Governo argentino e Comissão do Aconcágua chegam a consenso e temporada 2016 terá tarifas congeladas

Após várias notícias que, invariavelmente, impactariam as expedições ao Monte Aconcágua na temporada 2016/2017, o governo argentino e a comissão do Aconcágua chegaram a um consenso e irão adotar os mesmos preços dos serviços de 2015/2016.

O acordo foi acertado após longa reunião com as autoridades da Secretaria de Ambiente e Território de Mendoza e os integrantes da Comissão Permanente do Parque Provincial Aconcágua (CAPPA).

Foto : http://animalderuta.com/

Foto : http://animalderuta.com/

Como foi noticiado em primeira mão aqui na Revista Blog de Escalada, o governo do estado de Mendoza decidiu que os resgate realizados por helicóptero não iriam mais ser gratuitos. Assim todos os montanhistas, que decidissem ir ao parque, deveriam fazer um depósito adiantado. Caso não fosse utilizado o serviço, o dinheiro seria devolvido.

Da reunião o ponto mais importante a se destacar é que, para o período da temporada de 2016/2017, o pagamento adiantado (uma espécie de cheque caução) de ARG$ 40.000 (R$ 8.800) para eventuais resgates de andinistas não seria implementado. Este acordo foi costurado para que não haja nenhuma cobrança generalizada e antecipada a qualquer integrante do Parque Provincial Aconcágua. Todos os reajustes de preços ficarão aplicadas na temporada do próximo ano.

Importante lembrar que a licença obrigatória (chamada de permisso) para entrar ao parque, qualquer que seja a modalidade, já inclui um seguro básico para cobrir eventualidades. Estas eventualidades são consideradas raras segundo últimos levantamentos.

Quanto aos refúgios de montanhistas que foram destruídos no último inverno, a secretaria anunciou que substituirá os tetos durante o mês de dezembro.

Para saber mais acesse : http://www.aconcaguaonline.net

Sobre o Autor

Da Redação

Da Redação

Equipe da redação

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.