Apresentadora de TV reporta expulsão de brasileiro no Everest por procurar escalar sem autorização

IMG_2124_Everest[1]A escalada no Everest em 2013 anda levantando muitas polêmicas.

Escaladores superstar dotados de caros patrocínios se envolveram em uma briga que teve “BO”, e cobertura parcial, para os dois lados, por parte da imprensa.

Porém os nervos não estão no lugar, ocorrendo outras “expulsões” ou “suspensões”.

Na opinião da Revista Blog de Escalada: A consequência disso é a banalização da escalada ao Everest, que apesar de ser a montanha mais alta do mundo, não é a mais difícil nem a mais desafiadora.

Porém parte da imprensa insiste ainda em dar um destaque exagerado, e apostar em uma superexposição que gera a banalização da escalada na região.

A apresentadora de TV Karina Oliani , que está no Everest, recentemente reportou que um brasileiro foi expulso do local.

O mais patético foi este mesmo brasileiro querer peitar leis, assim como provavelmente está acostumado a fazer em outros lugares.

Fica apenas o lamento da apresentadora de tv não publicar o nome deste infrator.

Caso alguém saiba quem foi, podem nos enviar que publicamos.

Leia abaixo trecho de seu relato (leia texto original em: http://oglobo.globo.com/blogs/radicais/posts/2013/04/29/brasileiro-expulso-de-acampamento-base-do-everest-494908.asp )

“Em alta montanha paciência é uma virtude essencial. 200_2923-alt-KARINA[1]

Estamos há mais de 10 dias no acampamento base do Everest e ainda não chegou o momento certo de subirmos.

Você pode fazer muitos planos pra sua escalada e vários calendarios, mas quem decide o momento de subir e os termos da escalada é a própria montanha.

Teoricamente agora estaríamos terminando nosso 1o ciclo de aclimatização e ainda estamos aqui embaixo a 5300m.

No dia que iríamos subir nosso Sherpa e companheiro de escalada, Pemba, estava muito mal.

No 2o dia ele melhorou mas houve um desabamento na Khumbu Icefall que impediu qualquer pessoa de chegar no C1. No 3o dia entrou uma tempestade de neve, e não conseguimos enxergar nem 1m à nossa frente durante cinco dias.

Enfim, saber esperar o momento certo faz parte do “jogo” do montanhismo e desrespeitar as regras não é algo inteligente a se fazer. Após quase meio metro de neve presenciei 3 em um mesmo dia, com grandes avalanches. A previsão é que o tempo melhore só na quarta feira.

Enquanto aguardamos a melhor oportunidade, gostaria de comentar uma episódio constrangedor para nós brasileiros. Nosso acampamento fica em frente ao SPCC (acampamento dos Icefall Doctors) e por isso temos mais fácil acesso à informação. Há três dias soube que um brasileiro foi expulso pelos Sherpas do acampamento base!

Como todos sabem, para escalar o Everest pela face sul e preciso ter uma licença do governo do Nepal e aqui, por ser a montanha mais alta do mundo e uma das mais cobiçadas, também é uma das mais caras do mundo! ( paga-se US$ 10 mil pela permissão).

Esse brasileiro, que não mencionarei o nome, chegou aqui no campo base, armou sua barraca e quando questionado sobre seu “climbing permit” ele disse “não tenho e não preciso pois vou escalar sozinho!” Escalando sozinho ou não para ficar aqui é preciso ter e então os Sherpas até que foram legais e o avisaram que se ele não deixasse o acampamento base em algumas horas eles iriam notificar o governo e ele poderia ter sido preso e perder o direito de ter um visto nepalês por 10 anos ou mais se não tivesse saído daqui correndo.

O chato é a gente, fazendo tudo certinho e dentro dos conformes pra representar bem o nosso país no esporte, saber que tem pessoas que vem aqui causar e sujar a nossa imagem na comunidade do montanhismo.

Formado em Engenharia Civil e Ciências da Computação, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.