Liderança e escalada. O que elas possuem em comum?

Foto : http://pendextreme.wordpress.com

Foto : http://pendextreme.wordpress.com

Trabalhando para a elaboração de um treinamento sobre Liderança me deparei com um texto bem interessante escrito por Jim Collins onde ele comentava que a escalada em rocha foi para ele o mais importante curso de liderança, e onde ele aprendeu lições importantes para aplicar em seu trabalho.

As montanhas têm sido uma fonte inesgotável para esse tipo de aprendizado e não é à toa que em algumas culturas elas são consideradas símbolos de paciência, força, esforço e inspiração.

Por que será que as montanhas estão sendo um tipo de aprendizado?

O fato é que muitos dos dilemas enfrentados por alpinistas numa escalada estão presentes, com as devidas diferenças, no mundo corporativo.

Muitos profissionais, por exemplo, têm de atingir metas nas empresas que trabalham.

Outros lidam diariamente com situações de risco ou, ainda, trabalham com equipes multiculturais e precisam de muito jogo de cintura para conviver com as diversidades.

É, trabalhar em um ambiente corporativo não é a tarefa mais fácil que existe, mas escalar também não é.

É preciso ter muita persistência e não desistir no primeiro obstáculo; é preciso também respeitar os riscos, ter sempre um plano de contingência na manga pronto para ser aplicado e nunca se esquecer da famosa paciência.

Como podemos tornar mais fácil esta tarefa?

Tanto escalar quanto liderar uma equipe requer conhecimentos e habilidades para que se possa identificar os pontos fortes, os pontos fracos e as oportunidades.

É necessários estar bem preparado, pois quanto mais preparado, maiores as chances de obter os resultados esperados. Quando escalamos, e quando estamos em um ambiente corporativo, muitas vezes não estamos sozinhos.

Assim não podemos esquecer que os seres humanos são bem diferentes na maneira de pensar, agir e expressar seus sentimentos, e que diversos fatores interferem no estado físico e psicológico do indivíduo.

Tais influências refletem diretamente no desempenho dessa pessoa e consequentemente no resultado final. O que um escalador poderia ter sempre presente quando em um ambiente corporativo?

Assim como na escalada as resistências às mudanças são os maiores entraves, mas a visão clara de onde se quer chegar e qual o caminho a percorrer sem perder o foco nem a visão um instante sequer é uma característica adquirida e que deve ser mantida até mesmo no ambiente de trabalho.

Lembre-se sempre que um incansável entusiasmo, irradia luz e energia a todos, incentivando e mobilizando em prol de objetivos comuns.

Banner_do_artigo

Sobre o Autor

Flávia Arpini

Flávia Arpini

Flávia é formada em psicologia com ´pos graduação em Recursos Humanos e MBA em Gerenciamento de Projetos. Atuou em Florianópolis, São José dos Campos e Rio de Janeiro.
Possui experiência em recrutamento, e é especializada em Treinamento e Aperfeiçoamento de Lideranças. Hoje está entre Itália e Brasil atuando como consultora de RH e Coaching. É praticante de trekking.

There are 5 comments

  1. Belita Lopes on Facebook

    O bom lider não é só aquele que sabe mandar fazer , ele tbém sabe dar bons exemplos fazendo aquilo que é pra ser feito.O bom lider esta sempre bem disposto em ouvir para aprender.O bom lider é aquele que sabe fazer a diferença ele deve sempre olhar para frente em busca do alvo a ser alcançado ,ser corajoso.O bom lider sabe solucionar problemas com amor ,paciencia e respeito ao outro.O bom lider é jamais esquecido pelos seus! Sucessos pra vc se deseja ser uma lider.Estou vendo que é corajosa ! pontos pra vc.rsrsrrsrsrsr

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.