Os erros mais comuns de escaladores em ginásios de escalada

Para evoluir dentro da escalada é necessário fazer treinamentos.

Algumas pessoas treinam somente escalando em rocha, outras por morarem longe delas em ginásios de escalada.

Nos ginásios de escalada ocorrem com mais frequência acidentes por negligência ou distração de seus frequentadores e até mesmo monitores indevidamente orientados e preparados.

Importante lembrar que alguém que escalada muito não faz dele um bom monitor, ou instrutor. Mas isso é um outro assunto a ser discutido em outro artigo.

O importante é sempre fazer cursos de qualidade com instrutores qualificados. Isso para não “inventar” nomes de equipamentos, procedimentos, comunicação entre escaladores e outros erros comuns de quem está iniciando ao esporte.

Para isso elaboramos uma lista que propomos e acreditamos ser comum a qualquer ambiente de escalada do mundo:

1 – Não conferir duas vezes o nó , freio e a corda passada nele

nó correto

O nó oito duplo é o principal e mais comum nó da escalada. Todo e qualquer escalador (mesmo o boulderista) deve saber fazer. Para fazer corretamente o nó oito acesse este link.

2 – Excesso de confiança (também conhecido como medir exageradamente a própria capacidade)

Excesso de confiança é uma das principais causas de acidentes. Especialmente quando o(a) escalador(a) sente-se mais forte ou capacitado do que realmente é. Para ser bom escalador é necessário saber os procedimentos e causas de atitudes inspetivas.

3 – Dar segurança distraído ou conversando displicentemente

A escalada é uma relação de confiança entre escalador e segurador. NUNCA escale com alguém que esteja alterado mentalmente e psicologicamente. A cada acidente que acontece o esporte fica estigmatizado e prejudica toda a comunidade.

Por isso esteja atento a todo momento que dar segurança a alguém e, claro, exija o mesmo quando for escalar.

4 – Passar a perna atrás da corda

5 – Costurar ao contrário (também conhecido como costurar ERRADO)

Guiar uma via de escalada não é somente sair colocando a corda nos mosquetões das costuras. Por isso tenha plena certeza de como é o procedimento correto.

6 – Z-Clip

quickdrawZclip[1]

7 – Morder em demasia a corda

8 – Não “dinamizar” as quedas

Dinamizar uma queda de um escalador é tornar mais suave o tranco sofrido por ele durante uma eventual queda. Usando uma linguagem mais técnica é a redução da força de choque de uma queda sobre escalador, segurador, ancoragem e costuras

There is one comment

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.