Kilian Jornet e Emelie Forsberg são resgatados em Chamonix

KilianJornetCover[1]

Foto: Markus Berger

Dois dos maiores atletas de corridas de montanha Kilian Jornet e Emelie Forsberg foram resgatados na face norte da montanha Aiguille du Midi localizada acima de Chamonix no último domingo.

Os atletas estavam em uma tentativa de subida em uma via alpina de  1200m de altura chamada Frendo Spur localizado no maciço do Mont Blanc.

O resgate levantou em várias mídias especializadas sobre corridas de montanha na internet acerca da importância da utilização de equipamentos de emergência leves e de grande compactidade.

Os dois atletas estavam correndo no estilo “light and fast”. Por isso estavam utilizando apenas tênis e suas roupas. Não estavam utilizando equipamentos de montanha.

Não foram encontrados nas procuras feitas por helicóptero, e foram necessários buscas de guias pelas vias de acesso.

O responsável pelo resgate Jean-Louis Verdier protestou no site ledauphine.com dizendo: “Eu fico bravo quando vejo que está crescendo o uso de tênis em vez dos equipamentos adequedos para uma ascenção de montanha”

Os atletas assumiram a culpa, mas afirmaram categoricamente que não irão mudar sua abordagem aos cumes no estilo “light and fast”.

Chamonix está localizada na França, onde não há uma legislação dura como na Espanha que cobra multa dos resgatados quando comprovada a imprudência que resultou na necessidade do resgate.

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.