Guia essencial para o Salar de Uyuni na Bolívia – Um dos lugares mais bonitos do mundo

O Salar de Uyuni consta na lista de passeios imperdíveis de qualquer dia de turismo de aventura que se preze. O local é dos mais bonitos do mundo e basta uma pesquisa simples pelo Google para vislumbrar suas imagens surreais e magníficas.  O Salar de Uyuni também é conhecido como Salar de Tunupa e é a maior planície de sal do mundo, com 10.582 km² de área. Por ser tão imensa o passeio por lá deve ser feito de carro, dificilmente alguém se propõe a conhecer o local somente a pé ou de bicicleta. Há pessoas que realizam de moto, mas é uma opção arriscada.

Existem pessoas que se arriscam algumas travessias a pé, mas é altamente desaconselhável. O local está localizado no sudoeste da Bolívia próximo à fronteira com o Chile, perto da borda da Cordilheira dos Andes a uma altitude de 3.656 metros acima do nível médio do mar.

Ilustração : http://www.lahistoriaconmapas.com

O local é resultado de resultado de transformações entre diversos lagos pré-históricos, sendo hoje coberto por alguns metros de uma crosta de sal. Esta crosta serve como fonte de sal de cobre e de uma piscina de salmoura rica em lítio (50 a 70% das reservas mundiais). A área grande, o céu claro e o nivelamento excepcional da superfície fazem do Salar de Uyuni um local ideal para calibrar os altímetros de satélites de observação da Terra.

O Salar de Uyuni popularizou-se a partir da década 1980, quando visitantes procuraram o local para conhecer o Cemitério de Trens e Ilha do Pescado. Por ser um local muito plano, com um espelho de salmoura é grande atração para fotos que brincam com a perspectiva. No roteiro de atrações está a possibilidade de hospedar-se em um hotel completamente feito de sal.

Como chegar

Para realizar o passeio pelo Salar de Uyuni é necessário escolher entre dois itinerários : Acesso por Chile ou pela capital da Bolívia La Paz.

A partir de La Paz : Na capital boliviana é necessário contratar uma empresa na própria cidade. Pela popularidade do lugar é fácil negociar preços e condições de passeio. O mais indicado é buscar antecipadamente referências de cada empresa, pois a qualidade de serviço prestado por cada uma delas é muito discrepante. Muito importante saber que o melhor preço não necessariamente significa o melhor serviço. O serviço de passeio ao Salar de Uyuni saindo da capital boliviana dura de 1 a 4 dias, dependendo da agência.

Na cidade de Uyuni (sim, existe uma cidade com o mesmo nome do salar) existe um aeroporto, Aeropuerto Joya Andina, com voos diários para a capital La Paz. Apenas três operadoras bolivianas prestam o serviço de translado : Amaszonas, Boliviana de Aviación e T.A.M. (não confundir com a TAM brasileira). O mais indicado é que dirija-se a alguma agência de turismo boliviana em La Paz para se informar quais as companhias que operam e as respectivas taxas. Há ainda uma opção de ônibus turístico, muito mais barato que o avião, mas esta opção pode ficar comprometida por conta das manifestações constantes na região boliviana que fecham as estradas por horas.

A partir de San Pedro de Atacama (Chile) – Comparando os operadores chilenos com os bolivianos, o serviço tende a ser relativamente melhor, mas nem tanto. Esta melhora no serviço reflete no preço cobrado. Saindo desde o Chile o passeio varia de 3 a 4 dias podendo, ou não, regressar até San Pedro de Atacama. Há a opção de ficar em Uyuni.

Entretanto, especialmente para quem está viajando de carro desde o Brasil, Argentina ou Chile : não é obrigatório a contratação de um guia. Porém é altamente recomendável, a menos exista um profundo conhecimento da região. A recomendação se justifica pelo lugar ter pouquíssimas referências visuais e possuir 10.500 km² de extensão. Durante a temporada de chuvas o índice de “freelancers”, pessoas que se aventuram sem o uso de guia, que ficam atolados no meio do nada é muito elevado. Importante lembrar que somente veículos com tração 4×4 conseguem finalizar o percurso.

Caso ainda assim arrisque com veículos comuns e sem a preparação para terrenos off-road, o preço do reboque em Uyuni é caríssimo e poderá fazer você gastar o dobro do que alugasse um carro 4×4.

Cemitério de trens | Foto : http://eldesiertosalardeuyuni.com

Quanto tempo é necessário ?

Por ser o maior deserto de sal do planeta o tempo para visitá-lo depende do espírito de aventura do visitante. A paisagem não muda muito durante muito tempo e isso pode aborrecer quem gosta de ver muitas coisas ao mesmo tempo em uma viagem. Por isso a cidade boliviana de Uyuni fica bem no início deste paraíso natural ,e a partir daí organiza-se passeios que pode ser curtos, de duração de apenas um dia, ou mais longos.

O tempo de duração, novamente, fica a critério do visitante e é altamente recomendável que esteja preparado com mochila apropriada, casacos para proteger-se do vento e, principalmente, procurar hidratar-se todo o tempo. Não é lugar, portanto, para quem gosta de fazer turismo ecológico com mala de rodinhas. Quem está acostumado a confortos urbanos pode sentir dificuldade, constrangimento e desconforto durante um passeio de vários dias ao Salar de Uyuni.

Isla Incahuasi | Foto : https://www.saneamentobasico.com.br

Uma dica preciosa a quem está por visitar o Salar de Uyuni é buscar que seu guia o leve para outros atrativos do altiplano boliviano. Neste trajeto há várias lagoas multicoloridas, formações rochosas e fauna exuberante.

Há perigo de sofrer do mal de altura ?

O Salar de Uyuni por estar a uma altitude acima de 3.600 metros acima do nível do mar, é bem possível que algumas pessoas sofra do mal de altura. Especialmente quem vive em cidades litorâneas ou próximos do nível do mar. Portanto uma das recomendações básicas para visitar o local é fazer uma aclimatação básica antes de sair explorando a região.

Apesar de ser um lugar lindíssimo e único no mundo, este detalhe pode fazer toda a diferença entre uma viagem prazerosa e um pesadelo completo. Caso o turista não esteja acostumado com altitudes, especialmente se estiver fisicamente mal preparado ou até mesmo ser sedentário, o mais indicado é que perca alguns dias (sim no plural) realizando aclimatação em Uyuni.

Foto : http://knowi.es/

A Revista Blog de Escalada realizou um estudo coleto a respeito do mal de altura, sendo o material de referência mais completo da internet brasileira :

Melhor época para visitar

A pergunta mais comum ao Salar de Uyuni, assim como todo e qualquer lugar de montanha, é sobre a melhor época para se visitar. No caso do Salar de Uyuni é uma pergunta difícil de responder pois esbarra na preferência de clima e experiência que o turista deseja.

  • Período seco : Durante os meses de maio a novembro é considerado a temporada de estações frias, quando as chuvas são poucas e praticamente inexistentes. Neste período o Salar de Uyuni está com um aspecto parecido a um imenso mar branco, com a perspectiva de visão se perdendo na imensidão. Este aspecto permite tirar várias fotografias que brincam com o efeito óptico produzido. Nesta época as temperaturas variam de 20ºC (máxima) a 0ºC (mínima).

Termas de Polques | Foto : http://tangoandtuktuks.blogspot.com.br

  • Período chuvoso : Durante os meses de janeiro e fevereiro é a temperatura chuvosa no Salar de Uyuni, mas por ser um deserto não necessariamente é uma desvantagem. Isso porque no Salar de Uyuni cria-se grandes espelhos d’água que divertem pela sua reflexão no momento de tirar fotos. Nesta época a temperatura varia de 15ºC(máxima) a -5ºC (mínima). Mas atenção : quando chove muito, o acesso ao Salar de Uyuni pode ficar bloqueado pelo acúmulo de água e lugares turísticos como Isla Incahuasi ou Isla del Pescado, são fechados.

Vacinas

Por se tratar de um lugar com relativa altitude, não é necessário vacinar-se para visitar o Salar de Uyuni ou San Pedro de Atacama. Porém alguns cuidados devem ser tomados antes e depois de visitar a Bolívia.

A Revista Blog de Escalada detalhou todos os países da América do Sul que necessitam de vacinas e cuidados especiais : http://blogdescalada.com

Quanto custa

O custo de entrar no parque é totalmente separado do preço dos tours oferecidos pelas agências. Esta separação é motivo de discussão constante para quem não se preocupa com os detalhes de viagem e estão acostumados a fecharem pacotes de excursão.  Os custos básicos individuais de entrada ao Salar de Uyuni são :

Isla Incahuasi

Principais atrativos

Visitar o Salar de Uyuni é muito mais que apenas tirar fotos que brincam com a perspectiva e lagoas que refletem o céu. Durante o tour completo há muitas atrações, e cada operadora de turismo oferece no pacote o que visitar. Dentre as muitas atrações do Salar de Uyuni destaca-se

Salar de Uyuny

Equipamentos necessários

Sobre o Autor

Luciano Fernandes

Luciano Fernandes

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.