O que é melhor no treinamento: qualidade ou quantidade?

Foto: http://biomecanicafuncionalescalada.blogspot.com/

Foto: http://biomecanicafuncionalescalada.blogspot.com/

Qualidade ou quantidade? As duas coisas são necessárias para a melhora ou poderíamos otimizar nossos esforços?

Dependendo do momento, e situação, nos colocará mais em uma do que na outra.

Mas não obteremos os mesmos resultados.

Nada tem a ver com alimentação, sexo ou escalada; mas as motivações nos guiam no momento que decidirmos pela quantidade, ou qualidade.

Sem dúvida um bom exercício antes de fazer as coisas é: ser consciente de qual é nosso objetivo.

Foto: http://biomecanicafuncionalescalada.blogspot.com/

Foto: http://biomecanicafuncionalescalada.blogspot.com/

Alimentar-se, dar um prazer às papilas gustativas, estabelecer uma relação duradora, desafogar a libido, treinar, encadenar, aproveitar o resto, medir-se pelo companheiro, passar um bom momento…?

Se nós poderíamos escolher, sem dúvida seria pela quantidade de qualidades.

Nos treinos

A quantidade de séries/sessões/peso ou qualidade de planificação/objetivo/movimentos?

Que podemos controlar facilmente?

Aqui há vários fatores que incluirão nos resultados.

Há uma grande parte que depende do modelo de treinamento, acertar com a organização, intensidade, tempo de descanso…

O treinamento na escalada é uma arte ainda em evolução.

Podemos contratar um personal trainer ou optar pela tentativa e erro, que é um processo lento e às vezes doloroso.

Mas o que mais podemos fazer é escolher um bom objetivo e defini-lo pela razão a qual queremos melhorar.

Ter talento é algo nato, genético e presente dos deuses.

Enfim talento é uma qualidade da qualidade.

Talento é como ter uma certa qualidade que nasce com o indivíduo.

Melhor seria treinarmos esta “qualidade de qualidade” que vem no DNA e assim melhoramos algo, e não tanto quanto se treinarmos as nossas debilidades.

Exemplo

O estacaldor está bufando nos movimentos esticados, de canto a canto, em um negativo de 45º.

Para melhorar coloca sobrepeso de 5 kg de lastro para sentir que se esforça.

Porque então não fazer:

  • Colocar a parede a 10º, com agarras de pés e mãos pequenas?
  • Desescalar boulders ou vias?
  • Colocar meias nas mãos?
  • Executar alguma variação?
  • Não gosta porque é incômodo?

Pois aí que está o segredo!

Nossa maior debilidade está onde temos a opção mais fácil de melhorar.

Foto: http://biomecanicafuncionalescalada.blogspot.com/

Foto: http://biomecanicafuncionalescalada.blogspot.com/

Imaginar um crux de X movimentos no ginásio, vencer em movimentos selvagens sem método, na intenção de tirar conclusões e somente fazer força para resolver em Y minutos sem darmos conta dos detalhes do processo.

Processo este que tem feito com que resolvamos de fato, com menos esforço, e ter o máximo de atenção nos detalhes para tentar ser consciente das pequenas variações e assim reduzir ao máximo as tentativas.

Maneiras de segurar, força necessária, posição do calcanhar, grau de flexão do joelho, sequência de movimentos a coordenar, e etc.

Há mil práticas que poder ser a chave para o êxito.

É muito importante a qualidade repetida com consciência.

Não há nada pior do que a repetição inconsciente e sem qualidade.

Cada célula do corpo está viva e comunicando-se com o cérebro a cada movimento.

Durante o processo de aprendizagem, a consciência é que nos permite integrar nova informação de maneira duradoura.

Qualidade

Porque variar um pouco nossa modalidade? Que tal experimentar escalar com: piolets e crampons?

Importante

Consciência da qualidade também quer dizer consciência dos pontos fracos.

Claro que treinar nossas qualidades é uma das chaves para a melhora, mas obteremos mais por menos de nossas fraquezas.

CUIDADO que se esquecer delas (suas fraquezas) pode vir a ter um desequilíbrio no preparo e possíveis lesões.

600x100-biomecanicaFuncional

Tradução autorizada de: http://biomecanicafuncionalescalada.blogspot.com/2013/03/calidad-o-cantidad-i.html

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.