O que é o Pegboard – A nova moda em treinamento de escalada

No treinamento de escalada esportiva existem várias “ferramentas” que servem para o treinamento de atletas que visam evoluir dentro do esporte. Algumas criações ficaram muito populares entre os praticantes e são presença quase obrigatória em academias de escalada. Campus board, Fingerboard, System Board e escada de Bachar são algumas destas “tecnologias” que ajudam o escalador a fortalecer-se.

As academias mais modernas estão implantando o Pegboard (algumas pessoas escrevem separado, mas o correto é tudo junto), uma nova moda que as academias de escalada estão implementando e que está se popularizando rapidamente entre os praticantes.

Da mesma maneira que as outras estruturas citadas acima é fundamental que o atleta esteja devidamente aquecido e, de preferência, supervisionado por um profissional de educação física. Toda e qualquer pessoa que desconsiderar esta regra de bom senso corre o perigo de lesionar-se seriamente e ficar afastado por um longo período.

O que é o Pegboard

Pegboard é o nome dado a uma placa de madeira com furos dispostos como uma matriz. Este tipo de painel é muito utilizado em decoração para que sejam colocadas peças decorativas para organizar ferramentas, materiais de escritórios e quadros. Nos furinhos desta placa de madeira são encaixados alguns “penduricalhos” com a mesma espessura do furo.

A partir desta ideia alguns profissionais de Crossfit se propuseram a criar um desafio novo para os atletas da modalidade. O desafio consistia em fazer com que o competidor subisse um pegboard de buracos grandes encaixando pinos um a um. A novidade foi apresentada na principal competição de Crossfit no ano de 2014

Por exigir força, equilíbrio e precisão do atleta, algumas academias de escalada mais modernas, as quais oferecem também a prática de Crossfit, rapidamente inseriram a novidade no espaço dos escaladores. De início causou estranheza, mas após um período de adaptação tornou-se item obrigatório de treinamento.

Marcas especializadas em comercialização de equipamentos de treinamento em Crossfit e escalada rapidamente pediram aos seus designers que criassem seus modelos. Não há um padrão estabelecido de quantidade de furos, altura ou material. Mas todos os modelos vendidos se assemelham bastante um do outro.

As dimensões variam de acordo com o fabricante, mas considerando a média dos pegboards oferecidos consiste em uma placa de 90 x 45 cm com furos de aproximadamente 3 cm de diâmetro. Os pinos roliços para serem encaixados na placa são de 16 cm de comprimento.

Como utilizar o pegboard

O treinamento com o pegboard visa aprimorar a precisão dos movimentos e a força isométrica. Não é, portanto, objetivando a explosão física do escalador como o campus board. O atleta deve fazer progressões verticais ou horizontais (dependendo da disposição da placa) apenas com os pés apoiados na parede. Há atletas que realizam o treinamento que exigem que não apoiem os pés.

Algumas academias optaram por instalar vários painéis com o pegboard, disponibilizado em vários módulos, para que o atleta seja desafiado a deslocar-se verticalmente, horizontalmente ou diagonalmente. Há painéis disponibilizados com inclinações e proeminência diferentes.

Apesar de estar na moda em academias do exterior, o pegboard ainda não foi implementado em grande parte das academias de escalada do Brasil. O equipamento é facilmente encontrado em box de Crossfit, mas em pouquíssimos lugares de escalada brasileiros. A popularidade do pegboard deve-se, em grande parte, à sua utilização em realitys shows como American Ninja Warrior e outros programas que segue a mesma linha.

Sobre o Autor

Luciano Fernandes

Luciano Fernandes

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.