Polícia fecha via no Pão de Açúcar onde escalador morreu

A polícia do Rio de Janeiro decidiu por interditar a via de escalada onde um escalador morreu neste domingo.

A via, que é conhecida CEPI, e tem cabos de aço (Via Ferrata) para a sua ascenção é uma das mais visitadas e escaladas do Brasil.

A medida  tomada é muito comum quando se trata de qualquer acidente deste tipo no Brasil.

Decisões de proibir apenas, e discutir o fato para fazer regulamentações e encontrar um culpado já faz parte da cultura das autoridades brasileiras.

A decisão tomada pela delegada responsável se assemelha a uma hipotética decisão de proibir de usarmos tênis de uma certa marca porque alguém torceu o tornozelo.

Em nota, a delegada informou que a interdição foi feita para a realização de perícia por instrutores de rapel da Academia de Polícia  e peritos da Polícia Civil.

Além disso, todo o equipamento que Bruno levava quando houve a queda será periciado no Instituto de Criminalística Carlos Éboli.

Para maiores detalhes leia matéria detalhada em: http://oglobo.globo.com/rio/policia-fecha-trilha-no-pao-de-acucar-onde-montanhista-morreu-6907337

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é aficionado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema” e jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

There are 5 comments

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.