que muitas vezes somente a mão.

Um outro valor que ficou obscuro, e faz muita falta, é a quantidade de tempo escalando, grau e quando foi a lesão. Isso porque estas variáveis são muito importantes para decidir quando é o momento mais apropriado de preveni-las.

Todas estar peguntas a respeito destes dados não coletados devem ser investigadas com o passar do tempo

Análise das lesões

A lesão de tornozelo e/ou joelho, me chama a tenção pela sua frequência. Obviamente que pela movimentação na escalada é quase impossível uma lesão de tornozelo. Mas todos que caminham sabe que esta lesão é comum até para quem caminha. O que leva a acreditar que a lesão de tornozelo foi por causa de quedas e choques com a superfície da rocha, ou mesmo quedas em p´ratica de boulder. Inclusive acontece de torcer o tornozelo durante a trilha de acesso ao local de escalada.

O joelho, entretanto, é suscetível de machucar no movimento de drop knee e há bastante casos nesta situação.

A lesão de ombro também me chama a atenção ocupando a terceira posição de lesão mais frequente. É importante salientar (inclusive já abordei em outros artigos) que é uma lesão evitável se o atleta fizer um bom aquecimento e prevenção do local com exercícios que, se por um lado não irá fazer ninguém subir o grau, evitam que o ombro se lesione. A pessoa irá desta maneira, escalar MAIS em quantidade, não em força.

Ao final da análise destes dados o que fica claro é que a porcentagem de escaladores que não se lesionaram é dramaticamente baixo, sendo somente 13%, ou seja 9 em cada 10 escaladores apresentaram uma lesão durante a vida.

Lesão Ombro

Foto: https://www.onnit.com

Conclusão

Se você, caro leitor, não sentiu nenhuma lesão na sua vida, deve saber que ainda assim permanece com 90% de possibilidades de que tenha uma. Mesmo que esteja 100% bom neste momento esta probabilidade não muda.

A cifra de 90% pode sofrer uma melhora (abaixar) e, em um mundo perfeito, chegar a quase 0% se você, caro leitor, fizer todo o possível de se prevenir e, desta maneira, não adquirir nenhuma lesão.

Mas diante dos resultados deveríamos nos perguntar algo mais. De você, que está lendo este texto qual é a porcentagem que, ligado às estatísticas acima, foram motivos de:

  • Aquecimento deficitário ou de overtraining?
  • Ausência de aquecimento
  • Falta de exercícios funcionais dos músculos antagonistas
  • Buscar escalar um grau mais forte antes do tempo
  • Ignorar a pequenas dores, que identificam uma pré-lesão

Tradução autorizada de: http://rocanbolt.com

banner-rocanbolt

Gonzo Rocanbolt é chileno, médico, escalador e indiscutivelmente uns dos mais completos autores de artigos sobre treinamento de escaladores existentes no mundo. Respeitado em todo o mundo é o organizador do Simpósio de Medicina de Montanha no Chile e palestrante de eventos de escalada no Chile, Argentina e Espanha

There are 2 comments

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.