Parque Estadual do Sumidouro e Gruta da Lapinha ficarão fechados ao público por 60 dias – IEF alega medida administrativa

O Parque Estadual do Sumidouro ficará fechado para visitação por 60 dias até que a nova empresa terceirizadora, vencedora da licitação realizada pelo governo do estado de Minas Gerais, seja construída. O parque é uma unidade de conservação localizada nos municípios de Pedro Leopoldo-MG e Lagoa Santa-MG e administrado pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF) do estado de Minas Gerais.

Dentro do parque estão atrações importantes para o público apreciador de turismo ecológico como 157 sítios arqueológicos e 35 grutas, além de pinturas rupestres com 4 mil anos de idade. Vários trajetos de trekking e áreas de escalada estão dentro do parque.

Foto : http://revistag3.blogspot.com.br

Para o público praticante de escalada o impacto é ainda maior : Dentro do parque está a Gruta da Lapinha, importante lugar de prática de escalada esportiva e um dos mais tradicionais do Brasil. A Lapinha, como é popularmente conhecido pela comunidade escaladora, ficou fechada para a escalada por mais de 10 anos durante o processo de homologação do Parque Estadual do Sumidouro.

O IEF comunicou que já estão sendo realizados concursos públicos para que o quadro de trabalhadores possa ser composto integralmente pela nova empresa responsável : Minas Gerais Administração e Serviços S.A. (MGS). Procurando minimizar os impactos aos usuários do Parque Estadual do Sumidouro, assim como outras unidades de conservação que o contrato já foi finalizado, o IEF mobilizou voluntários e servidores para as unidades durante o feriado de Carnaval.

Demissões e impacto no comércio local

Foto : Gustavo Baxter

Com a concessão, realizada por meio de licitação e vencida pela MGS, todos os funcionários ligados à antiga operadora serão demitidos, totalizando 58 pessoas. O comércio local da região da Lapinha, região metropolitana de Lagoa Santa-MG, também se preocupa com o fechamento. Isso porque grande parte dos estabelecimentos comerciais da região explora a grande visitaçãoo de dos turistas ao Parque Estadual do Sumidouro diretamente.

Líderes da comunidade local reuniram-se rapidamente e criaram um abaixo assinado para que o fechamento não ocorra. Uma das alegações dos organizadores do abaixo assinado é que o local possa ficar muito mais que 60 dias sem visitação e propuseram uma reunião com a Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais.

Na reunião os moradores reivindicariam uma solução imediata para remediar os prejuízos do comércio local. Na reunião os líderes irão propor que o IEF contrate interinamente condutores e auxiliares até sair a classificação do processo seletivo. A organização local pode ser contactada através de fanpage : https://www.facebook.com

Locais de escalada próximos à Gruta da Lapinha, como o Sítio do ROD, não serão afetados pela decisão e continuam abertos para visitação e escalada.

Para participar do abaixo assinado : https://www.abaixoassinado.org

Sobre o Autor

Da Redação

Da Redação

Equipe da redação

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.