Montanhistas são acusados de usar software para falsificar foto no cume do Everest

Os montanhistas indianos Dinesh e Tarakeshwari Rathod foram acusados de modificar suas fotos de cume no Everest utilizando de um software manipulador de imagens. Celebrados em seu país como o primeiro casal indiano a atingir o cume do Monte Everest, levantaram dúvidas a respeito de terem de fato atingido o cume da montanha mais alta do mundo após imagem do cume ser enviada ao Ministério de Turismo do Nepal, para receber certificado oficial de cume.

Após análise a foto foi acusada de ter utilizado um software de manipulação de imagens para a composição da imagem. A foto do casal Rathod é acusada de ter o rosto de uma outra mulher indiana, de nome Satyarup Siddhanta, copiada e colada na do casal no cume do Everest (confira as duas fotos abaixo).

Foto de Dinesh e Tarakeshwari Rathod acusada de falsidade | http://blogs.dw.com/

Foto de Dinesh e Tarakeshwari Rathod acusada de falsidade | http://blogs.dw.com/

Após a realização de cume no Everest todos os montanhistas tem de passar por uma auditoria para receber o certificado do Ministério de Turismo do Nepal.

Siddhanta, que teve seu rosto supostamente copiado, tinha alcançado o cume em 21 de maio. Dinesh Rathod é acusado de ter manipulado mais de uma das suas imagens para documentar que ambos alcançaram o cume.

A montanhista Satyarup Siddhanta escreveu um protesto no Facebook sobre o fato : “Isto é tão tão tão incrível! Pegaram minhas fotos e manipularam suas imagens do cume. E também obtiveram o cerificado de cume. Onde está indo o montanhismo? “

Foto tirada por Satyarup Siddhanta | Foto: http://blogs.dw.com/

Foto tirada por Satyarup Siddhanta | Foto: http://blogs.dw.com/

Segundo declaração ao jornal “The Himalayan Times”, Gyanendra Shrestha do Ministério de Turismo do Nepal não receberam nenhuma queixa sobre o casal Rathod. Os funcionário da agência de turismo Makalu Adventure Treks, que organizaram a expedição do casal , declararam que não houve nada de errado com as fotos e os sherpas que acompanharam o casal atestaram a realização do cume.

A polícia da cidade indiana de Pune, na qual tanto Dinesh e Tarakeshwari Rathod trabalham, anunciou uma investigação para averiguação dos fatos. O casal se recusou a comentar as acusações à imprensa e declararam, por meio de nota, que já apresentaram todos as evidências para as autoridades, incluindo os certificados do Ministério do Turismo do Nepal.

A cidade de Pune vivenciou em 2012 alegações semelhantes de fraude que fotos tinham sido forjadas por outros dois alpinistas da cidade. À época, o Ministério Nepalês de Turismo, depois de examinar as declarações, não viu nenhuma razão para recusar o certificado de cume.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.