[EXCLUSIVO] Entrevista Raphael Nishimura – vice campeão mundial de paraescalada

Ficar tecendo elogios ao escalador paulista Raphael Nishumura é chover no molhado.

Raphael conseguiu recentemente um feito jamais realizado por um atleta brasileiro em esportes de escalada : Subir ao pódio de um campeonato mundial.

Por Raphael estar sempre concedendo entrevistas para os mais diversos sites, revistas e jornais, nunca pude publicar uma entrevista com ele.

Após este feito não tinha como não fazer.

Hoje Rafael é a sem dúvida a personalidade do momento na escalada brasileira.

O Blog de Escalada procurou Nishimura para uma entrevista em que ele esbanjou lucidez e maturidade em todas as respostas.

Raphael também confirmou que o problema administrativo de escalada de competição continua existindo, sendo que a dívida mais uma vez será rolada.

Acompanhe a entrevista abaixo :

 

Raphael como é a sua rotina de treinos?

Para o Mundial me preparei durante um pouco mais de meses treinando de 3 a 4 vezes por semana, em media 12 horas por semana.

 

Como é o critério para que cada categoria de Paraclimb seja determinada?

Para esse Mundial, as categorias eram, Artrite + deficiência neurológica, amputados e deficiência visual, alem disso cada atleta passava por um exame medico bem detalhado para receber um coeficiente da habilidade física.

Quanto maior era essa nota, maior era a limitação motora, no meu caso minha nota era 3,64 (a maior entre todos os 62 atletas), ou seja para cada ponto que eu conquistava, valia 3,64.

 

Após se tornar o primeiro brasileiro a subir ao pódium em campeonatos de escalada, a quem você gostaria de agradecer?

Nossa são muitas pessoas, cada um ajudou como pode, agradeço minha família, meus amigos de infância, os amigos do trabalho, a todos que compraram uma rifa, aos amigos que treinam comigo, a todos que torceram muito!

Agradeço o apoio das empresas que ajudaram com o custo da viagem, Curtlo, 90 Graus, Adrena Esporte e Aventura e ao Clube Alpino Paulista (CAP).

Agradeço o Frederick Gonçalves que me apresentou ao esporte.

Ao Mauricio Bellani que viajou comigo e me ajudou muito!

Aos Blog da Thais Makino, Desce dai Doido, Mulheres na Montanha e EscaladaInt.

Cada um foi responsável por essa conquista!

MUITO OBRIGADO!!!!! Mercy!

 

Por muito pouco brasileiros, mais uma vez, foram impedidos de competir. Você acredita que ano que vem o problema irá se repetir?

Sim, ainda existe a divida da anuidade 2012.

Caso algum atleta queira competir em algum campeonato da IFSC em 2013, será impedido de competir caso a divida não seja paga.

 

Você tem alguma sugestão para que a escalada de competição deixe de ser deficitária?

O que falta hoje é investimento, falta apoio, dinheiro!

Muitos aqui tem a filosofia de montanhista, mas existe espaço para a escalada de competição, a prova disso foi o sucesso do campeonato Brasileiro de Boulder.

É necessário acreditar no esporte, porque com certeza surgirão outros atletas como a Thais Makino, Jan Cardoso, Cesar Grosso, Andre Bele, Felipe Camargo.

Foi meio triste ver outros atletas de países mais pobres, uniformizados e eu receber a camiseta que usei 24 horas antes de embarcar, graça a ajuda da Adrena, senão usaríamos a camiseta do ano passado.

 

Após o sua conquista, houve procura de patrocínio, e não apoio, a você?

Nada, por enquanto não houve nenhum contato!

 

Para 2012 e 2013 quais são seus planos e projetos?

Para 2012 quero voltar para a rocha, devo uma visita para o RJ e ES e também quero escalar em Andradas e no Bauzinho.

Para 2013 quero ir para o Rock Arcos, os Italianos me disseram que terá a categoria Paraclimbing.

Em paralelo vou trabalhar no meu Projeto ParaClimbing Brasil – https://www.facebook.com/ParaClimbingBrasil

 

Quais são os seus ídolos na escalada?

Paulo Gil, Thais Makino, Jan Cardoso, Cesar Grosso, Andre Bele, Felipe Camargo e Eliseu Frechou.

Eu me inspiro nos escaladores brasileiros.

 

Para alguma empresa, ou marca, quiser entrar em contato com você como deve proceder?

Existe o meu blog: http://escalango.com/
Meu email:[email protected]
As empresas também podem contratar minha palestra:’http://escalango.com/palestra/

Sobre o Autor

Luciano Fernandes

Luciano Fernandes

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é aficionado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema” e jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

There are 5 comments

  1. Israel Menegon

    Gostaria de dar meus parabéns pessoalmente ao Raphael, um exemplo de dedicação e superação. Tive o prazer de conhecê-lo no Sumba Boulder que rolou o ano passado em São Bento do Sapucaí, apesar de não ter conversado com ele. Espero que ele sirva de modelo para todos os escaladores que possuam ou não qualquer tipo de deficiência, pois o mesmo mostrou que não existe limites e nem barreiras para seus sonhos. Continue sempre assim meu amigo, tenho me inspirado nos treinos sempre que leio alguma matéria sua. E parabéns pra você também Luciano, o site está 10 e sempre melhorando… abração a todos.

    Leco

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.