Avaliação Relógio Vector Suunto

Foto_AvaliaçãoSuunto2O relógio Vector Suunto tem como objetivo ser uma ótima referência ao montanhista que procura um aparelho que possua não somente funções de um relógio comum, mas também de bússola, barômetro , termômetro e altímetro.

Segundo o seu fabricante tem como principais características sua precisão, facilidade de leitura, quantidade de funções e versatilidade.

O teste

O relógio Vector Suunto foi testado em uma grande amplitude de situações, sob diferentes climas, altitudes e situações as mais diversas possíveis.Suunto_vector_2

O relógio foi testado em diversos trekkings na Serra da Mantiqueira que teve variação de temperatura entre 3ºC até 28ºC.

Foi testado ainda em uma travessia na Serra dos Órgãos com chuva fina e temperatura que variou de 7ºC a 22ºC.

Foi testado em três ocasiões na Patagônia argentina em trekkings de dificuldade variada, e em escalada alpinas no Frey, e escaladas esportivas no Valle Encantado, Lago Puelo e Piedra Parada.

Suunto_vector_5Na Patagônia ainda foi submetido a temperaturas que variaram desde 1ºC até 30ºC com muito vento, e algumas chuvas fracas ocasionais.

O produto foi testado ainda em um trekking de média dificuldade no Parque da Serra do Mar no litoral norte de São Paulo, no que foi submetido inclusive à submersão ao mar.

Prós

  • Versatilidade
  • Interface com usuário
  • Iluminação
  • Resistência
  • Peso

Contras

  • Termômetro afetado pela temperatura corporal
  • Precisão do Altímetro de 5 em 5 metros
  • Disponibilidade de peças de reposição
  • Preço

Notas

  • Qualidade de material : 4.0
  • Acabamento : 5.0
  • Design : 4.0
  • Ergonomia : 4.0
  • Relação Peso x volume : 5.0
  • Relação custo x benefício : 3.5
  • Nota final : 4,25

Opinião

O relógio Vector Suunto impressionou positivamente durante maioria dos testes.Suunto_vector_6

Apesar dos botões de comendo seguirem uma configuração diferente do que é largamente aplicada no comércio de relógios convencional, é de fácil compreensão do usuário após pouco tempo de uso.

Na maioria das medidas forneceu uma precisão razoável e que auxiliou na realização das atividades.

O seu tamanho, e volume acima do normal incomoda quem esteja acostumado com produtos mais discretos.

Um ponto a se ressaltar é a necessidade do medidor de temperatura ter interferência do corpo humano, e por isso alterar os resultados.

Foto_AvaliaçãoSuunto3A necessidade de que a temperatura seja aferida com o relógio fora do pulso desagrada quem procura um produto que “faça tudo”.

A bússola eletrônica é de fácil compreensão, mas sua calibração requer mais experiência com o produto, dificultando para o leigo o seu manuseio.Suunto_vector_7

Por possuir muitas funções, log de atividades e detalhes em grande quantidade é quase obrigatório a leitura de seu manual de instruções.

Um ponto que poderia ser mais elaborado por parte da empresa é a durabilidade da bateria, que necessitou ser trocada após 12 meses de uso.

Uma outra observação é sobre o preço relativamente salgado de suas peças de reposição que requerem a ida a uma loja autorizada sempre que houver a necessidade de manutenção.

O relógio Vector Suunto é uma boa opção para o público iniciante e intermediário em esportes de montanha.

Sobre o Autor

Luciano Fernandes

Luciano Fernandes

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

There are 11 comments

  1. victor luzardo

    Luciano Fernandes, primeiramente, ótimo tópico. Recentemente adquiri um modelo mais simples da casio sgw 300h … alti, bar e termômetro. Minha dúvida é sobre o termômetro. Vi que a sugestão de usar por cima do casaco é bem interessante. Outra coisa, vc disse que a temperatura com relógio no pulso, pode variar em 5ºc pra mais, no meu notei que são 6ºc. Será que é uma boa idéia, ajustar a temperatura do relógio com ele no pulso? por exemplo: meu relógio no pulso, direto, sem casaco, marca 26ºc e um termômetro de referência, me indica que a temperatura no ambiente de 20ºC, daí eu calibro ele no meu pulso com 6ºc a menos. Será que fica muito impreciso?

  2. Luiz Monteiro

    Boa tarde eu possuo 2 vector em cores diferentes e sou muito satisfeito com sua performance…ja que o unico incoveniente mais latente seria a diferença da mediçao de temperatura no pulso ou fora fica minha sujestão…como disse o amigo acima prenda o na mochila ou o que eu costumo fazer é coloca lo por cima da blusa mesmo ate no casaco mesmo pois a pulseira e grande…garanto que vai ficar satisfeito pois o dispositivo ficará exposto ao ambiente e o calor do corpo nao o afetará…pronto acabou o defeito…abs

  3. Marcelo

    Oi Luciano, seus testes foram excelentes, mas desanimei desse modelo, haja vista estar indo em breve ao Atacama e queria um relógio “tudo em um”, pois o termômetro ser afetado pelo corpo realmente, não é interessante. Será que o Suunto Vector tem o mesmo problema ? Qual outra marca e modelo e claro, na mesma faixa de preço pode me sugerir ?
    Obrigado pela atenção e parabéns pelos reviews.

    1. Luciano Fernandes

      Oi Marcelo

      O relógio testado foi o modelo Vector, da Suunto. Eu sei que há modelos da Suunto que o termômetro não é afetado pelo calor do corpo. Mas são mais caros.

      Geralmente no site do fabricante há instruções sobre as caracteristicas do relogio.

      Pessoalmente não vejo uma questão tão problematica do termômetro ser afetado se nao for a uma alta montanha. Basta colocar o relogio na alça da mochila. Mas isso é a minha opinião.

      Abs

    1. Luciano Fernandes

      Oi Cássio

      Eu usei o relógio durante muito tempo, e a pulseira resistiu bem. Bem mesmo, já inclusive escalei em rocha com ela, além de treinar na academia de escalada e na academia de Cross Fit. A baixa resistência da pulseira não procede, pois foi usada em escalada em rocha com direito a entalar mão, enfiar braço em buraco e etc.

      A diferença de temperatura é gritante sim. Cerca de 5°C de diferença no pulso e fora do pulso. Tanto que todas as vezes que necessito medir a temperatura ambiente tenho de amarrar o relógio na mochila, ou deixar no avanço da barraca.

      O modelo Verctor não chegar a ser o modelo Top de linha da Suunto, mas pelo que aferi a bússola, e barômetro são muito precisos. O altímetro ser de 5 em 5 metros deixa a desejar se necessita de precisão.

      Abs

    1. Luciano Fernandes

      Oi Murilo

      Este “pino” que você se refere imagino que seja o volume que existe no vidro do Suunto. Este “levantado” existe por conta de um líquido que existe dentro do Relógio que permite com que os dispositivos eletronicos consigam “Ler” as variações de altura e tempo.

      Ele também auxilia na calibração da bússula.

      Visualmente não é agradável, mas você se acostuma.

      Abs

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.