Petzl cria novo sistema de construção de cadeirinhas de escalada que as torna mais leves

A empresa francesa de equipamentos de atividades verticais Petzl divulgou nesta semana, durante feira de equipamentos outdoor que acontece na Alemanha.

Batizada pela empresa de “Wireframe”, a nova tecnologia irá substituir a que é utilizada na confecção de suas cadeirinhas de escalada atualmente, e usará totalmente fios de Spectra.

A primeira linha a utilizar esta nova tecnologia foi batizada de “Sitta”, e o novo sistema de construção tem como objetivo principal deixar a cadeirinha de escalada mais leve, chegando a pesar agora pouco mais de 200 gramas (sem as costuras e mosquetões, claro).

A empresa promete ainda que sua nova linha de cadeirinhas de escalada “Sitta” possuirá conforto, leveza e resistência aprimoradas.

Como o novo sistema “wireframe”, não haverá nenhum tipo de fita na cintura, acolchoamentos, sendo a estrutura toda feita com fios de Spectra com o objetivo de dissipar a energia de impacto (energia cinética) de maneira uniforme por toda a superfície do equipamento.

A cadeirinha de escalda “Sitta” são projetadas para escalada esportiva de alto nível, para o escalador que procura peso mínimo com máximo conforto.

O produto estará disponível para o consumidor final em julho de 2015.

Para mais informações: http://www.petzl.com/

petzl-sitta-3

petzl-sitta-5

petzl-sitta-4

petzl-sitta

petzl-sitta-6

 

Formado em Engenharia Civil e Ciências da Computação, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.