Festival de Escalada na Pedreira de São Roque serviu exemplo de integração entre esporte e sociedade

Como fazer com que a escalada e montanhismo seja introduzida na nova geração, conseguindo, assim, renovar o universo de praticantes do esporte? A resposta a esta pergunta passa por vários caminhos, alguns certos outros nem tanto, mas sem dúvida a melhor solução é tentar as melhores teorias.

Enquanto escaladores e montanhistas ficarem de braços cruzados, esperando que algum messias ou “paizão” faça todo o trabalho, o esporte estará sempre na iminência de se tornar mais popular, mas nunca passando disso. A dependência exagerada de recursos públicos (sendo às vezes o único recurso ambicionado), como prefeituras e governos de estados agindo como mecenas, têm mostrado a algumas entidades de classe de montanhistas que esta dependência é nociva à integração dos praticantes. Isso porque a partir do momento que o órgão público falir, a integração de praticantes de montanhismo vai também pelo mesmo caminho. Exemplos deste caso estão todos aí e qualquer pessoa consegue testemunhar.

Foto: Alex Leandrino

Não existe fórmula mágica, mas uma maneira de fazer boa integração entre população local e praticantes do esporte foi dada pelo primeiro Festival de Escalada Pedreira de São Roque, que foi realizado no último final de semana. O festival contou com uma estrutura nunca antes vista no lugar.

São Roque-SP, com pouco menos de 90.000 habitantes é um dos 29 municípios paulistas considerados estâncias turísticas pelo Estado de São Paulo, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por Lei Estadual. Tal status garante a esses municípios uma verba maior por parte do Estado para a promoção do turismo regional.

O Festival de Escalada Pedreira de São Roque contou com a presença de escaladores de quatro estados do país, totalizando mais de 150 atletas, sendo que 73 deles estavam inscritos nos campeonatos recreativos. No sorteio dos inúmeros brindes dado pelos apoiadores, o organizador estima que mais de 350 pessoas passaram pela pedreira para prestigiar o festival nesses dois dias inesquecíveis. Vários curiosos tiveram um primeiro contato com o esporte e, segundo eles mesmos descreveram, prometeram voltar a praticar.

Foto: Gregory Fenile

Compromisso com a comunidade

Além das aulas de iniciação à escalada, houve também ensinamentos sócio ambientais de plantio de mudas de árvores para as crianças e doação de 1 kg de alimento da maioria dos atletas presentes. Ao todo foram arrecadados quase 100 kg de alimento para doar às famílias que vivem na região da Pedreira de São Roque.

O evento contou com atividades paralelas às escaladas, como aulas de yoga, apresentação de slackline e highline com aulas de iniciação aos interessados e ao público em geral, além de palestras sobre alpinismo e técnicas de segurança em escalada.

Foto: Gregory Fenile

Segundo o organizador, Lúcio Angiolucci, era esperado um público de 100 pessoas, mas esse número foi superado por muito, nas palavras dele:

“Posso dizer que o festival foi perfeito e com certeza teremos data marcada para o próximo ano. O evento foi um grande marco na cena da escalada nacional e do Esporte Radical na linda e aconchegante Estância Turística de São Roque

Muito obrigado novamente a todos nossos colaboradores e apoiadores, a gratidão que sinto hoje, supera todas as minhas expectativas.

Obrigado a Deus por me guiar, e também por me conceder tamanha vontade de realizar tudo isso”

Mais informações: https://www.facebook.com / @lucio.angiolucci / @pedreiradesaoroque

Foto: Gregory Fenile

Foto: Gregory Fenile

Foto: Gregory Fenile

Foto: Gregory Fenile

Foto: Gregory Fenile

Foto: Gregory Fenile

Foto no topo: Gregory Fenile

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.