Janja Garnbret se consagra como maior escaladora esportiva da atualidade com titulo mundial de boulder

A escaladora eslovena Janja Garnbret consagrou-se campeã mundial de boulder no campeonato mundial do IFSC realizado em Innsbruck, Áustria. A categoria masculina, tanto as semifinais quanto as finais, estão marcadas para acontecerem amanhã durante todo o dia. Na atualidade, a Eslovênia, junto do Japão, é o maior celeiro de grandes atletas da escalada esportiva e o resultado da categoria feminina apenas confirmou esta ideia.

Garnbret já tinha ficado em segundo lugar na modalidade de vias guiadas, a qual foi desempatada somente pela cronometragem e não por pontuação. Assim Janja, de apenas 19 anos de idade, repete o desempenho de Adam Ondra em 2016 e consolida-se como a maior escaladora esportiva da atualidade. Além disso torna-se a mais forte candidata a um ouro olímpico para o seu país.

Foto: IFSC/Eddie Fowke

Todo o evento foi transmitido ao vivo pelo YouTube no canal do IFSC gratuitamente, desta maneira o mundo todo pode ver a vitória maiúscula de Janja Garnbret que sequer precisou completar o último desafio de boulder, pois já era campeã. Este tipo de conhecimento visivelmente desconcentrou a eslovena, que fez as suas tentativas de maneira dispersa e bastante desconcentrada. Janja Garnbret não segurou o choro quando o sinal de tempo esgotado soou e foi ovacionada, pelo grande público que estava no evento.

A campeoníssima Janja Garnbret (Eslovênia) foi seguida por Akiyo Noguchi (Japão) em segundo, Staša Gejo (Sérvia) em terceiro, Jessica Pilz (Áustria) em quarto, Miho Nonaka (Japão) e Petra Klingler (Suíça) em sexto.

Foto: IFSC/Eddie Fowke

Observando os resultados, que aconteceram poucos tops de cada atleta, conclui-se que foi a prova mais dura da história do evento. De acordo com atletas contatados pela redação da Revista Blog de Escalada, todos disseram que o nível da competição estava altíssimo. Na final houve até mesmo um boulder que permaneceu não escalado e outros dois tiveram apenas um top. Grande parte das linhas era de equilíbrio e elasticidade, não havendo quase nenhum que exigisse força bruta.

O destaque sul-americano ficou para Alejandra Contreras, que ficou em 41º lugar, seguida de Francis Guillen em 43º. A brasileira Camila Macedo confirmou sua boa fase em torneios internacionais e reafirmou-se como a atleta brasileira mais bem colocada no Campeonato Mundial de Escalada com um 78º lugar (de um total de 112 atletas).

Foto: IFSC/Eddie Fowke

As semifinais e finais de boulder masculino seguirão amanhã, transmitidas gratuitamente no canal do IFSC para todo o mundo. Após o término do campeonato mundial a Revista Blog de Escalada, que possui uma equipe dedicada a acompanhar campeonatos, fará uma análise completa dos resultados do campeonato.

Neste final de semana ainda haverá uma espécie de “estreia oficial” do formato olímpico, mas valerá apenas como exibição, com os atletas melhores classificados competindo no domingo. Nos jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires o formato será utilizado “de verdade”.

Formado em Engenharia Civil e Ciências da Computação, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.