Montanhista sobrevive a queda de 30 metros – Resgate foi possível graças a bateria extra do celular

O montanhista alemão Henning K., de 45 anos, sobreviveu por cinco dias em uma greta, após uma queda de 30 metros (de acordo com as informações da equipe de resgates) em uma greta, durante uma tentativa de ascensão ao Hoher Dachstein (2.995 m) na Áustria.

Por estar sob uma tempestade de neve, a entrada da greta foi tapada. Quando o montanhista estava passando por cima da entrada, acabou caindo. Na sua queda sofreu ferimentos no tornozelo e ombros.

O Hoher Dachstein é uma montanha da Áustria, sendo a mais alta dos Alpes de Salzkammergute a segunda mais alta dos Alpes Orientais-Norte.

Bateria Extra

De acordo com informações disponibilizadas por WAZ.de, poucos dias antes de tentar a ascensão Henning falou com seu pai por telefone, dando detalhes de sua escalada. Como Henning cessou a comunicação, seu pai passou a ficar preocupado e tentou localizá-lo. Como tinha alugado um carro para a escalada, seu itinerário foi facilmente rastreado por um dispositivo de localização que a própria seguradora disponibiliza em seus automóveis. Entretanto o automóvel foi localizado, mas o montanhista não. Por haver nevado durante os dias, qualquer pegada ou rastro tinha sido apagado.

Por isso, as buscas começaram a ser realizadas nas proximidades do carro. Durante as operações de busca, o sistema de emergências da região recebeu chamadas que duravam pouco mais de 2s.

As ligações foram possíveis por Henning ter levado uma bateria de celular extra, que tentava insistentemente algum rastro de sinal.

Mesmo com a chamada não realizada, foi possível estabelecer a localização de Henning e uma equipe formada de 25 pessoas encontraram o montanhista. Ao ser resgatado, felizmente vivo, Henning apresentava hipotermia e desidratação e levado de helicóptero a um hospital da região.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.