Crítica do filme “The 9a Road”

9a_road_movieUma das maneiras de se realizar um filme e construir um roteiro eficiente é conhecido como a “saga do herói”.

Este tipo de abordagem, muito existentes em filmes de ficção, também existe em filmes outdoor.

Este tipo de abordagem é muito utilizada por um motivo simples : o espectador facilmente se identifica com as dificuldades, redenções, e superações do protagonista.

Dentro do universo de filmes outdoor este tipo de abordagem se encaixa perfeitamente, uma vez que praticantes de esportes de natureza sempre estão buscando superação no objetivo de atingir uma marca.

O filme português “9a Road” aposta neste tipo de abordagem, colocando no foco a busca da cadena pelo escalador André Neres.

9a_road_2

“The 9a Road” documenta a busca de Neres por seu sonho de encadenar uma via com graduação francesa 9a (11c brasileiro) na região da Catalunha na Espanha.

Procurando não focar somente em escaladas, e as já conhecidas “masturbações sociológicas” sobre graus e vias, mostra também quem é o ser humano André.

A produção procura antes de tudo mostrar quem é André Neres, e quais são os sacrifícios que tem de fazer para ir perseguindo seu sonho.

Todo filmado com câmera DLSR que resultou em uma qualidade fotografia diferenciada, procurou apostar mais em recursos simples do que pirotecnia tecnológica.

O filme entretanto possui pequenos escorregões técnicos como edição e captação de som, mas não comprometem o produto final.

Aspectos não abordados no filme como a família de André, sua vida e profissão em Portugal e sua ansiedade poderiam ter sido também explorados pelo roteiro.

Este detalhe agregaria mais à  “jornada do herói” e uma identificação do público com o personagem mais profunda.

9a_road_5

Durante toda a exibição “The 9a Road”  deixa nítido que pequenos cuidados de acabamento, além de requinte com detalhes, teve prioridade no produto final e por isso merece destaque.

Realizar um filme outdoor não é tarefa fácil e demanda trabalho, dedicação e principalmente sensibilidade, e isso a produtora “Hands Up Creations” demonstrou ter de sobra.

O resultado de toda esta preocupação foi um filme que não é perfeito, mas dentro da sua sensibilidade unida a um roteiro preocupado em documentar pessoas merece ser visto por todos.

Nota do Blog de Escalada :

9a_road_3

Sobre o Autor

Luciano Fernandes

Luciano Fernandes

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.