Livro da semana : “Only Two for Everest” – Lyn McKinnon

A primeira expedição neozelandesa para o Himalaia, em 1951, foi liderada por Earle Riddiford que junto de Ed Cotter e Pasang Dawa Lama foi feita a primeira ascensão ao Mukut Parbat (7.242 m). Junto desta expedição estava outros dois montanhistas que posteriormente entrariam para a história : Edmund Hillary e George Lowe. Logo após o sucesso da escalada o clube alpino neozelandês (New Zealand Alpine Club) sugeriu ao clube alpino inglês que uma aclimatação correta era a melhor estratégia para que os montanhistas britânicos conseguissem chegar ao cume do Everest.

A sugestão  foi recebida com apreço pelos ingleses que, em agradecimento, concordou em integrar dois neozelandeses na expedição. Mas como foi a decisão que iria escolher apenas dois montanhistas ? Com uma narrativa que mescla história e uma boa dose de conclusões lógicas a respeito dos acontecimentos, o jornalista Lyn McKinnon conta a história de Earle Riddiford e Ed Cotter, dois montanhistas  considerados extraordinários da Nova Zelândia que por ironia do destino acabaram não desfrutando da glória do cume como o compatriota Hillary.

only-two-for-everest-1O trabalho da jornalista não foi fácil, nem simples, pois teve de cavar uma montanha de documentos que, por algum motivo, esta oculto por várias versões e muitos poucos dados a serem analisados. Como todo o mundo sabe (basta uma rápida pesquisa no Google) o montanhista responsável por chegar pela primeira vez ao cume doo Everest foi  Sir Edmund Hillary, uma glória que ninguém conseguirá apagar. Mas a autora procurou fazer foi jogar uma luz sobre os bastidores que fizeram parte da primeira ascensão ao cume da montanha mais alta do mundo. O livro “Only Two for Everest” procura, na verdade, que o primeiro “quase” da ascensão foi outro montanhista neozelandês.

A obra, como não poderia ser diferente, é um resgate histórico de histórias de destino e como a consequências de pequenas escolhas podem interferir na história de grandes feitos. A autora procura demonstrar, pelo menos em termos circunstanciais, que os montanhistas que integraram a expedição britânica eram mais bem preparados para chegar ao cume, apesar de não terem conseguido. Algo muito parecido como, por exemplo, no futebol contar a história de outros jogadores que ajudaram a construir a conquista de um título e não somente enaltecer aquele que fez o gol da conquista.

Ficha Técnica

  • Título : Only Two for Everest
  • Autor : Lyn McKinnon
  • Edição :
  • Ano : 2017
  • Número de páginas : 320
  • Editora : Otago University Press

Sobre o Autor

Da Redação

Da Redação

Equipe da redação

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.