No treinamento de escalada o que mais indicado : quantidade ou qualidade?

Olá escaladores, estou aqui novamente escrevendo para compartilhar um pouco do meu conhecimento sobre treinamento, ao longo dos meus 24 anos de escalada testei, ouvi muitas coisas sobre esse tema.

Vi muita gente boa sucumbir a treinos absurdos e por isso estou aqui novamente. Vivi na pele essa situação, todos nós achamos que quanto mais treinarmos melhores escaladores seremos …

Errado! Treinos que duram 5 horas, treinos diários e por aí vai… O volume não resulta em nada além de lesões.

Sempre achei isso também, que quanto mais melhor, até que em 2007 enquanto treinava para a Copa do Mundo de Valence tive a ajuda de um grande amigo e Educado Físico, nós sentamos, trocamos experiências e à partir daí ele planificou meus treinos.

Em resumo 2007 foi minha melhor colocação em mundiais, por uma agarra não avancei às semi finais tão perseguidas por nós brasileiros.

Meus treinos eram super curtos porém intensos, de no máximo uma hora de duração. Não foi fácil para mim pois estava acostumado à treinos longos, mas sempre com poucos resultados.

Mas ao fim de três meses pude dar o braço a torcer, vou explicar porque: sem a recuperação necessária nossos músculos não assimilam os treinos, estão sempre cansados trabalhando em cima do cansaço. Por isso treinos duros e curtos com dias de descanso ativo como uma corridinha ou um giro de bike são importantes.

Foto : Sara Grippo

Foto : Sara Grippo

Pensando em alto nível, treinos longos sobre agarras grandes não levam a nada além de calos nas mãos e lesões graves de ombro. Ficar por dias e horas seguidas treinando sem recuperação são com certeza um dos grandes causadores de lesão.

Pense em um formato de treino que dure 1 hora, bem concentrado e embasado em suas falhas como escalador. Nos dias de descanso faça alguma outra atividade aeróbica moderada, corridinha de 30 minutos leve por exemplo.

Lembrando que isso é para quem realmente quer treinar, se você que ir ao ginásio para escalar e socializar continue assim. Independente de como você treine, esporte de alto rendimento tem seu preço e vez ou outra vamos nos lesionar, a ideia é sempre tentar minimizar a incidência e a recorrência dessas lesões.

Os resultados as vezes demoram a aparecer mas garanto que aparecem com certeza, como já disse já testei vários métodos de treinos e sem sombra de dúvidas esse foi o melhor, pouca quantidade e muita qualidade.

Lembre se sempre de fazer um bom aquecimento e uma volta à calma no final do treino. Alongamentos e massagens ajudam muito na recuperação também.

Em suma, quer treinar? Não vai ser fácil, mas para garantir que todo o seu esforço e dedicação vão dar resultados procure sempre profissionais competentes : nutricionistas, fisioterapeutas, educadores físicos e por aí vai, essas pessoas estudaram muito e se habilitaram para saber diferenciar o que cada um precisa…

É muito melhor que seguir aquelas dicas de treino que seu amigo leu em algum lugar, não é?

Acho que acabou o tempo em que víamos grandes escaladores fazendo vários modelos de treinos e tentávamos copiar, assim volto a dizer, treinamento de escalada não é receita de bolo…

Espero ter ajudado a dar um rumo em suas ideias, bons treinos!

Sobre o Autor

Anderson Gouveia

Anderson Gouveia

Escalador desde 21 anos, desses 18 dedicados a competição, foi criador e técnico da seleção brasileira juvenil em duas oportunidades na campanha da França e Escócia.É Coordenador de escalada na academia Via Aventura, único brasileiro Route setter continental IFSC e Atleta La Sportiva Brasil.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.