O que você quer fazer com o tempo que lhe resta?

Dinheiro, fortuna, status, patrimônio, o que mais vejo hoje é uma esmagadora maioria de pessoas numa corrida desesperada contra o tempo, virando madrugadas em estudos para no final concluírem dizendo que foi tudo pelo título, outros que se escravizam em um trabalho mendigando sobrevivência, ou apenas para manter aparências de sucesso.

Muitos se alienando do resto do mundo em tempo integral. Porém, esperançosamente, ainda que raros casos existam os que se apaixonam pelo que fazem e nem parece que estão trabalhando.

Privilégio!

A vida está longe de ser apenas essa busca mortal, é necessário analisar se é isso mesmo que você quer fazer com o tempo que tem. Nossos pais passaram a vida trabalhando e lutando por segurança e hoje ouço falar de uma geração que luta por liberdade.

Será que você luta? O que você entende por liberdade?

Trabalhar, trabalhar, ter dinheiro para poder comprar? Ostentar?

Ter o sofá mais confortável, a televisão hi-tech do mercado e ver o mundo acontecer acomodado nesse mundinho artificial?

Já disse um sábio

“Quanto mais você compra, mais você precisa trabalhar para pagar!”

Pepe Mujica

Cada um escolhe a maneira que quer passar pela vida, a lembrança que vai deixar e no que vai dedicar seu esforço. Não me oponho aos que escolhem esse caminho, assim não encontro filas nas trilhas por onde passo hehehe (mas também temo não ter parcerias), no entanto, meus amigos, a vida é um estalar de dedos, hoje nem pensamos em nossas articulações, amanhã só falaremos nelas, o mundo é grande sim, mas sua cidade também pode ser, seu estado, o quintal da sua avó.

viviane-durigon-2

 “Ah, mas eu não tenho tempo e dinheiro para sair por aí com uma mochila nas costas!” 

Amigo, não compare sua vida com a de quem já fez escolhas diferentes das suas, viva, mude, arrisque, reinvente, realize um sonho de cada vez.

Permita-se!

Encontre a coragem que lhe falta e organize sua vida para que ela esteja a seu favor e não o contrário. É preciso conhecer e estabelecer as prioridades para ela, descobrir o que de fato lhe move.

Uma calça jeans “fulana de tal” ou um final de semana num lugar incrível, (aquele que você viu passar na TV várias vezes e sempre diz: “Deve ser lindo mesmo!”), com amigos ou sozinho mesmo e voltar com histórias para contar?

É possível encontrar um meio-termo, profissionalizar-se e viver, trabalhar e respirar, o segredo está no tempo versus organização, vejo muitos casos que dão certo, tudo depende do que você quer fazer com o tempo e dinheiro que tem.

Saiba que uma mente aberta em conexão com o mundo, alimentada pela natureza e desafiada por ela, torna-se leve e muito mais ágil e criativa.

Pense na sua vida, reflita sobre o atual uso do seu tempo, será que a cama, o sofá e a televisão, não estão ocupando horas preciosas dos seus dias sem que você perceba?

viviane-durigon

Foto : Viviane Durigon

Você já experimentou descansar da semana estressante em uma trilha que te leve ao pé de uma cachoeira, ou ainda, participando de grupos de solidariedade trabalhando voluntariamente para melhorar a vida de outras pessoas, fazer o bem em troca da sua gratidão pela vida?

Enfim, repito, a vida passa muito rápido, coloque a sua em movimento (ou mantenha!), de encontro ao vento, sem lenço e sem documento, permita-se por vezes senti-la pulsar, possibilite conhecer ao menos um lugar ao ano, volte naquele que lhe deixou más lembranças, refaça-as.

Desapegue do que não alimenta sua alma, do que lhe aprisiona nessa fila indiana que caminha para a construção de uma vida sem vida, invista naquele esporte que você descobriu que gosta, mas que ainda falta um incentivo, naquela viagem que você sonha todas as noites, naquela ideia maluca do negócio próprio. Tente antes de desistir.

Escute o seu coração!

Por último, mas nunca menos importante…AME, ame livremente, ame a si, seus amigos, sua família do jeito que é, ame quem lhe faz feliz, o que lhe faz feliz, porque nada, seja no melhor emprego do mundo, no passeio do final de semana ou na volta ao mundo, nada tem sentido real se não for feito com AMOR e ele compartilhado e recíproco é a felicidade plena que buscamos!

O calendário é um belo truque do tempo, dando a impressão de que a vida não continua simplesmente, mas que sempre recomeça.

Não espere pelo calendário mais uma vez, tome as rédeas da sua. E faça bom uso do tempo que lhe resta.

“Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares.

É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.”

Fernando Teixeira de Andrade

Sobre o Autor

Viviane Durigon

Viviane Durigon

Gaúcha Santamariense, perna oca, piadista, Contadora, principalmente de boas histórias, que encontrou na escalada uma paixão e uniu a outra, escrever. Uma novata, ruim de queda, entusiasmada e enfeitiçada pelo esporte.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.