[EXCLUSIVO] Entrevista com Beth Roden

Foto: Acervo Pessoal Beth Roden

Foto: Acervo Pessoal Beth Roden

Com 7 anos de vida no ar a Revista Blog de Escalada já teve o prazer de entrevistar muitas personalidades ilustres.

Passaram pela sessão de escalada escaladores, dirigentes, cinegrafistas e especialistas em marketing esportivo.

Mas é sempre emocionante quando temos a oportunidade de entrevistar uma personalidade conhecida no mundo inteiro.

Tivemos o privilégio de entrevistar a escaladora americana Beth Roden para que ela pudesse falar sobre sua vida, a recente lesão e a profissão de escaladora.

Roden ainda falou sobre a  sua vida e carreira e pensamentos a respeito de tudo: vida, escalada e anseios para o futuro.

Beth antes de tudo esbanjou simpatia e educação em cada resposta e em cada contato que tivemos para realizar a entrevista.

Leia abaixo a entrevista da escaladora Beth Roden para a Revista Blog de Escalada:

Beth, vocë é uma das escaladoras mais fortes dos EUA. Como você chegou a este nível?

É muito lisonjeador da sua parte dizer isso. Há definitivamente um monte de mulheres escaladoras fortes nos EUA e é uma honra fazer parte.

Foto: Acervo Pessoal Beth Roden

Foto: Acervo Pessoal Beth Roden

Eu acho que cheguei neste nível apenas escalando bastante e tentando o meu melhor.

Eu fui muito afortunada de ser capaz de escalar algumas vias difíceis que me desafiaram e me inspiraram.

Você se lesionou recentemente. Como foi isso?

Eu já tinha uma longa lista de lesões recentes, a partir de uma cirurgia no ombro, a um tornozelo quebrado, para muitas lesões dos dedos.

Eu acho que depois de muitos e muitos anos de trabalho com o meu corpo, ele finalmente cedeu.

Eu acho que cada tipo de corpo é um pouco diferente, e eu tenho muito juntas soltas, que me fazem um pouco mais propensa a lesões.

Estou recuperando passo a passo, e chegar ao máximo que eu puder, e adorando.

Que tipo de tratamento você fez para melhorar?

Qualquer coisa que cura o corpo

Você também é uma escaladora profissional. Qual seria o conselho que daria a pessoas que estão planejando ser também profissionais da escalada?

beth_roden_6

Foto: Acervo Pessoal Beth Roden

Não há um monte de dinheiro em escalada, mesmo no topo, mas é um estilo de vida incrível, que eu não iria desistir de todas as riquezas do mundo.

E certifique-se de que você pode continuar a se divertir quando você está fazendo isso.

Eu vejo tantos escaladores fortes e talentosos entrar no esporte, mas, logo que eles não podem encadenar algo mais difícil, então  cansam e param de escalar.

Para mim  parece ser uma vergonha que as pessoas entram na escalada, porque eles adoram, mas, em seguida, deixar porque elas não podem conseguir algo.

Foto: Acervo Pessoal Beth Roden

Foto: Acervo Pessoal Beth Roden

É uma coisa que eu acho que as minhas lesões realmente me ensinaram a amar e a escala não importando o nível que eu estou subindo.

Entrei em escalada, porque era muito divertido e surpreendente, e é por isso que eu vou continuar a subir toda a minha vida – pelo menos eu espero que sim

No seu período de recuperação quais foram as pessoas que te apoiaram?

Minha família tem sido incrível em tudo. assim como a maioria dos meus patrocinadores.

Apesar de eu não ter enviando os materiais de teste hoje, eles têm sido muito favoráveis ​​a mim como embaixador do esporte o que é fantástico.

Para 2014 (já que 2013 já se foi) você tem algum projeto de escalada?

Eu definitivamente tenho muitos projetos de escalada, mais do que eu posso listar

Só tenho de ter certeza de que meu corpo permanecerá saudavel.

O que você sabe a respeito da escalada na América do Sul? E no Brasil?

Foto: Acervo Pessoal Beth Roden

Foto: Acervo Pessoal Beth Roden

Na verdade, eu nunca escalei na América do Sul, com exceção de um pouco de boulder na Patagônia, quando eu estava lá caminhando com meu pai.

Um dos meus bons amigos é brasileiro e eu gostaria de visitar e escalar aí parece incrível!

Você tem algum plano de passar um tempo escalando o aqui em um futuro próximo?

Eu amaria poder ir visitar!

No Brasil estamos experimentando um “boom”de escaladoras. Nos EUA acontece o mesmo?

Eu acho que há um “boom” de mulheres escaladoras agora, o que é maravilhoso de se ver.

Eu acho que aqui nos EUA é devido ao “boom” da ginásios de escalada em todo o país.

Está permitindo que muitas pessoas e mulheres a entrar no esporte que não tinham tido acesso no passado do esporte.

Foto: Acervo Pessoal Beth Roden

Foto: Acervo Pessoal Beth Roden

É muito incrível de ver.

Na hipótese de alguém querer trazer você ao Brasil, como poderia proceder?

Eu gostaria de visitar.

Acho que só precisa ​​encaixar na minha agenda e fazer acontecer!

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.