Lesões e prevenções da articulação do ombro

ombro3[1]Uma rápida explicação da anatomia do ombro é importante pra compreender algumas lesões.

No complexo articular do ombro a atuação dos músculos envolvem três ossos: a escápula, a clavícula e o úmero ; três articulações :

  • glenoumeral,
  • esternoclavicular
  • acromioclavicular.

Agora explicarei um pouco mais sobre os ligamentos. ombro2[1]

O ligamento coracoacromial e os ligamentos glenoumerais que reforçam anteriormente a articulação glenoumeral.

Existem várias bursas na articulação do ombro, mas duas são principais: a bursa subacromial e a bursa subescapular e elas auxiliam no movimento procurando evitar um atrito entre as estruturas do ombro.

Os principais músculos do ombro são o deltoide e os que formam o manguito rotador que são o supra-espinal, o infra-espinal, o subescapular e o redondo menor que é uma musculatura estabilizadora.

ombrosuperior[1]Os mecanismos de lesões no ombro podem ser traumáticos e atraumáticos.

Os movimentos repetitivos são responsáveis por grande parte das lesões atraumáticas.

A dor é a principal razão manifestada pelas pessoas e logo depois perda de força e limitação do arco de movimento.

As lesões mais comuns nos ombros são as bursistes, tendinites, síndrome do impacto, luxação e fratura.

A luxação do ombro acontece com um trauma direto sobre a região do ombro, onde o úmero que se articula com a escapula é deslocado.

Músculos e ligamentos fracos nessa região facilitam a ocorrência de luxações. ombro1[1]

A luxação da glenoumeral representa mais da metade das lesões de ombro ocorridas em esporte.

A bursite é a inflamação da bursa, que é uma pequena bolsa contendo um liquido que envolve a articulação e funciona como amortecedor entre ossos, tendões e músculos.

A bursite pode ser ocasionada por alguns fatores, tais como trauma; lesões por esforço; uso excessivo da articulação; artrite e infecções.

A tendinite é a inflamação do tendão que é uma estrutura fibrosa que une o músculo ao osso.

A tendinite pode ser ocasionado por traumas, excesso de uso ou envelhecimento, uma vez que o tendão vai perdendo sua elasticidade, artrite reumatoide e diabete.

A síndrome do impacto é caracterizado por dor e limitação de movimento sobretudo na realização de atividades acima da cabeça. A causa mais comum são tendinites nos músculos do manguito rotador.

ombro1[1]A fratura nada mais é do que a descontinuidade da estrutura óssea.

A melhor prevenção de lesões é o fortalecimento dos músculos dos ombros e dos braços para melhor estabilizar as articulações da região, principalmente a musculatura do manguito rotador, para isso, procure sempre um educador físico e explique seus objetivos.

A automedicamentação é algo preocupante, visto que pessoas utilizam de forma errada remédios, principalmente de origem veterinária, consulte sempre um médico.

A fase aguda e subaguda da lesão são momentos onde é contra indicado qualquer atividade física e o mais indicado é a realização de compressas de gelo por trinta minutos em intervalo de uma hora e meia.

Uma das maiores dúvidas das pessoas é a utilização ou do gelo, ou do calor; costumo explicar aos meus pacientes que o próprio corpo dá sinais de qual melhor procedimento.

O gelo é melhor utilizado, quando a dor é muito grande e no processo inicial de lesão e um dos primeiros sinais do processo inflamatório é o aumento da temperatura na região, nesse caso pra combater a inflamação o gelo é mais indicado.

Quando a lesão está crônica é utilizado o calor, pois irá ocasionar uma vasodilatação na região e assim provocando um alivio da dor e redução da rigidez articular.

Todas imagens : www.auladeanatomia.com

Autor: Miguel Noronha Lemos

Miguel é fisioterapeuta de profissão e se dedica na recuperação pós operatória na cidade do Rio de Janeiro

Comente agora

Comentários

7 total comments on this postSubmit yours
  1. Bati o ombro de forma um tanto violenta quando o motorista do ônibus em que estava deu uma partida brusca e eu não tive tempo de segurar. Não busquei ajuda médica achando que não houvera nada de grave. Ocorre que, mais de dois anos passados, vieram as dores quando faço movimentos normais, enfim, não é mais como antes em que nada sentia. Sinto que a dor se espalha, isto é, reflete até os dedos das minhas mãos. Gostaria de saber se haverá um meio de corrigir depois de todo esse tempo.

  2. Putz, desloquei meu úmero escapular algumas vezes. Depois de muitas vezes é estritamente necessário realizar uma cirurgia ou somente fortalecimento muscular já é o suficiente? Desloquei já 5 vezes e a ultima foi escalando, dei um mal jeito qualquer na hora e bum… mta bad.

  3. Miguel,
    Quando li anteriormente o artigo não percebi o pequeno parágrafo sobre a prevenção que constava no texto. Desculpe pela desatenção.
    O melhor seria, portanto, aquecimento articular antes dos treinos e alongamentos em um horário separado, é isso?
    Obrigado pela resposta, vamos aos treinos!

  4. Gabriel, a melhor prevenção é o fortalecimento muscular. Principalmente do manguito rotador, um tanto quanto esquecida, procure um educador físico e diga seus objetivos a ele.
    Bandagens funcionais ou kinesio tape realizados por profissionais capacitados são opções interessantes para estabilizar a região e evitar lesões, interessante pra quem for realizar uma escalada mais complicada.

  5. Eu tenho a síndrome de Hilsacks seguida da lesão de Bankart, e tenho que fazer a cirurgia para a colocação de tres ancoras para solucionar a folga dos ligamentos, inclusive tenho alguns rompidos.
    Qual procedimento ou técnica pode ser adotada na cirurgia e físicoterapia pós cirúrgica, para que eu não tenha uma limitação grande, e me permita escalar, também, sem limitações?

    • Fábio, infelizmente não posso te responder. A ancora é bioabsorvíveis? O que posso afirmar é que seu médico irá dizer quando você poderá iniciar a fisioterapia. A cinesioterapia (movimentos articulares, alongamentos e fortalecimento) será indicado o quanto antes pelo seu médico. Fique tranquilo, mas tenha paciência

  6. Certo, e sobre a prevenção?

Submit your comment

Please enter your name

Your name is required

Please enter a valid email address

An email address is required

Please enter your message

Categories

Revista Blog de Escalada © 2014 All Rights Reserved

Revista Blog de Escalada - A maior revista on-line de escalada e montanhismo da Lingua Portuguesa

Designed by WPSHOWER

Powered by WordPress