Livro da semana: “From the deep: the Petzl adventure” – Sophie Cuenot e Hervé Bodeau

Quem pratica montanhismo, espeleologia e escalada seguramente alguma vez na vida escutou falar sobre a marca Petzl. A própria história da empresa se confunde com as das bibliografias citadas. Por esta mesma razão que muitos se perguntavam porque ninguém nunca fez um livro sobre o seu fundador.

O livro “From the deep: the Petzl adventure” (Petzl, la promesse des profondeurs) é lançado para preencher esta lacuna e responder várias perguntas que até mesmo viraram lendas no esporte outdoor. Algumas reais e outras totalmente fora da realidade.

Consideradas uma das marcas de maior reputação existente em equipamentos técnicos de escalada e técnicas verticais, o livro ilustra com muitas fotos e histórias seu nascimento na França no início do século XX. Inicialmente uma marca dedicada quase que exclusivamente à espeleologia, foi descobrindo e desenvolvendo equipamentos para cada vez mais atividades, convertendo-se na potência global. Na obra, que foi patrocinada pela própria empresa e supervisionada pelos herdeiros de seu fundador, mostra que no início somente eram fabricados e comercializados poucos produtos, todos muito técnicos e específicos.

Neste início, datado do ano de 1936, os franceses Fernand Petzl e Pierre Chevalier, se juntaram para criarem uma humilde empresa de equipamentos de espeleologia. O primeiro grande êxito comercial da empresa foi a corda de náilon, que servia para confeccionar as escadas que eram usadas nas práticas de espeleologia. Isso porque na época, não era utilizada a técnica de rapel.

Graças aos seus avanços, Petzl e colegas puderam descer pela primeira vez na Gouffre Berger, uma caverna na França considerada das mais profundas do mundo (1.122 metros), em 1950. Um outro grande sucesso foi o Basic (ascensor de cordas), criado em 1968. A partir deste sucesso, começaram a surgir outros aparatos como a primeira headlamp para montanhismo em 1973 e as primeiras cadeirinhas em 1977.

Mas inegavelmente, quando a marca procurou explorar o mercado de escalada, foi quando ganhou mais destaque entre os montanhistas. Aproveitando o interesse pelo esporte, que efervescia na Europa com o desenvolvimento da escalada esportiva, Fernand Petzl junto com Michel Suhubiette desenvolveram as primeiras chapeletas de escalada. Posteriormente o seu produto mais famoso entre os escaladores, o grigri. No próprio livro é revelado a origem do nome do freio de escalada auto-blocante mais usado no mundo.

O livro conta a história da empresa cronologicamente, iniciando desde o nascimento de Fernand Petzl, infância e seu interesse pela espeleologia. Vários aspectos biográficos de toda a família, que atualmente trabalha na empresa, são revelados. O livro “From the deep: the Petzl adventure” inegavelmente oculta vários momentos desconfortáveis para a história da empresa, mas mesmo assim está longe de ser uma propaganda e auto-referenciada. A obra é um relato de uma empresa que faz parte da história de todos os praticantes de escalada e, por isso mesmo, é imperdível.

Amplamente ilustrada com fotos inéditas de Fernand Petzl, sua família e, claro, os protótipos de cada equipamento lançado pela empresa ao longo do tempo, faz com que a obra seja um documento imprescindível na biblioteca de toda e qualquer pessoa (ou instituição) que deseja saber mais sobre equipamentos.

Ficha Técnica

  • Título: From the deep: the Petzl adventure (Petzl, la promesse des profondeurs)
  • Autor: Sophie Cuenot e Hervé Bodeau
  • Edição:
  • Ano: 2012
  • Número de páginas: 272
  • Editora: Éditions Guérin

O livro “From the deep: the Petzl adventure” está disponível para download gratuito em: https://www.petzl.com

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.